Bate-papo no boteco virtual – São Raimundo x PSC

Campeonato Paraense 2018 – 8ª rodada

São Raimundo x Paissandu – estádio Barbalhão, às 20h

destaque-490933-sraimundoxpsc-696x392

Na Rádio Clube, Valmir Rodrigues narra; João Cunha comenta. Reportagens – Paulo Fernando e Dinho Menezes. Banco de Informações: Jerônimo Bezerra 

74 comentários em “Bate-papo no boteco virtual – São Raimundo x PSC

  1. Papão terá sete mudanças na equipe para o jogo com o S. Raimundo. Estão fora da partida os titulares Maicon Silva, Diego Ivo, Perema, Carandina, Moisés e Cassiano, além do meia Pedro Carmona, lesionado.

    Curtir

  2. 1′ Zaga bicolor se safa da primeira tentativa do S. Raimundo. Papão reage com Fábio Matos, mas é desarmado. Ritmo intenso neste começo de jogo.

    Curtir

  3. 7′ Jefferson Monte Alegre invade a área e bate forte. Marcão afasta com os pés e reclama de contusão. Em menos de três minutos, SR cria duas grandes chances

    Curtir

  4. 15′ Felipe chuta forte, Derlan afasta. SR sempre em cima, controlando o jogo e deixando o PSC sem opções de saída

    Curtir

  5. Dado Cavalcanti tenta fazer o time reagir, mas SR é muito intenso principalmente nas ações ofensivas. Barbalhão lotado a essa altura, previsão de mais de 8 mil espectadores na área liberada para a torcida.

    Curtir

  6. 44′ Moisés tenta brincar na zaga e sai com a bola pelo lado. Peu é lançado, mas a jogada não dá em nada. Ataque do PSC não funciona

    Curtir

  7. Fim de papo no 1º tempo. São Raimundo vence por 1 a 0, joga melhor, controla as manobras ofensivas e quase não permite chances ao PSC. Time mesclado que Dado escalou até agora não funcionou. Resultado até aqui inteiramente justo.

    Curtir

  8. PSC terá que mudar de postura para equilibrar o jogo. Movimentação foi muito errática, sem participação dos laterais e pouca presença dos atacantes. Do lado do SR, Felipe foi a peça mais destacada, embora Bruno Limão e Jefferson M. Alegre tenham atuado muito bem.

    Curtir

  9. 12′ GOOOOOLLL… PSC chega pelo lado esquerdo com Mateus Miller e a bola é cruzada para Renan Gorne empatar o jogo. 1 a 1

    Curtir

  10. SR era melhor na partida, tinha perdido duas boas chances. Por iniciativa de Mateus Miller pelo lado esquerdo, PSC achou o caminho do empate. Com um homem a mais, tem chances de virar o placar.

    Curtir

  11. Penal claro para o SR. Atacante foi puxado dentro da área, torcida gritou, mas o árbitro mal posicionado não assinalou o lance.

    Curtir

  12. 35′ GOOOOLLLL… Com um jogador a mais (jogador do SR fora do gramado para atendimento), Papão não perdoa. Victor Lindenberg avança e mete um chute forte, desempatando o jogo no Barbalhão.

    Curtir

  13. Fim de papo no Barbalhão. SR teve duas oportunidades nos acréscimos, mas falhou nas finalizações. Vitória merecida do Papão. Dominado amplamente no primeiro tempo, soube aproveitar na etapa final uma falha pontual da zaga santarena para empatar e depois teve a frieza para matar o jogo num momento de desatenção do SR.

    Curtir

  14. Engraçado né Gerson, falta no lateral do Paysandu no primeiro gol do S. Raimundo, pênalti claro pro bicola no primeiro tempo e vc não falou nada. Bastou uma jogada duvidosa na área do Paysandu pra vc dizer “penal claro pro S Raimundo. Égua, cd a imparcialidade?

    Curtir

  15. Corretíssimo Marcelo, e vibrou pq o “resultado foi excelente pro remo” e na análise final tirou todos méritos do Paysandu, escrevendo assim “Dominado amplamente no primeiro tempo, soube aproveitar na etapa final uma falha pontual da zaga santarena para empatar e depois teve a frieza para matar o jogo num momento de desatenção do SR.”. Assim fica difícil acompanhar este blog. IMPARCIALIDADE, por favor.

    Curtir

  16. É por isso, caro Marcelo Lima..
    Que deixei de opinar nesse espaço; que um dia foi democrático (imparcial)..
    Saudações bicolores..
    O verdadeiro Maior do Norte..

    Curtir

  17. Você tem razão, Marcelo. De fato, não citei nos comentários o penal também claro pro PSC no primeiro tempo. Depois, revendo o lance com atenção fica evidente a infração na área mocoronga. Por isso, faço a devida correção agora. Quanto ao primeiro gol, achei lance normal. Mas, por favor, sem essa de “parcialidade”, meu caro. Deixe dessas bobagens de arquibancada, não estamos aqui para crucificar ou sacralizar ninguém.

    Curtir

  18. Sim, amigo Valentim. Papão do Dado mostrou força e capacidade de reação na etapa final, mesmo com um time inteiramente modificado e contra um adversário sempre difícil de ser batido em seu campo. Vamos ver como se sai amanhã o Remo do Givanildo.

    Curtir

  19. Direito seu, João Carlos. Há muitos outros espaços na internet, provavelmente melhores do que este boteco litero-boleiro-musical, mas aqui você pode ter certeza de que as opiniões sempre puderam ser expostas. Não há rabo preso, nem comprometimento com ninguém. Enfim, vida que segue.

    Curtir

  20. Amigos, como comentei no início desta sequência, o Paysandú, malgrado as alterações feitas pelo treinador, era favorito.
    No entanto, no primeiro tempo o São Raimundo foi merecedor do placar, mas por falta de qualidade suficiente para seu plantel, não conseguiu aplicar mais um ou dois gols na atabalhoada equipe do PSC. Então, acabou pagando caro por isso, já que ao final valeu o ditado futebolístico do “quem não faz, leva”.

    Na segunda etapa, em que pese a insuficiência coletiva, o Paysandú prevaleceu-se da qualidade individual de seus jogadores. Mateus Miler, que acabou sendo excluído do jogo, em bela jogada individual, entrou na área e passou para Renan Gorne empatar a peleja aos 12 minutos. A equipe menos qualificada não pode falhar diante da que possui melhores valores individuais, ainda que no coletivo não esteja bem na contenda. Aos 35 minutos, Víctor Lindemberg, num chute forte de fora da área, decreta a vitória bicolor. Mais uma ação individual de quem possui mais qualidade técnica.

    Por essas e outras, comentei que o Paysandú continuava favorito. O Remo terá que ter bastante cuidado com essas feras, da mesma forma que o rival listrado terá que adotar alguma cautela diante da equipe azulina, que já mostrou não ser tão fraca quanto os resultados anteriores mostravam. Estava mal colocado e a mudança de comandante técnico veio a dar novos ânimos.

    Vamos ver como se comporta o Clube do Remo hoje, fora de casa, diante da sempre perigosa equipe do Águia.

    Curtir

  21. Amigos, é notória a preferência por determinado clube do amigo Gerson em suas postagens e escolha de determinados temas, porém isso é natural não existe ser humano imparcial.
    continuo acompanhando o blog e sei que é sim um espaço democrático e divertido…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s