Ainda sobre o legado do gênio João

IMG_3075

Por Jamil Chade

A sinuosa música que brotou dos violões de João Gilberto entre os anos 50 e 60 não apenas revolucionou a arte no país. Não é exagero dizer que aquele toque teve a insensatez de transformar a imagem do Brasil no mundo. Um país amarrado ainda em complexos e que lutava por ser reconhecido entre os grandes passara a contar com aquela síncope – e seus geniais cúmplices – como um atalho sem igual para se impôr da maneira mais eficiente de todas: a sedução. Era um momento de euforia, uma brecha democrática na história. E esse período ganhou um “sound track” universal.

Chega de Saudades e tantas outras canções são hoje patrimônio da humanidade. E o Brasil é o Brazil em grande parte graças a elas. Essa coleção de tons foi parte de uma “Quiet Revolution”, foi o traço de um período que levou uma parte do mundo a querer ser brasileiro. O Brasil propunha um projeto modernizador, influenciando o jazz, resgatando Debussy, dando sentido às ondas do mar, e até colocando Ipanema no mapa mundi. Quem nunca ouviu um saudoso estrangeiro arriscar cantarolar “Tall and tan and young and lovely”?

Depois de Yesterday, consta que Garota de Ipanema seria a segunda canção mais executada naquele século. (Consta também que um bem-humorado Tom apenas comentou: “mas eles eram quatro”, ao saber que a música dos Beatles superava sua composição). A Bossa Nova foi um dos maiores ato de política externa do país e, sem perceber que estava de mãos dadas com o futebol e a Niemeyer, transformou a imagem que o mundo fez do Brasil e nos colocou como um dos marcos do século XX.

Será que foi por acaso que, na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, um dos momentos de auge da festa foi o andar da Garota de Ipanema? E que os mascotes foram Tom e Vinícius?

O que João Gilberto fazia, portanto, não era apenas interpretar canções. Mas sim transformá-las em “partituras de identidade” de um país.

VQwagL9Z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s