18 comentários em “Capa do Bola – quinta-feira, 06

  1. Com essa atitude ratifica o que já sabíamos, não estava preparado pra ser Presidente do Paysandu, completamente perdido no cargo e insistiu em um planejamento (com Chamusca) que apenas iludiu alguns torcedores com a conquista do campeonato Paraense, visto que o time ganhava, mas não convencia ninguém.

    Curtir

  2. Os jogadores que vêm pro remo não sabem da situação ou crise financeira eterna que o clube vive ? Eles não leem notícias e comentários esportivos ?

    Curtir

  3. O Paysandu agora com essa renuncia de presidente (o quê nem sempre é bom) e o Remo com os velhos problemas financeiros: falta de pagamento de jogadores e funcionários, além da infindável dívida trabalhista. No final todos sabem, insucessos na temporada.

    Curtir

  4. Creio que a agressão foi apenas a gota d’água. Serra sempre foi favorável a expor a nada tranquila situação financeira do clube, motivo inclusive de desentendimento com Maia, no que parece que era desestimulado a fazê-lo pela diretoria. Ser agredido de fora e não conseguir apoio interno minou sua capacidade de gestor inexperiente. Opinião minha apenas. Acho que essa atitude não é boa para o clube, tinha que mostrar jogo de cintura. O comandante jamais pode ser o primeiro a pular fora quando a embarcação começa a fazer água.

    Curtir

  5. Concordo Maurício.

    Serra expos o PSC é as Novos Rumos ao ridículo ao afirmar que o clube passava por necessidades financeiras, gerando alegria em 50% porcento do estado (inclusive alguns jornalistas tenistas fanáticos da radio concorrente da Clube).

    Ora, óbvio que sabemos que ninguém está navegando em águas calmas. Os problemas do Brasil reflete em tudo e todos. O PSC não seria diferente e nem tem obrigação de ser.

    Ao fazer isso de forma tão gritante (coletiva de imprensa), Serra, inocentemente, gerou afastamentos e descontentamentos dentro das Novos Rumos… Ele afastou pessoas importantes do clube.

    Agora, na hora da dificuldade de viu solitário. Felizmente ele teve a grandeza de pedir para sair pelo bem do PSC e da sua família.

    Sim! Pedir para sair é um gesto de grandeza que não costumamos a ver no Brasil, vide o Temeroso.

    No mais, sobre as contas do PSC eu penso assim…

    Nós gostamos de dizer que os clubes são uma caixa preta, como se isto fosse de todo ruim. Não é. Ainda que transparência seja sempre positiva em qualquer lugar.

    Mas pergunto: alguém aqui sabe os gastos reais do Barcelona e do Real Madri? Alguem sabe os os gastos e dívidas do Warrior? Alguém tem acesso às informações de patrocinadores de Federer e Nadal?

    Claro que não!

    Transparência é tão importante quanto a discrição.

    Curtir

  6. Penso que a transparência na gestão de um clube esportivo, como também no setor público em geral, é uma forma irrefutável de mostrar ao quadro social – torcedores comuns, por extensão vez que são consumidores – que o seu dinheiro está sendo bem aplicado; também desarma opositores e jornalistas sensacionalistas.

    Se eu assumisse a presidência de um clube esportivo do nível popular, como são Remo e Psc, isso é o que eu primeiro faria.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Eu entendo, amigo Valentim, mas é impossível ter transparência plena. Exemplo, há contratos, entre tenistas, que exigem não divulgação de valores, só sabemos o estimado.

    Curtir

  8. Pelas barbas do Profeta. Quantos problemas seríssimos acumulados em curto espaço de tempo no Paysandu. Essa tal de renúncia foi a pior atitude que o Serra poderia tomar no futebol bicolor. Para o mal do Paysandu foi mais uma atitude impensada do Serra no futebol bicolor(porque na administração do clube achava que ele ia bem) . Tomara que eu esteja errado, mas essa atitude em vez de melhorar pode colocar o Paysandu com cerca 90% de probabilidades de rebaixamento. Ao contrário do que falou o amigo CELIRA dizendo que foi um ato inteligente, eu já acho que Serra teve atitude grotesca ao renunciar ,seja qual for o motivo, e para eu, que ainda botava fé nele, não dizer coisa pior eu cito apenas uma frase extraída dos provérbios de sabedoria: ” PERDER FAZ PARTE DO JOGO, MAS FUGIR DO PROBLEMA É RENUNCIAR À LUTA E ISTO NÃO SE DEVE FAZER””

    Curtir

  9. Em vez de Serra tomar essa atitude, deveria era se fortalecer mais encarando de frente os problemas para solucionar como fazem os grandes comandantes e pessoas de espirito forte . Com essa atitude Serra acaba assinado em baixo que não estava mesmo dando conta do Futebol, bicolor. Uma pena, porque isso acaba também manchando um pouco as grandes ideias de crescimento do Paysandu a nível de instituição pelo pessoal da chapa novos rumos. Serra ao renunciar não deve ter pensado nada nisso. Outra, já imaginaram se as pessoas que estão com doença letal tipo CA resolvessem desistir de viver porque o problema deles é muito sério e angustiante como ficaria a situação, melhoraria?? claro que não.

    Curtir

  10. É claro que não se pode revelar valores contratuais como salários, direitos de imagens etc. Essa parte entra nos balancetes como “salários” ou outro termo técnico.

    Mas é claro, caro Carlos Lira, que até chegarmos nesse estágio, demandaria muito, mas muito tempo mesmo. Seria o ideal e o ideal é inalcançável.

    Curtir

  11. O Remo atrasa o pagamento dos salários e não pára de contratar, agora vem um volante e o lateral Rayro que nem era relacionado lá no CSA, complicado, lamentável. Tenho a impressão de que domingo não teremos um resultado favorável.

    Curtir

  12. Pessoas próximas ao Serra confirmam o ocorrido. Ele passeava numa praça da cidade quando foi abordado por um sujeito armado, que o ameaçou diante da esposa e do filho mais velho. Diante de tal insanidade, penso que ele tomou a decisão mais sensata.

    Curtir

  13. Gerson,

    Decisão acertadissima. Primeiro a família sempre. Mas, isto não pode passar impune. Espero que a polícia civil realize as devidas investigações, para achar esses marginais que ameacaram a vida de um homem. Repito! Não deve e não pode passar impune. Analisando friamente, Sérgio Serra estava ocupando um dos principais cargos do estado, logo, a ameaça não pode ser jogada para de baixo do tapete.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s