Bate-papo no boteco virtual: Castanhal x PSC

Campeonato Paraense 2018 – 2ª rodada

Castanhal x Paissandu – estádio Maximino Porpino, às 16h30

destaque-696x392

Na Rádio Clube, Guilherme Guerreiro narra, João Cunha comenta. Reportagens – Dinho Menezes, Giuseppe Tommaso e Rosivaldo Souza. Banco de Informações – Adilson Brasil 

72 comentários em “Bate-papo no boteco virtual: Castanhal x PSC

  1. 17′ Boa chegada do Papão se aproximando da área. Vitor Lindebergh cruzando na área, mas ninguém alcançou. Marquinhos recomenda marcação alta aos jogadores do PSC

    Curtir

  2. 22′ Boa trama que começou com Cassiano, passou pelo Maicon e chegou a Fabio Matos, que tocou na área mas encontrou Cassiano em impedimento

    Curtir

  3. Escalações –
    CASTANHAL: Roger Kath; Chazinho, Rubran, Derlan e Souza; Dênis Pedra, Dadá, Ramon e Dedeco; Val Barreto e Rato. Técnico: Lecheva
    PAISSANDU: Marcão; Maicon Silva, Perema, Diego Ivo e Vitor Lindebergh; Renato Augusto, Carandina, Cáceres e Fábio Matos; Cassiano e Moisés. Técnico: Marquinhos Santos

    Curtir

  4. 26′ Bola em contra-ataque do Castanhal é recuperada na hora H por Carandina, quando Rato ia ficar livre para entrar na área

    Curtir

  5. 34′ Atento ao que ocorreu com o Remo ontem, Marquinhos abriu mão do 4-3-3, usando R. Augusto, Carandina e Cáceres na marcação e Fabio Matos na articulação. Mesmo assim, o PSC sofre com a velocidade nos avanços de Souza e Rato, principalmente

    Curtir

  6. 36′ Em cobrança de falta, quase o gol bicolor. Na sequência, Maicon Silva chuta com muito perigo. Segunda boa chance do Papão no jogo.

    Curtir

  7. 38′ Val Barreto perde grande oportunidade e, logo em seguida, Rato chuta com muito perigo, na pressão do Castanhal em busca do gol de abertura

    Curtir

  8. Castanhal é mais organizado, sai com mais facilidade para o ataque e tem um ataque mais perigoso, principalmente quando a bola chega a Rato.

    Curtir

  9. 42′ GOOOOOLLLL… Em rápida saída para o ataque, o Papão chega ao gol. Nando Carandina aproveitando cruzamento que veio do lado esquerdo. PSC 1 x 0 Castanhal

    Curtir

  10. Papão foi objetivo e cirúrgico. Teve muitas dificuldades para conter a boa movimentação do Castanhal, tanto no meio quanto pelos lados do campo, mas acabou aproveitando a melhor chance surgida e fez seu gol, em lance de linha de fundo bem finalizado pelo volante Nando Carandina, aos 42 minutos. Ao longo da partida, o Japiim teve pelo menos cinco excelentes oportunidades para abrir o placar, com Júnior Rato, Val Barreto, Souza e Ramon. O problema é que as finalizações foram deficientes e no melhor disparo (Ramon) o goleiro Marcão apareceu bem. Logo na sequência, nasceu o gol de Carandina. O Papão quase não conseguia criar boas situações para o ataque, pois Fábio Matos tinha boa marcação pela frente. Destaques do jogo na primeira etapa: Rato, Dedeco, Souza e Ramon pelo Castanhal; Cassiano, Carandina e Fábio Matos pelo PSC.

    Curtir

  11. Dos 30 min em diante o papão melhorou o seu controle no jogo, mas o Castanhal foi mais atirado criando algumas situações , no final em uma ultrapassagem do Lindenberg que cruzou entrou o Carandina só para escorar. Resultado mais justo seria o empate.

    Curtir

  12. Até os vinte minutos o Castanhal foi superior. Após o Papão começou a gostar do jogo fazendo triangulações pelo lado esquerdo com Cáceres, Lindenberg e Fábio Matos ou as vezes Moisés e o próprio Cassiano.
    Por ter sido objetivo Papão mereceu sim o resultado

    Curtir

  13. Time bem organizado este do Castanhal. Fato que agrega mérito à vitória parcial do listrado que já mostra ligeira evolução relativamente ao jogo passado. Moisés, a exemplo do jogo passado segue se destacando. Treinador listrado cauteloso com as peças que seriam as mais qualificadas. Com a vantagem no marcador, certamente está aguardando o adversário se desgastar mais para lançar aqueles que seriam os seus trunfos futuros.

    Curtir

  14. 12′ GOOOOLLL… Após grande jogada de Moisés pela direita, Cassiano chutou forte, obrigando o goleiro a dar rebote, na volta ele mandou para as redes com um toque sutil. PSC 2 a 0

    Curtir

  15. PSC é senhor do jogo a essa altura, até no aspecto emocional. Apesar das tentativas do Castanhal com Rato e Souza, os bicolores têm o controle das ações e mostram mais consistência de jogo no meio-campo, explorando bem os contra-ataques com Moisés e Fábio.

    Curtir

  16. 31′ GOOOOLLL… Magno mergulha e faz de cabeça o terceiro do Papão, aproveitando cruzamento de Maicon Silva. PSC 3 a 0

    Curtir

  17. PSC toma conta do jogo, Castanhal completamente sem rumo a essa altura, até fisicamente. Entradas de Magno e Danilo Pires deu ainda mais segurança ao time.

    Curtir

  18. Castanhal insiste na pressão pra diminuir o tamanho do vexame, mas a busca é mais com raça do que com qualidade. Além disso, o time se expõe a sofrer mais gols.

    Curtir

  19. GOOOOLLL A insistência deu certo. Aos 43′, Dedeco manda um chute perfeito do bico da área, vencendo o goleiro Marcão. Golaço que restitui um pouco mais de justiça ao placar. PSC 4 x 2 Castanhal.

    Curtir

  20. Fim de jogo no Modelão. Castanhal 2 x 4 PSC. Papão foi mais objetivo e venceu nos contra-ataques, apesar das muitas chances que o Castanhal criou ao longo do primeiro tempo. Time de Marquinhos Santos tem campanha 100%, está invicto e é líder de seu grupo, o A1, no Parazão 2018.

    Curtir

  21. Papão jogou controlando o jogo, vitória tranquila e segue tentando dar entrosamento ao time e ritmo aos jogadores. Vamos esperar nas próximas partidas mais conjunto do time e mais qualidade técnica dos contratados. Segue o jogo…

    Curtir

  22. Vitória do PSC dá tranquilidade, ainda que os problemas táticos ainda estejam gritante. Mas, neste momento, o importante é a vitória para sacramentar a posição e a classificação.

    Curtir

  23. O que aconteceu com o Claudio Columbia que nao se manifesta mais neste espaco democrático nos dias de jogo? Será que ficou rico? Rsrs

    Curtir

  24. A diferença fundamental entre os times de Remo e Paysandu, após essas duas primeiras rodadas, é a de que o time do Paysandu é mais equilibrado pela experiência que o do Remo. O Remo foi dominado pelo Independente do começo ao fim, enquanto o Paysandu soube contornar a animação inicial do Castanhal, e, apesar de nem marcar tão bem assim, não perdeu de vista a saída de bola e a marcação, jogando com a tranquilidade de uma equipe experiente. Apesar da posse de bola no início do jogo, o Castanhal não era objetivo.

    Ao contrário do Remo contra o Independente, o Paysandu não se apavorou com a pressão inicial do Castanhal. O Paysandu foi observando o adversário e se arrumando para dar uma resposta em campo.

    Já o Remo, foi totalmente dominado pelo Independente e não soube dar uma resposta à altura da experiência do time do galo elétrico. Não foi apenas um nó tático, foi a percepção sagaz do técnico Junior Amorim de que apesar de treinar há mais tempo, ainda há muitos problemas a serem resolvidos no mais querido. Quem viu o jogo contra o Bragantino sabe das dificuldades do time azulino em sair jogando e que, exatamente por isso, não fez nada no primeiro tempo, com o tubarão do caeté mandando nas ações do jogo, enquanto teve pernas. O Bragantino cansou no segundo tempo e, com problemas extracampo para levar atletas no banco, não repôs o gás para o segundo tempo, o que permitiu o placar confortável de 3×0 pro Remo.

    O Paysandu soube se sair melhor do problema de entrosamento pela “malandragem” (no sentido que a experiência profissional ensina) que a experiência de treinador e jogadores trouxe para o elenco. A Ney da Matta resta prestar mais atenção ao time porque se voltar a jogar mal contra o Cametá (até aqui o lanterna) e perder o RExPA… já sabe, né?

    Curtir

  25. Amigo Lopes, concordo com você, inclusive com o desfecho que a situação eventualmente poderá ter após o Re/Pa. Mas, há um aspecto que não se pode olvidar neste excelente cotejo que você fez. O Galo Elétrico não dispensou a primeira chance que lhe foi oportunizada pela defesa azulina.

    Curtir

  26. Já expliquei algumas vezes, amigo Aladio. Claudio nos informou que não poderia mais colaborar com o boteco por conta de natureza pessoal. Lamentamos, mas temos que compreender.

    Curtir

  27. O amigo, Cláudio Columbia, realmente faz muita falta com seus comentários sobre os jogos e o desempenho dos times, porém devemos compreender como diz o amigo Gerson, o seu afastamento que espero ser temporário.

    Curtir

  28. Valeu Gerson, com o Cametá é só na última rodada mesmo… Mas seja o Águia ou o Cametá, o mais querido tem que vencer e convencer e ainda jogar bem o RE-PA, senão, cabeças vão rolar no baenão…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s