Tuiuti: sem fantasia, o samba que já entrou na História

DV1jFqdX4AApxBK

Há sambas que, ganhando ou mais frequentemente não vencendo o concurso oficial do desfile das escolas de samba no Rio, a gente sabe, ao ouvir, que entraram para a História. como fez o inesquecível “Canudos” da União da Ilha, em 1976. São aqueles que conseguem arrancar de nós as memórias atávicas, as histórias que nos escondem, os orgulhos que sobrevivem.

O samba e o desfile da Paraíso do Tuiuti – vencedores sem contestação na preferência popular mas, provavelmente, nada além disso nos “júris” oficiais – são destes que serão lembrados anos a fio, por tudo o que têm de qualidade poética, crítica social e humor político dos mais ácidos.

Uma maravilha, como a lembrar o que pode ser o carnaval sem mega-patrocínios, tapetes e astronautas voadores, que reproduzo abaixo, sem a solenidade do desfile, sem as roupas e  adereços brilhantes, mas com os homens e mulheres da vida real. Que cantam, sem fantasia, o que é pura realidade e tanta gente só enxerga e sente na Passarela. (Fernando Brito, no Tijolaço)

5 comentários em “Tuiuti: sem fantasia, o samba que já entrou na História

  1. Paraíso do Tuiuti e Beija Flor, sob o meu ponto de vista de leigo, máxime quanto aos critérios técnicos que informam o exame da Comissão Julgadora, fizeram dois grandes desfiles sobre temática muito semelhante.

    Vale anotar que apesar da grande semelhança, a partir de algumas alas com abordagens mais específicas a PT mereceu uma locução bem mais contida do que aquela dedicada à BF que apesar de bem explícita fez abordagem um tanto mais genérica.

    Tanto uma, quanto a outra tiveram enorme apelo popular, com ligeira vantagem circunstancial para a BF, que devido a ser a última Escola a desfilar, pôde fazer um arrastão com um público.

    Mas, no embate entre as duas (PT e BF), a grande derrotada foi a Globo que apesar de um dos locutores ter pronunciado de maneira bem enfática a alcunha VAMPIRÃO a respeito do carro que trouxe como destaque um componente fantasiado de temer, “o vampiro neo liberal”, podia ter feito uma locução bem mais detalhada das alas mais específicas da PT (da CLT, do trabalho informal, do Trabalho Escravo e dos manifestoches etc), a exemplo do que fez de todo o desfile da BF. Aliás, no próprio caso da PT a locução foi detalhada nas alas que antecederam estas mais específicas a que me referi.

    Mas, a verdade é que a minimização dos responsáveis pela locução foi inócua, pois não se tratava de uma transmissão audiofônica apenas. E quem assistiu pela tv no Brasil e no mundo, pôde perceber evidentemente do que se tratava. E o público presente no sambódromo percebeu e apoiou a PT. Enfim, os brasileiros de todos os cantos, mesmo com o minimização, percebeu tudo e em sua esmagadora maioria apoiou.

    Agora, esperar que a partir de hoje, no dia a dia, a galera brasileira, especialmente a eleitora, siga sabendo identificar quem são os demais vampiros e manipuladores.

    Ah, de minha parte, no que respeita ao desfile das duas, naquilo que julgo ser mais fácil para um leigo avaliar, daria a vitória para a PT na Comissão de Frente e para a BF no Samba Enredo.

    Quanto ao “Vampirão” este me pareceu excelente (PT). Aliás, assim também me pareceu excelente a transformação da Petrobrás em favela (BF).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s