Carrossel, de novo, na berlinda

POR GERSON NOGUEIRA

O anúncio ocorreu ontem, mas o torcedor do Remo ainda desconhece os principais detalhes do contrato de cessão da área do antigo Carrossel, pertencente ao terreno onde se localiza o estádio Evandro Almeida, ao empresário franqueado da marca Gustavo Kuerten no Pará. Em nome da transparência, o valor do negócio deve ser revelado.

Por ora, é possível fazer uma ideia do valor do aluguel pelos investimentos que o empresário Antônio Mergulhão Netto está fazendo na área. Inicialmente, será aplicada a quantia de R$ 1,2 milhão para colocar de pé o complexo comercial e de lazer no prazo de 30 dias.

Serão 12 lojas e quatro quadras da franquia Gustavo Kuerten, o Guga, campeão e ídolo do tênis brasileiro. O contrato terá duração de cinco anos e, quando expirar, todas as benfeitorias feitas ficarão para o Remo. Na esquina das avenidas Almirante Barroso e Antônio Baena já funciona uma farmácia em local também cedido pelo clube.

As obras do novo empreendimento começaram nesta semana, com os alicerces para a construção do complexo de lojas e limpeza para as quadras de tênis e beach tênis. Parte do muro de acesso ao Carrossel está sendo demolido e operários já trabalham no local.

Ao revelar o fechamento do negócio, o presidente Fábio Bentes destacou a importância do aporte de novos recursos com a cessão da área. Com a perda da receita (em torno de R$ 10 milhões) do Brasileiro da Série B e a volta à Série C, o clube precisa de receita para poder suportar o chamado “custo Remo”.

O custo Remo é a reunião das diversas despesas mensais do clube, com futebol profissional e outros departamentos. No momento, segundo Fábio Bentes, o valor é de cerca de R$ 800 mil mensais e o clube enfrenta dificuldades para garantir patrocínios e outras fontes de faturamento.

Para agravar a situação neste início de temporada, o desempenho instável do time no Campeonato Paraense não tem empolgado a torcida, o que se reflete no baixo comparecimento aos jogos, sem atingir a receita esperada.

Um detalhe da negociação com Antônio Mergulhão Netto interessa diretamente ao torcedor azulino: o centenário pórtico encravado no paredão da Almirante Barroso será mantido intacto, conforme termos estabelecidos em contrato. O projeto da obra é do arquiteto Camillo Delduque.

O pórtico é a peça histórica que chegou a ser arrancada durante a madrugada, a golpes de picareta, por ordem do ex-presidente Amaro Klautau em 2010, que defendia a venda do Baenão ao primeiro que chegasse com dinheiro na mão e uma área para instalar o novo estádio.

AK chegou a apresentar, sob aplausos de muitos, uma gambiarra virtual da futura Arena do Leão no bairro do Aurá, às proximidades do lixão. À época, mesmo sob ameaças, a coluna criticou o negócio e denunciou os riscos de danos ao patrimônio do clube.

Sócios, conselheiros e beneméritos custaram a entender a manobra, mas finalmente puseram fim à aventura com a revelação de que a avaliação do patrimônio havia sido subvalorizada.

Ricardinho: dúvida e preocupação no Papão

Grande destaque do PSC no Parazão, o volante/meia Ricardinho é dúvida para o Re-Pa de domingo. Ele saiu lesionado da partida contra o Itupiranga, na quarta-feira, e está sob tratamento intensivo para garantir escalação. Peça-chave no meio-campo bicolor, o experiente jogador se transformou na principal atração do campeonato.

Com boas atuações e dois gols marcados na competição, Ricardinho pôs abaixo as muitas dúvidas que cercavam sua contratação. Depois de uma participação pífia no Botafogo durante a Série B 2021, o jogador de 36 anos chegou a ser visto como uma aposta de risco.

O comprometimento, a liderança e a categoria em campo desfizeram toda e qualquer desconfiança, além de assegurar a Ricardinho a admiração da Fiel bicolor, que já o tem na conta de ídolo neste início de temporada.

Pode-se dizer que hoje Ricardinho é a principal referência do time de Márcio Fernandes, fazendo o time render mais quando está em campo e deixando uma lacuna difícil de ser preenchida sempre que está fora – como no empate contra o Tapajós, na quinta rodada.

Até as pedras do cais sabem que Ricardinho estará em campo, domingo, às 17h, para enfrentar o Remo na Curuzu. A dúvida real é se ele estará em plenas condições para suportar um jogo que se presume de forte marcação.

Brasil x Argentina: a marca do atraso nos atos da Fifa

Depois de cinco meses, o Comitê Disciplinar da Fifa finalmente anunciou sua decisão em relação ao polêmico jogo Brasil x Argentina, de setembro do ano passado, suspenso por intervenção direta dos fiscais da Anvisa, que fizeram cumprir o protocolo sanitário em relação à covid-19.

O episódio, marcado pelo lado extravagante da interrupção da partida depois de apenas alguns minutos de bola rolando, levou a Fifa a realizar uma longa investigação da ocorrência, a fim de determinar as responsabilidades pela suspensão da partida válida pelas Eliminatórias.

“Com base nas regulamentações aplicáveis, o Comitê Disciplinar decidiu que a partida deve ser jogada novamente em data e local a serem decididos pela Fifa”, explica o breve comunicado.

A conclusão do comitê aponta para a enxurrada de falhas e omissões por parte dos envolvidos com a partida. Por isso, a CBF levou multa de 500 mil francos, pelo fato de ser responsável pelo jogo e ter falhado na segurança.

A Associação Argentina tomou 200 mil francos de multa, no que pareceu uma medida ligeiramente injusta, afinal ela foi a causadora da confusão. Ambas terão que pagar uma multa extra de R$ 50 mil francos pela suspensão (e prejuízos decorrentes) do jogo.

Os argentinos Buendía, Martínez, Lo Celso e Romero pegaram gancho de dois jogos por descumprimento do Protocolo Internacional de Retorno ao Futebol. A sensação é de que a Fifa levou tempo demais para tomar uma atitude que parecia óbvia desde o início do imbróglio. 

(Coluna publicada na edição do Bola desta sexta-feira, 18)

Um comentário em “Carrossel, de novo, na berlinda

  1. O pórtico “centenário” não está preservado, pois o mesmo foi destruído a marretadas. No máximo pôde-se dizer, que o local do pórtico será preservado, até como lembrança da lambança do Amaro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s