A questão para Maia: quem é você e para quem trabalha?

11 de julho de 2017 at 11:12 Deixe um comentário

POR FERNANDO BRITO

Há pouco o que disfarçar sob declarações hipócritas.

Há dois governos no Brasil.

Um, cadente, onde um presidente da República ilegítimo luta desesperadamente para manter consigo o baixo clero parlamentar.

Outro, que nem disfarça mais seus preparativos, vai se formando com os chefes partidários, com o Império Globo no controle de seus cordéis, como revela hoje a Folha:

Maia também se queixou de ministros e aliados do presidente, que vêm questionando sua lealdade diante de relatos de que tem se reunido com políticos que articulam um cenário pós-Temer.
Afirmou ainda que, antes do jantar em sua casa, havia participado de um almoço com “gente importante” que fazia a mesma avaliação sobre o futuro do governo.
O relato dava conta de um encontro que Maia havia protagonizado horas antes, logo após se reunir com o presidente no Jaburu.
Depois da conversa com Temer, de pouco menos de uma hora, o presidente da Câmara, em carro descaracterizado, foi a uma casa no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, para um almoço.
Era o convidado principal de um encontro promovido pelo vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet.
A reportagem da Folha chegou ao local por volta das 14h45. Menos de uma hora depois foi abordada, pela primeira vez, por um dos seguranças da casa, que questionou o motivo da campana.
Passados 15 minutos, um segundo funcionário da residência interpelou a reportagem. Ele disse: “o vice-presidente da Globo quer saber quem você é e para quem você trabalha”.

A frase poderia ser reproduzida, adaptada, para o rechonchudo visitante: “o que você vai ser depende de para quem você quer trabalhar”.

A conspiração já se dá assim, à luz do dia, inclusive com ministros do Governo, e ministros palacianos, como o “não-sogro” de Maia, Moreira Franco.

Muito provavelmente, na noite de ontem, Michel Temer propôs um parceria de Governo a Rodrigo Maia e, este, muito gentilmente, disse que sua fidelidade não depende disso.

A sua fidelidade, simplesmente, não existe mais.

Maia tem nas mãos o bilhete premiado, de ser o Temer do Temer, no golpe do golpe.

Mas é, também, a sua maldição: a de ser o Temer, amanhã.

Entry filed under: Uncategorized.

Tempo de mudanças A frase do dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,428,123 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.040 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: