Liverpool goleia o Porto e vai encarar Barça na semifinal

Liverpool está confirmado na semifinal da Liga dos Campeões. Após bater o Porto por 2 a 0 em Anfield, pela ida das quartas de final, nesta quarta-feira o time inglês foi ao Estádio do Dragão, em Portugal, e bateu o time da casa por 4 a 1.

O Liverpool sofreu muita pressão nos primeiros minutos de jogo, mas conseguiu resistir aos ataques portistas e abriu o placar aos 26 minutos do primeiro tempo, com Mané. Aos 19 minutos da segunda etapa, Salah ainda marcou o segundo, mas o Porto reagiu aos 22, com gol de Militão. A esperança dos portugueses, contudo, não durou muito, pois Firmino marcou o terceiro aos 31 e Van Djik fechou a conta aos 38.

Com isso, o time de Jurgen Klopp agora terá pela frente o Barcelona, que na terça-feira despachou o Manchester United. Na outra semifinal, o duelo será entre Ajax, que bateu a Juventus, e Tottenham, que derrubou o Manchester City.

FBL-EUR-C1-PORTO-LIVERPOOL

Precisando reverter a derrota sofrida fora de casa, o Porto começou a partida com todo o vapor. Logo no primeiro minuto, Corona recebeu na ponta da área, puxou para o meio e soltou uma bomba, e a bola saiu muito perto do ângulo direito do goleiro Alisson.

Aos seis, após cruzamento na área, a bola sobrou para Marega, que ajeitou e arriscou para segura intervenção do arqueiro brasileiro. Aos 14, em novo cruzamento, Marega teve outra chance, mas desta vez não pegou muito bem na bola e ela saiu pela linha de fundo.

Até os 25 minutos, o jogo foi praticamente um monólogo no Estádio do Dragão. O Porto pressionava muito, enquanto o Liverpool se defendia e praticamente não passava do meio-campo, deixando o técnico Jurgen Klopp muito preocupado.

Aos 26 minutos, no entanto, em uma das raras chegadas da equipe inglesa, Mané abriu o placar. Salah recebeu dentro da área e pareceu ter arriscado para o gol, mas o chute saiu mascado. Oportunista, Mané saiu de trás da zaga para completar a tentativa do companheiro e balançar as redes. A zaga do Porto ficou pedindo impedimento no lance, e após consultar o VAR, o árbitro validou o tento.

Logo após o gol, o time da casa voltou ao ataque e após cruzamento na área, Brahimi completou e obrigou uma grande intervenção de Alisson. Depois disso, contudo, os visitantes começaram a equilibrar a partida, e o domínio português deixou de ser tão evidente.

FBL-EUR-C1-PORTO-LIVERPOOL

Aos 43, em lance confuso dentro da área do Liverpool, a bola resvalou no braço do zagueiro Robertson e os jogadores do Porto pediram pênalti. O árbitro, contudo, mandou o lance seguir e sequer pediu auxílio do VAR.

No intervalo, Klopp promoveu a entrada de Roberto Firmino no lugar de Origi, ao passo que Sérgio Conceição optou por Tiquinho Soares na vaga de Otávio. Na etapa complementar, o panorama do jogo seguia o mesmo: os mandantes se lançavam ao ataque em busca da virada, enquanto os visitantes, agora com um resultado bem mais favorável, administravam a vantagem.

Aos quatro minutos, o time português levou perigo com cabeçada de Marega que saiu por cima do gol, e aos oito, foi a vez de Tiquinho Soares testar para fora. A resposta dos ingleses veio com Salah, também de cabeça, mas sem muito perigo.

Aos 12 minutos, Herrera experimentou uma bomba de longe, obrigando uma importante defesa de Alisson. Aos 19, contudo, os Reds encaixaram um rápido contra-ataque e a bola ficou com Salah, cara a cara com Casillas. Com muita calma, o egípcio apenas tocou no canto e correu para o abraço.

Quando tudo parecia resolvido para o Liverpool, o brasileiro Éder Militão apareceu para dar uma nova e breve esperança ao Porto. Aos 22, após cruzamento na área, o defensor subiu mais que todo mundo para testar forte e marcar o primeiro dos portugueses.

Aos 26, Mané teve nos pés a bola para sacramentar a classificação, mas perdeu. O camisa 10 recebeu lançamento em profundidade, avançou, driblou o goleiro e na hora de concluir, acabou batendo torto e mandando para fora. Logo na sequência, contudo, aos 31, Firmino apareceu para resolver o vacilo do companheiro. Demonstrando boa movimentação, o brasileiro pediu, recebeu dentro da área e cabeceou como manda a cartilha para marcar o terceiro do time visitante e praticamente selar a classificação.

Se a situação do Porto já era muito difícil, aos 38 minutos ficou muito mais. Em mais uma tentativa de jogo aéreo, foi a vez de Van Djik testar forte e fechar o duelo agregado em 6 a 1 para o Liverpool.

PORTO 1 x 4 LIVERPOOL

Local: Estádio do Dragão, em Porto (Portugal)
Data: 17 de abril de 2019 (quarta-feira)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Danny Makkelie (HOL)
Assistentes: Mario Diks (HOL) e Hessel Steegstra (HOL)
VAR: Pol van Boekel (HOL)
Cartões amarelos: Pepe (PORTO); Mané (LIVERPOOL)
GOLS:
PORTO: Éder Militão, aos 23′ do segundo tempo
LIVERPOOL: Mané, aos 26′ do primeiro tempo; Salah, aos 20′ do segundo tempo; Roberto Firmino, aos 32′ do segundo tempo; Van Dijk, aos 39′ do segundo tempo.

PORTO: Casillas; Éder Militão, Felipe, Pepe e Alex Telles; Otávio (Tiquinho Soares), Danilo Pereira e Héctor Herrera; Corona (Fernando Andrade), Marega e Brahimi (Bruno Costa). Técnico: Sérgio Conceição

LIVERPOOL: Alisson; Alexander-Arnold (Gomez), Matip, Van Dijk e Robertson (Henderson); Fabinho, Wijnaldum, e Milner; Salah, Mané e Origi (Roberto Firmino). Técnico: Jurgen Klopp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s