“Cidadão, não. Engenheiro civil, formado, melhor do que você”

Mídia de cabeçalho

O engenheiro flagrado pela reportagem do Fantástico, da TV Globo, questionando a atuação da equipe da Vigilância Sanitária e atacando o superintendente de educação e projetos do órgão, Flávio Graça, em bar da Barra da Tijuca, no Rio, relatou estar sofrendo ameaças e negou ter agredido alguém.

“Estamos hoje com medo da nossa integridade física. Desde o momento em que a reportagem foi ao ar as pessoas na internet começaram a nos ameaçar. Há 24 horas não dormimos, não comemos e só bebemos água. Estamos apavorados com tudo isso”, disse ele, que pediu para não ter o nome revelado, ao jornal Extra.

“Estamos recebendo ameaças por telefone. Estão nos xingando, nos ameaçando, estamos apavorados. Eu não esperava essa repercussão. Estamos com medo de sair na rua. Não queremos nem pensar em sair às ruas”, acrescentou ele, que estava acompanhado da mulher. Flávio também foi ouvido no Encontro, da Rede Globo.

“Estou nessa função desde 2017 como superintendente de educação da vigilância e a gente preza que a informação chegue antes da fiscalização”. Mesmo tendo sofrido ofensas, ele explica aos seus instruídos que não se deve levar para o lado pessoal.

O caso ganhou repercussão após a mulher na reportagem dizer: “cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você” para um profissional que fiscalizava o cumprimento das medidas de segurança contra a covid-19 em bares cariocas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s