Veja, à beira da falência, tenta (sem sucesso) aterrorizar eleitor

Por Ricardo Kotscho

“A ELEIÇÃO DO PAVOR”, grita a capa da Veja, assim mesmo, com maiúsculas e a cara de um mapa do Brasil assustado. Até tomei um susto quando vi na soleira da porta a revista em estado pré falimentar, que se dedicou nos últimos anos a acabar com o PT e suas principais lideranças.

Certa vez, ao receber em seu gabinete imperial na Abril o então governador de Pernambuco, Eduardo Campos, Roberto Civita, o herdeiro que quebrou a empresa erguida pelo pai, Victor Civita, foi-lhe mostrar as capas mais recentes da revista detonando Lula e Dilma.

“Está vendo estas capas? Vamos continuar assim, até derrubarmos o governo petista e acabar com este partido . Esta é a nossa missão agora”. Quem me contou o episódio em detalhes foi o próprio Eduardo Campos durante entrevista que fiz com ele no Recife para a revista Brasileiros.

Roberto Civita morreu em 2013 e a Abril está moribunda, sem pagar os funcionários demitidos, mas o PT não acabou, e o que restou da editora continua cumprindo sua “missão”, ela que teve importante papel no golpe de 2016 que derrubou Dilma.

A assustadora capa de Veja sai na mesma semana em que todas as pesquisas mostram o crescimento do PT e de Lula/Haddad na campanha presidencial.

Lula subiu para a faixa de quase 40% de intenções de voto e pode vencer no primeiro turno, se o deixarem chegar às urnas, e o PT, segundo o Datafolha, é o partido preferido dos brasileiros, com 24%, mais do que o dobro de todos os outros partidos somados. Este é o principal motivo do pavor, como está explicado na capa: “Os que acreditam na lei se assustam com a força de Lula mesmo preso”.

Outro motivo é o fracasso do candidato tucano Geraldo Alckmin, apoiado pela base aliada do governo Temer e pela revista, que entrega o jogo: “O mercado se assusta com a paralisia de Alckmin nas pesquisas”.

Veja e suas parceiras no Instituto Millenium sempre fizeram isso, jogaram com o medo para evitar a chegada do PT ao poder, mas agora é tudo feito de forma tão escancarada que acaba tendo o efeito contrário.

Esse é um dos fatores que pode explicar as últimas pesquisas: a maior parte do eleitorado já sabe que toda a campanha midiática e jurídica orquestrada em torno da Lava Jato foi feita unicamente para tirar Lula da eleição.

Só que a Veja faz um malabarismo para mostrar raciocínio exatamente oposto na matéria “O Susto é geral”, com a maior cara de pau: “As pesquisas, que mostram a liderança consolidada de Lula e Bolsonaro, assustam quase todos os segmentos do eleitorado e derrubam três teses correntes a respeito da corrida eleitoral”.

Como assim? Se os índices de Lula e Bolsonaro somados chegam a 60% desse eleitorado, como podem assustar “todos os segmentos”? É o contrário: sobrariam apenas 40% de eleitores para ficarem assustados porque seus candidatos não emplacam.

A matéria toda, assinada por Eduardo Ghiorotto e Daniel Pereira, é uma obra-prima de manipulação, dissimulação, cozinha mal feita de notícias de jornal para tentar inverter as curvas das pesquisas. E pensar que lá já trabalharam jornalistas como Mino Carta, Elio Gaspari e Dorrit Harazim.

Mas já se foi o tempo em que veículos como a Veja tinham o poder de eleger e derrubar presidentes, com a ajuda de fardados ou togados. Hoje, com suas redações definhando, lutam apenas para não fechar as portas. Não assustam mais ninguém.

Parece que o eleitorado brasileiro se emancipou, caminha agora com as próprias pernas até a urna eletrônica, e decide pela sua livre vontade em quem vai votar.

Bom final de semana a todos. Faltam apenas 43 dias para a eleição.

Vida que segue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s