Archive for 28 de outubro de 2017

Capa do Bola – domingo, 29

bol_dom_291017_01.ps

28 de outubro de 2017 at 17:39 Deixe um comentário

Nos olhos, a liberdade

POR EDYR AUGUSTO PROENÇA

Há alguns meses, a convite da professora Olga Silva, estive no prédio da Defensoria Pública para o lançamento do Projeto de Remição de Pena pela Leitura, uma parceria entre a Seduc, Defensoria Pública e Susipe. Fiquei fascinado. Lá mesmo, um coral formado por internas se apresentou. Doei alguns livros e também convidei meu amigo Salomão Laredo a fazê-lo.

Acredito no poder da leitura. Ela está na base da minha formação e tudo aquilo que conquistei. Um dos problemas mais sérios do nosso país – talvez o mais sério – é a falta de Educação, que faz com que várias gerações não se expressem corretamente, não consigam escrever sequer um bilhete e pior: não tenham capacidade de reflexão sobre seus problemas. Com isso, não conseguem bons postos de trabalho e, sem atividades, acabam, no pior caso, cometendo crimes.

Na sexta-feira passada, eu e Salomão, convidados, participamos, no Centro de Recuperação Feminino, do “1o Sarau Literário Flores, Sabores e Belezas do Meu Jardim”, onde fomos homenageados e nos emocionamos com tudo o que foi apresentado. O local é um belo jardim, com direito a lago para criação de peixes ornamentais, certamente onde as detentas podem “respirar” um ambiente diferente das celas que ocupam.

O projeto Remição de Pena pela Leitura garante a redução de quatro dias da pena por livro que for lido e feito resumo. Há outras iniciativas culturais como coral e balé, educação e panificação, por exemplo. A programação constou de apresentação do coral, seguido por balé, tendo como tema “Fênix” e, finalmente, uma entrevista, contato direto com as internas.

O primeiro detalhe que me impressionou foi na dança, realizada em um pedaço do jardim da melhor maneira possível, com plantas sendo pequenos obstáculos. A solista tinha nos olhos a Liberdade. Imagine-se, por um dia, horas que sejam, privada de sua liberdade, obrigada a conviver com outras pessoas que nunca viu. Deixar aqui fora filhos, mães, famílias e até companheiros – estes, infelizmente, em minoria. De mais de 500 detentas, apenas estão cadastrados uns 20 homens que fazem visita regularmente. Que pena!

A Cultura tudo pode. Ali, naquele palco improvisado, no belo jardim, driblando plantas, ela tinha em seus olhos a Liberdade. Assim como na Leitura ou no Canto. Quando estamos lendo, nossa mente vagueia, habita outros mundos, outras realidades, como um longo voo feliz e livre, absolutamente livre.

Outro detalhe que me impressionou muito foi o português correto empregado pelas detentas. Muitas vezes elas se expressaram de improviso e o que ouvimos foi o emprego correto das palavras, o que hoje raramente ocorre aqui fora. É claro que no dia a dia há muita tensão. Há a TPM das moças, quase todas com idades entre 18 e 22 anos, quase todas deixando os filhos lá fora, quase todas presas por tráfico. É o que lhes resta aqui fora, sem Educação, sem porvir, sem trabalho e o dinheiro do tráfico, parecendo fácil, dando sopa.

Para encerrar, apresentaram uma enorme colcha de retalhos. Cada uma apontou o seu retalho ali costurado e sua significação. E ainda houve roda de carimbó e degustação de pães fabricados internamente. Curioso, apesar de ser partícipe do projeto, a Seduc mandou apenas uma representante, a professora Idajane Monteverde. A Superintendência do Sistema Penal e a Defensoria Pública estavam presentes.

Como resultado, saibam que é muito pequeno o percentual de mulheres que retorna ao presídio. O que a Cultura não faz? O projeto está presente em outros presídios masculinos. Se você se interessar, procure a Seduc e doe livros. A ideia é muito boa.

(Publicado em O Diário do Pará, Caderno TDB, Coluna Cesta em 27.10.17 e opiniaonaosediscute.blogspot.com)

28 de outubro de 2017 at 17:34 1 comentário

Bragantino homenageia Geo

IMG-20171028-WA0083

Tocante homenagem ao companheiro Geo Araújo antes do jogo entre Bragantino e Sport Belém, no estádio Diogão, pela Segundinha de Acesso ao Parazão 2018, na tarde deste sábado. Os jogadores do Bragantino entraram com a faixa “Sou Geo Araújo desde pequenininho”, fazendo referência a um dos jargões mais conhecidos de Geo como narrador esportivo.

