A ordem que Bolsonaro deu a Queiroz

Por Lauro Jardim

Em janeiro, um mês depois de o caso Fabrício Queiroz/Flavio Bolsonaro espoucar, Jair Bolsonaro mandou um emissário de confiança dar a seguinte instrução ao ex-faz tudo da família: que Queiroz jogasse o aparelho de celular fora e comprasse uma nova linha. E assim foi feito.

(Atualização, às 11h08. Paulo Klein, advogado de Fabrício Queiroz enviou a seguinte nota: “A defesa de Fabrício Queiroz nega que ele tenha recebido qualquer pedido do Presidente ou de qualquer outra pessoa para descartar seu telefone. Fabrício Queiroz reafirma que após o início da investigação jamais teve contato com qualquer dos integrantes da família ou pessoas a eles relacionadas, ressaltando mais uma vez que jamais cometeu qualquer crime, conduta imoral ou ilícita.”)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s