Precisamos falar sobre Ciro Gomes…

ciro-5-600x334

Por Sheila Grecco, via Facebook

Se Ciro não tivesse sido tão grosseiro com Lula e o PT durante essa pré-campanha, eu votaria feliz e tranquilamente nele como plano B ao Lula. Não tem nenhum candidato nesta campanha que reúna a experiência que ele tem em vida pública (foi deputado federal aos 25 anos, está hoje beirando os 60), tampouco a inteligência dele. O projeto de transposição do Rio São Francisco não teria sido feito sem a competência e a coragem dele em peitar ambientalista e ativista malesco, sem senso nenhum de realidade, aqueles que acreditam em horta vertical de manjericão orgânico e energia solar e astral pra abastecer um país com mais de 200 milhões de habitantes. Pra mim, foi o segundo melhor ministro do Lula. O primeiro foi o Celso Amorim.

Dito isso, estando Lula preso e inelegível, embora alguns petistas vivam de quimeras e auto-ilusão, foi completamente desarmada e com total senso de pragmatismo que assisti hoje à entrevista dele no Roda Morta. Minhas impressões:

1) O cara é uma Wikipedia econômica ambulante. Impressionante como tira da cachola 500 números e consegue desarmar até um arrogantezinho do mercado financeiro que estava na bancada. É imbatível no quesito contas públicas. Não tem pra ninguém. Coerente, lógico, dá aulinha;

2) Chama Parente de “apátrida” e pede sua cabeça, chama Temer de “escroque”. No quesito xingamento aos golpistas, lava nossa alma em inúmeros momentos e empolga. Parece o cabra macho que vai governar com faca na bota;

3) Desenvolvimentismo, política industrial, a política de preços fraudulenta da Petrobras, todos esses são temas em que dá aulinha, tá em casa, mas eis que começam os temas indigestos.

4) Acho que o Roda Morta fez um choque de gestão da entrevista do Boulos pra cá. Toda essa bancada de entrevistadores do Ciro foi excelente e até o apresentador se redimiu de imbecilidades passadas. Foi dele, inclusive, a pergunta touché: “Por que você nunca pôs os pés no Instituto Maria da Penha no seu próprio Estado?”. Eu sairia correndo depois dessa… Tachado, e com razão, como machista, teve de ouvir essa, depois de definir o Estado do Ceará como… “matriarcal”. Pausa pra risos…

5) A pergunta do gringo sobre a Transnordestina, com generoso financiamento público ao seu ex-patrão Steinbruch (CSN) e obra que permanece inacabada, ficou sem resposta a não ser o mantra de que era uma “concessão privada” (ainda que com dinheiro público). Recebeu um “desde o momento em que assumi o projeto” pra tentar justificar as cagadas do passado na CSN, de onde talvez saia o seu vice (aquele ser golpista, um genérico do Skaf, que defende a dieta dos 15 minutos de lanchinho pro trabalhador no lugar de 1 hora de almoço). Toda vez que as perguntas entram na linha das relações do candidato com a direita, as respostas são pouco ou nada convincentes.

6) Bernardo Mello Franco mandou as perguntas mais duras, sobre Lula e como governar sem maioria no Congresso. Ciro não convenceu em nenhuma resposta. E ainda mandou a seguinte piada: “O PDT seguramente fará 60 deputados nesta eleição”. Para de He-man…

7) Repórter da CBN e José Roberto de Toledo (Piauí) entram nas pautas identitárias. O resultado é desastroso. Não conseguiu citar nada sobre o que fará de políticas públicas para as mulheres. Praticamente recorreu a uma resposta nível Bozonaro: “Pergunte aos meus especialistas”. E ainda deu uma resposta-sabão sobre aborto. Ué, cadê o cabra-macho de outrora?? No caso das drogas, se era a favor ou não da descriminalização, veio com um papo de consultar o papa Francisco. Sério. Assumindo-se de direita mesmo, pula fora de temas polêmicos e ainda recorre a… consulta nonsense ao Vaticano pra pegar voto de católico. Deprimente.