28 de outubro de 2017 at 16:44 Deixe um comentário

A frase do dia

“A Globo é apenas uma agência de propaganda da entrega do pré-sal. Sua programação virou um comercial da treta. Não há voz dissonante”.

Palmério Dória, jornalista

28 de outubro de 2017 at 15:54 Deixe um comentário

Adeus ao grande Pequenininho

IMG_20171028_161041_083

POR GERSON NOGUEIRA

Depois de ter sido submetido a nove horas de cirurgia, o locutor esportivo Geo Araújo morreu na manhã deste sábado, aos 64 anos, para tristeza de seus familiares e consternação de seus companheiros de rádio esportivo, ouvintes e amigos.

O locutor estava tratando de problemas cardiológicos e, depois de realizar alguns exames, precisou se submeter na sexta-feira a uma cirurgia para implantar três pontes de safena. Depois do procedimento, que durou cerca de 12 horas, veio a falecer.

Geo integrou por muitos anos a equipe de esportes da Rádio Clube do Pará, sob o comando de Guilherme Guerreiro. Participou de coberturas importantes, como a das Copas do Mundo de 2006 (Alemanha), 2010 (África do Sul) e 2014 (Brasil), Copa América e Copa dos Campeões (2002).

No Mundial realizado na África do Sul, dividimos o mesmo quartel de hotel em Joanesburgo, ocasião em que passei a conhecê-lo mais de perto.

Muito franco, Geo gostava de dizer verdades, não dourava pílulas. Era também uma espécie de inventor frustrado. Adorava criar e consertar trecos, mexendo em computadores e máquinas fotográficas. Sempre curioso, durante a Copa sul-africana era um dos mais entusiasmados nos passeios aos parques de elefantes e leões.

Ao longo da carreira, criou jargões inesquecíveis, como “Rasgooooool”, “Eu vejo o jogo ouvindo a Clube iê iê” e “Yellow card!”. Tinha uma vinheta marcante e inconfundível, na qual havia a menção ao seu nome e a resposta bem humorada: “Tá falando com ele. Sou Geo Araújo desde pequenininho”.

IMG-20171028-WA0054

De estilo vibrante, eternizou sua passagem pela Rádio Clube com a narração da decisão da Copa dos Campeões, em 2002, vencida pelo Paissandu. Uma das narrações mais empolgantes do rádio esportivo (veja e ouça no link abaixo).

Foi de Geo também a narração do jogo CRB x Remo, pela Série B, com o gol salvador de Scott no segundo tempo. O chamado ‘gol da santinha’, que salvou o Remo do rebaixamento naquele ano.

De personalidade extrovertida, bom de papo e grande amigo dos amigos, Georgenor decidiu há dois anos deixar Belém e retornar para sua amada Bragança – embora tenha nascido em Santa Maria do Pará. Desligou-se amigavelmente da Clube e, até para ter mais qualidade de vida, voltou a morar na Pérola do Caeté, reassumindo funções na Rádio Educadora, emissora onde começou a carreira de radialista.

Na semana passada, alguns exames apontaram a necessidade de implantar três pontes de safena. Submetido à delicada cirurgia, acabou não resistindo. Seus amigos de Rádio Clube se manifestaram de imediato através da programação da emissora e nas redes sociais, lamentando a grande perda para o rádio esportivo paraense. Geo era casado com Terezinha há quase 40 anos. Deixa dois filhos (Henrique e Patrícia) e quatro netos.

O velório acontece na capela Max Domini (rua José Bonifácio) e o enterro será amanhã, às 9h30, no crematório da Max Domini em Marituba.

Descanse em paz, meu irmão.

28 de outubro de 2017 at 14:58 19 comentários

CBF se rende ao dinheiro da Globo e Fifa

POR LUIZ PRÓSPERI, no Chuteira F.C.

CBF está à caça de dinheiro. Dinheiro graúdo. Inevitável se render à TV Globo, sua parceira há décadas, e à Fifa, com quem perdeu privilégios após a prisão de José Maria Marin em 2015 e das investigações do FBI contra Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira, cartolas enrolados com a Justiça e contas a prestar.

