Com a cabeça no Re-Pa

POR GERSON NOGUEIRA

Clube do Remo está pronto para o desafio na sexta rodada do Parazão

Com o equilíbrio prevalecendo nos três grupos do Campeonato Paraense, a sexta rodada começa hoje com a dupla Re-Pa encarando jogos de pesos diferentes. Em Bragança, o Remo desafia os donos da casa buscando escapar da perseguição direta de Caeté, Independente e Castanhal no Grupo C. Em Belém, o PSC recebe o Itupiranga na condição de favorito, mas precisando voltar a vencer após o tropeço frente ao Tapajós na rodada passada.

Os velhos rivais entram em campo hoje contra adversários difíceis, mas ambos, por mais que tentem disfarçar, têm a cabeça voltada para o clássico do próximo domingo, válido pela 7ª rodada. 

Vaiado após o empate contra a Tuna, domingo, o Remo (11 pontos) segue pressionado pela desconfiança do torcedor quanto ao desempenho do time. O técnico Paulo Bonamigo deve fazer mudanças. Há dúvida entre Daniel Felipe e Everton Sena na zaga, Rony entra na direita e é possível que o novo reforço, Leonan, faça sua estreia na lateral esquerda.

O Bragantino (6 pontos) foi derrotado pelo Castanhal na quinta rodada e tenta a reabilitação diante do Remo para se aproximar da Tuna, líder do Grupo B com 8 pontos. Historicamente, o Leão leva ampla vantagem com 26 vitórias contra uma do Tubarão em 34 jogos.

Na Curuzu, à noite, o PSC recebe o Itupiranga tentando voltar a vencer e ampliar a liderança do Grupo A. Com 10 pontos (e um jogo a menos), o time de Márcio Fernandes deve ter o retorno de Christian, Ricardinho e Dioguinho. O desempenho 100% caiu por terra na rodada passada no tropeço frente ao Tapajós.

O modelo ofensivo e eficiente foi posto à prova e não funcionou diante de um time tecnicamente inferior, mas forte na marcação. O jogo de hoje representa boa chance para desfazer as dúvidas geradas pela atuação insatisfatória, além de servir como preparação para o Re-Pa de domingo. (Foto: Samara Miranda/Ascom Remo)

Mbappé põe Messi e Neymar no papel de coadjuvantes

Para quem pensou que Lionel Messi e Neymar seriam os destaques do PSG no esforço para conquistar a Champions League, a evolução de Kylian Mbappé não deixa dúvidas: o protagonista do time é o atacante de 23 anos. Confirmou isso na partida de ida das oitavas de final contra o Real Madrid.

O PSG foi amplamente superior nos dois períodos, mas tudo indicava que o empate iria prevalecer até que Mbappé no minuto final irrompeu na área espanhola e assegurou a vitória francesa com um tiro rasteiro, que o gigante Courtois não conseguiu deter.

Antes, Messi havia desperdiçado uma cobrança de pênalti defendida pelo goleiro belga, que saiu de campo como melhor jogador do confronto.

Importante destacar a entrada de Neymar no 2º tempo, substituindo a Di Maria. Recuperado de contusão, movimentou-se bem, deu alguns dribles e foi de seus pés que saiu o passe perfeito para o lance do golaço que decidiu o jogo.

É provável que Neymar entre como titular na volta em Madri. A ironia é que Mbappé, grande nome do PSG, talvez esteja a poucos meses de mudar de lado – deve fechar com o Real Madrid na próxima temporada.

Direto do blog campeão

“Apesar do bom jogo ofensivo, o Remo ainda precisa melhorar a pontaria. Acredito que falta a tal tranquilidade para aquele remate certeiro do ataque. Analiso como produtivo o jogo do Remo, como também foi muito produtiva a atuação do arqueiro da Tuna. Não foi bem um jogo de ataque contra defesa, mas a prometida evolução do futebol azulino está acontecendo. A Tuna, por seu lado, executou muito bem sua proposta de jogo, pelo menos pelo que se viu da atuação da defesa como um todo. Se pelo lado remista há dependência da inspiração de Gedoz, pelo lado bicolor percebe-se equivalentemente a dependência de Ricardinho, ponto de equilíbrio alviceleste. Pingo tem crescido como segundo volante e o jovem Sena tem mostrado um potencial que ainda não se desenvolveu, mas que a minutagem deve providenciar. Ronald e Tiago Mafra precisam igualmente dessa confiança para despontar. Talento, já mostraram que têm”. Lopes Junior

Lentidão do processo eleitoral na FPF gera críticas

A um mês da eleição para a presidência da Federação Paraense de Futebol não houve nenhum ato de iniciativa da nova comissão eleitoral, instituída pela presidente interina Graciete Maués. O pleito está marcado para 15 de março e algumas providências estatutárias devem ser tomadas para encaminhar o processo eletivo.

Existem prazos obrigatórios estabelecidos para a publicação do edital de convocação três vezes antes da eleição. A parcimônia com que a comissão tem se conduzido preocupa os clubes que disputam o Parazão e inquieta as chapas que concorrem à presidência.

Há o fundado receio de que a lentidão leve a uma nova postergação da eleição. A conferir.  

(Coluna publicada na edição do Bola desta quarta-feira, 16)

Um comentário em “Com a cabeça no Re-Pa

  1. PSG x Real Madrid foi um grande jogo, com direito a ver Messi perder pênalti (ou será que foi o excelente Courtois que foi mais eficaz?). O passe de Neymar para a arrancada de Mbappé foi primoroso e plástico. A arrancada deste para o gol foi sensacional. Ver o embate de dois supertimes formados por grandes jogadores é imperdível para quem gosta de futebol.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s