8. Durante a pré-campanha, uma das coisas que mais me irritou no Ciro foi a postura de desonestidade intelectual em relação ao Lula. Não foi só a falta de solidariedade com a prisão em si, foi o que disse bem antes. Ele não só escreveu como falou textualmente isso:

“Considero Lula o grande responsável político pelo momento terrível pelo qual passa o País. Foi traído, mas a ele, e somente ele, devemos a imposição de um corrupto notório na linha de sucessão do Brasil, o senhor Michel Temer”, Ciro.

Todos sabemos que não foi Lula quem escolheu Temer pra ser vice de uma chapa que nem dele era. Tudo bem que ele é foda mesmo, mas nunca mandou no PMDB, já seria demais, não? Ele é onipresente? Manda em tudo? Seria linda essa ditadura petista, mas ela só se concretizou nos delírios de coxinhas. PMDB fez prévias pra decidir quem seria o vice. Um cara como o Ciro – que começou sua carreira num Arena, que é o pai legítimo do Plano Real e que é cria política de Tasso Jereissati – sabe muito bem como funciona política. Tá querendo confundir pra pegar voto de anti-petistas ou de esquerda puritana-Pollyana… Pois bem, na entrevista ao Roda Viva, utiliza mais uma vez de desonestidade intelectual, desta vez contra a Dilma. Em duas vezes diz explicitamente que ela preferiu ficar ao lado de Cunha e não de Cid, seu irmão. Curioso. Mesmo ficando ao lado de Cunha, foi por ele derrubada?? E ainda fecha com a frase medonha de que não teria caído no governo como ela porque… “não é a Dilma”. Esse “a” com tom de… “uma”. Não é “uma” Dilma. É contra o golpe machista e misógino, mas se entrega com atitudes machistas e misóginas. A fala revela tudo da psiquê.

Bem, tudo isso pra dizer que sim, tentei, mas não voto no Ciro nem que seja a última Coca-Cola do deserto. Pra começar, odeio Coca-Cola… E esse perfil não é o de um líder humanista que pacifique o Brasil. Tá mais pra um excelente ministro da Fazenda ou de Política Industrial. Apesar de ter tido uma bancada fraquíssima, vi muito mais verdade, humanidade e futuro num Boulos do que num Ciro. Pra dialogar com o Tiozão da Vila Nhocuné ou com a Dona Joana da Chicória, não interessam superávit, déficit primário e afins, interessam empatia e solidariedade. Pra quem quer ser um pós-Lula, ainda falta muito. Economês pode conquistar mentes, mas não os corações.

4 comentários em “Precisamos falar sobre Ciro Gomes…

  1. Disse tudo. Não aposto um real furado em Ciro Gomes. Se ganhar, logo que assuma o poder cairá feliz no colo da direita, porque essa é a sua natureza. Trairá porque, como na fábula, tem a natureza dos escorpiões.

    Curtir

  2. SIM, FALEMOS DE CIRO GOMES, BEM OU MAL.
    SIM, FALEMOS DELE, AFINAL, É O ÚNICO PLANO-B QUE A ESQUERDA PODE TIRAR DA MANGA, OU DA CARTOLA.

    Curtir

  3. Ele só passou a atacar o Lula quando viu que o petista está fora do páreo. Não deixa mesmo de ser o plano B, mas tem também o C e o D: Manuela D’avila e Boulos. Um outro que poderia ser, se não fosse a teimosia do PT, era o ex-prefeito de SP, também conhecido como prefeito Suvinil: Fernando Haddad.

    Curtir

  4. Votei duas vezes no Lula e tinha esperança de votar novamente, infelizmente temos que ter consciência de que ele é carta fora do baralho e que de nada adianta essa aversão aos que falem ou opinem contra. Oq eu percebo nesse texto é que o Ciro é um excelente candidato talvez o mais preparado até ter falado algo contra o Lula, PT e petistas que estão com esse tipo de sentimento (ego ferido) estão mais perdidos do que nunca, perigam entregar o país para um tucano ou gente pior, bozonaros da vida. Lamentável.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s