A primeira bocada da CBF foi em cima da Globo. Aliás, nem tão voraz assim. Depois de se iludir com um faturamento de R$ 400 milhões com a venda dos direitos de transmissão dos jogos da Seleção Brasileira de 2018 a 2022 sem a participação da emissora, a CBF baixou a bola e fechou acordo exclusivo com a Globo. Vendeu os direitos nos canais aberto e fechado e internet por um valor, ainda não revelado, bem inferior ao que imaginava faturar.

Do ponto de vista político, a CBF se deu bem com o poderoso canal de televisão que, nos últimos anos, havia se indisposto com os cartolas da entidade, os mandatários Marin, Del Nero e Teixeira.

Ao vender os direitos exclusivos de transmissão dos jogos da Seleção Brasileira para a Globo, a CBF espera uma trégua por parte da emissora.

A CBF sabe como ninguém que sem se aliar à Globo perderia dinheiro na venda dos jogos do Brasileirão e competições afins. Para se ter uma ideia mais clara dessa dependência, é a Globo quem paga a premiação aos clubes mais bem classificados no Brasileirão.

Seleção-Brasileira-1200x630

Outra tacada para engordar seus cofres é o acordo com a Fifa, de olho nos US$ 100 milhões que a entidade internacional “deve” ao Brasil por ocasião da realização da Copa do Mundo de 2014 no País. Esse dinheiro é destinado ao país-sede do Mundial para investir no desenvolvimento do futebol. Acontece que a Fifa reteve a entrega da grana por causa das denúncias de corrupção contra Marin, Del Nero e Teixeira.

A saída encontrada pela Fifa foi criar uma empresa sem fins lucrativos, com participação da própria entidade e mais a CBF, para receber e administrar os US$ 100 milhões a partir de janeiro de 2018. E, por fim, a CBF imagina ainda meter a mão na premiação a ser distribuída pela Fifa na Copa do Mundo da Rússia 2018. Claro, apostando no sucesso da Seleção Brasileira sob comando de Tite e ordens de Neymar.

As 32 seleções que disputarão o Mundial no ano que vem dividirão US$ 400 milhões (R$ 1,13 bilhão), um aumento de 12% na comparação com a edição da Copa de 2014 no Brasil, de acordo com anúncio oficial da Fifa após uma reunião de seu conselho em Calcutá, Índia, nesta sexta-feira (27/10).

No Brasil 2014, o valor da premiação foi de US$ 358 milhões, sendo US$ 35 milhões  para o campeão (Alemanha), US$ 25 milhões para o vice (Argentina), US$ 22 milhões para o terceiro (Holanda) e US$ 20 milhões para o quarto (Brasil).

Na edição de 2018, as seleções eliminadas na fase de grupos devem receber US$ 8 milhões. As equipes derrotadas nas oitavas de final levarão US$ 9 milhões.

A Fifa anunciou ainda que pagará, para os custos de preparação para a Copa 2018, US$ 1,5 milhão por nação. A entidade também confirmou a criação de uma fundação no primeiro trimestre de 2018, com o objetivo de desenvolver as atividades na área social.

Veja a nota da CBF com a venda dos direitos de transmissão dos jogos da Seleção Brasileira para a Globo:

“Globo, Globosat e CBF anunciam que o Grupo Globo adquiriu com exclusividade os direitos relativos à transmissão dos jogos da Seleção Brasileira em TV aberta, TV paga e PPV, pelo período de novembro de 2017 a dezembro de 2022.

O acordo  abrange todos os jogos das Eliminatórias, realizados no Brasil, para a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022, e os amistosos, em qualquer país,  também no período 2017/2022, incluindo as duas próximas partidas da Seleção, contra Japão e Inglaterra.

Os direitos para as plataformas digitais já tinham sido adquiridos em setembro pelo Grupo Globo.

O Grupo Globo reforça assim o seu compromisso com a Seleção Brasileira, com a qualidade das suas transmissões e o esforço diário de levar o melhor conteúdo, na melhor forma, para seu público e parceiros.

A CBF considera extremamente positiva a continuidade da parceria com o Grupo Globo para levar os jogos da seleção a toda a torcida brasileira”.

28 de outubro de 2017 at 14:22 Deixe um comentário

O traço de J. Bosco

datamuro

28 de outubro de 2017 at 13:47 Deixe um comentário

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,398,527 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.961 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

José FERNANDO PINA A… em Enfim, um craque esclarec…
blogdogersonnogueira em Papão se despede da torcida co…
Filipe Rocha em Capa do Bola – domingo,…
Jorge Paz Amorim em Capa do Bola – domingo,…
Mauricio Carneiro em Papão se despede da torcida co…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: