Tribuna do torcedor

28 de outubro de 2017 at 11:51 1 comentário

POR JULIO MARTINS – julio.martins@markseng.com.br

“Pela primeira vez gostei do Papão. Jogasse sempre assim, não pela formação ainda, muito mais pela atitude, talvez estivesse melhor colocado, quiçá tentando o acesso. Vi, até que enfim o Marcão jogar: fazendo o pivô, segurando a bola, chutando de esquerda, dando passes pra gol! Penso que, ao lado do Bergson, considerado estrela do time, ele fica em segundo plano, além da estranha função que sempre lhe foi atribuída pelo técnico. Tem-se a impressão que o Marquinhos Santos não tem conseguido extrair o melhor de cada um. Vi o jogo passado, contra o Londrina, e a escalação do Lucas Taylor de LE foi um desastre. Ele não conhece da posição. Isso mostra que o treinador nunca o experimentou lá.

É importante observar, a partir daí, por que é que o Marcão foi muito bem na partida. Será realmente porque o Bergson lhe faz sombra? Mas como o Bergson é um jogador diferenciado entre os demais, e por isso lhe cabe um lugar no time, já dizia João Saldanha, tenho uma sugestão a dar ao Marquinhos: ele pode ser o camisa DEZ que o Payssandu tem procurado e até hoje não tem no time.

O Bergson domina bem a bola, sabe se desvencilhar das roubadas de bola, tem visão de jogo, atua numa faixa de campo, entre o próprio e a intermediária adversária, chuta de longa distância, o que importante ter no time. Enfim, pode ser o cara que deve abastecer os atacantes.

Vejo o Bergson fazendo o que o Carandina está incumbido, mas não consegue, falta-lhe talento, visão de jogo, além de um preparo físico deficiente. Se deu certo, pelo menos contra o Criciúma, o Marcão com mais um, porque não manter e tentar o Bergson como segundo jogador no meio de campo. Temos uma semana pela frente. Seria bom treinar primeiro, para não expor jogador ao ridículo, como no caso do Lucas Taylor na LE. Treino é pra isso”. 

Entry filed under: Uncategorized.

Rock na madrugada – Paul Weller & Noel Gallagher, That’s Entertainment Uma mensagem para Lula

1 Comentário Add your own

  • 1. Fernandes Filho  |  28 de outubro de 2017 às 12:53

    Jogou bem, mas só o primeiro tempo quando teve umas três oportunidades para definir o jogo, pois no segundo tempo foi um Deus nos acuda! Fosse o Criciúma um bom time teria ganho o jogo.Foi uma apagão geral ao recuar pra levar pressão de um time que aparentemente estava sem vontade de ganhar o jogo. Preparo físico muito a desejar. Valeu pelos três pontos conquistado o que nos deixa quase salvo da degola.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,398,527 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.961 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

José FERNANDO PINA A… em Enfim, um craque esclarec…
blogdogersonnogueira em Papão se despede da torcida co…
Filipe Rocha em Capa do Bola – domingo,…
Jorge Paz Amorim em Capa do Bola – domingo,…
Mauricio Carneiro em Papão se despede da torcida co…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: