‘Não vamos aceitar, o Brasil vai parar’: marcha pró-Lula reúne milhares em Porto Alegre

20180122-jornal-sul21-jb-220118-9068-10

A manhã da segunda-feira (22) começou com cerca de três mil manifestantes cruzando a Ponte do Guaíba, em Porto Alegre, em defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. “Não vamos aceitar, o Brasil vai parar”, cantavam em caminhada para o Anfiteatro Pôr do Sol, nas imediações do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), onde um acampamento está sendo montado pelos movimentos sociais para acompanhar o julgamento de Lula.

“O fundamental de toda essa mobilização é que o povo brasileiro protagonize um processo de resgate da democracia que foi golpeada em 2016”, disse o ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra.  A marcha contou com o apoio de movimentos ligados à Frente Brasil Popular, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), Via Campesina, Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Levante Popular da Juventude, entre outras organizações.

20180122-jornal-sul21-jb-220118-9042-01

Pouco depois das 8h, os manifestantes cruzaram a Av. da Legalidade e da Democracia e chegaram à Avenida Mauá. Próximos da prefeitura, cantavam pela liberdade de Lula para que possa ser candidato nas próximas eleições e contra o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (MDB) e o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr. (PSDB). “Se a classe trabalhadora não tiver candidato, a eleição é uma hipocrisia”, defende João Pedro Stédile, membro da direção nacional do MST.

A caminhada seguiu pela Borges de Medeiros, com rumo à Ipiranga e com destino final no Acampamento pela Democracia e em Defesa do direito de Lula, montado no Anfiteatro Pôr do Sol.

20180122-jornal-sul21-jb-220118-8890-05

Julgamento

Na quarta-feira (24), em Porto Alegre, a 8ª Turma do TRF-4  decidirá se mantém ou não a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão imposta pelo juiz federal Sergio Moro em julho de 2017. Em 2016, o Ministério Público Federal denunciou Lula por ter recebido R$ 3,7 milhões em propinas por meio de um apartamento triplex.

Diversas mobilizações foram organizadas ao longo da semana para compor o calendário em apoio ao ex-presidente:

Segunda – 22 de janeiro

18h- Ato de Juristas e Intelectuais em defesa da Democracia, no auditório da Fetrafi-RS (Rua Fernando Machado, 820), no centro da Capital;

Terça – 23 de janeiro

9h – Plenária das Mulheres pela Democracia e pelo Direito de Luta ser Candidato, com as presenças da presidente deposta Dilma Rousseff e da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), dentre outras, no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa do RS.

14h – Ação Global AntiDavos, com a participação dos senadores Paulo Paim (PT-RS) e Roberto Requião (PMDB-PR), do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Edegar , dentre outros, no auditório Dante Barone na Assembleia Legislativa do RS

16h – Concentração para uma marcha na Esquina Democrática e Ato político cultural no acampamento da resistência

Quarta – 24 de janeiro

Vigília e ato público em frente ao TRF4

20180122-jornal-sul21-jb-220118-8945-07

(Fotos: Joana Berwnager/Sul21)

Mais informações podem ser encontradas no site www.comlulaempoa.com.br

Um comentário em “‘Não vamos aceitar, o Brasil vai parar’: marcha pró-Lula reúne milhares em Porto Alegre

  1. Três mil é uma massa considerável. Mas, dada a natureza e importância do estímulo, ainda me parece que é pouco. E não digo apenas lá nos pampas. Mas, no restante do Brasil também. Dados os números das recentes pesquisas eleitorais é de imaginar que no dia do julgamento a acorrida será maior do que aquela que se verificou no último manifesto nacional contra a reforma da previdência. A conferir.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s