João Gilberto cantou um Brasil muito diferente deste, que não o merecia

screen-shot-2019-07-06-at-5-00-26-pm-600x344 (1)

Por Kiko Nogueira

O Brasil não merecia João Gilberto.

O cantor do amor, do sorriso e da flor, da Bossa Nova, da delicadeza, o gênio do sussurro, do soar baixinho, absolutamente moderno, do Brasil das coisas belas — o que ele poderia ter a ver com a ascensão e glória da brutalidade bolsonarista?

João tinha 88 anos e estava no centro de uma disputa familiar infernal, miserável.

Dado seu estado de senilidade mental, conseguiu uma rota de escape diante da luta de seus herdeiros por seu dinheiro.

O encantamento, o sublime ficarão para sempre. 

A primeira vez em que eu ouvi “Amoroso” fiquei obcecado.

Abre com sua versão de “S’Wonderful”, de George e Ira Gershwin. O nome do disco é tirado de sua pronúncia baiana para “amorous”.

O violão casa perfeitamente com o luxo dos arranjos de Claus Ogerman.

O que João faz em “Retrato em Branco em Preto”, de Chico e Tom Jobim, a divisão dos versos no meio da harmonia, é inexplicável e inimitável.

Ainda tem “Estate”, em italiano, o bolero “Besame Mucho”, “Wave” — canções que ele transformava e das quais se apropriava.

Morre 60 anos após o lançamento de “Chega de Saudade”, o marco zero de uma revolução estética, de uma bomba de tranquilidade.

“Vai minha tristeza / E diz a ela / Que sem ela não pode ser…”

Inventou uma batida copiada no mundo, exportou a imagem de um lugar que, talvez, não tenha existido.

Ou melhor, que existia em sua arte, em seu gênio, e através dele em nós mesmos.

Viva João Gilberto e o porto seguro que ele inventou para nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s