Tribuna do torcedor

5 de julho de 2017 at 10:54 7 comentários

POR CLAUDIO MENDES, via Facebook

Amigo Gerson Nogueira,

Acho que esse Paysandu não tem mais jeito. Aquele filme de terror de 2013 está cada vez mais vivo na memória do torcedor alviceleste. Um time velho, sem qualquer qualificação técnica e sem comando dentro ou fora de campo. Somente uma mudança radical poderia salvar o ano e evitar o que parece inevitável. Esta diretoria a cada dia mostra que não tem competência para gerir um clube de massa. Os caras acham que não devem satisfação para a torcida. Importante lembrar que o Paysandu Sport Club não é deles, e quem tiver a vaidade de se tornar presidente tem que entender que deve prestar contas sim para o torcedor que é quem sustenta o clube. Precisa de um comandante de peso no banco, não de mais uma aposta que, por onde passou, mais perdeu do que ganhou, tendo participado diretamente do rebaixamento de vários clubes.

Precisa de pelo menos uns 5 jogadores de qualidade técnica para ser titular, o que, convenhamos, nessa altura do campeonato, é bem difícil ou caro. Enfim, a única crítica injusta da torcida é dizer que o nosso glorioso presidente está jogando Brasfoot ou Futebol Manager no Paysandu. Discordo disso veementemente. Até porque lá nestes aplicativos, com essas contratações ridículas e com a produção deste elenco, já teria sido dispensado faz tempo. 

Entry filed under: Uncategorized.

Coincidências infelizes Golpe no golpe: o traço nacional que une Ana Paula do Vôlei, Aécio e Loures

7 Comentários Add your own

  • 1. Carlos Barreto/PAPÃO SEMPRE!!!!!!!!!!!!  |  5 de julho de 2017 às 10:57

    APOIADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  • 2. Nelio  |  5 de julho de 2017 às 18:29

    Lembro que infelizmente o Paysandu, Maior clube do Norte, retornou ás antigas eras das décadas de 60 e 70, quando era uma lástima em competições nacionais e presa fácil de qualquer adversário até de menor tradição vários dos quais já extintos. Naquelas sofridas e distantes décadas o Paysandu amargava derrotas fáceis para times do Amazonas, Piauí, Maranhão Ceará e qualquer lugar do país . Quando vinha aqui uma equipe grande a derrota era inevitável, e não por acaso o time tem muitas campanhas negativas em competições nacionais e acumulou muitas derrotas, a grande maioria remanescentes dessas décadas sombrias que nesse momento volta a atormentar bicolores. Naquele momento era justificável porque o clube era quase amador, sem um estádio apropriado para jogos de séries nacionais sem qualquer estrutura e ainda obrigado a jogar no estádio azulino pala madrasta CBD, cuja entidade tinha influência do Senhor remista J Passarinho. Porém hoje não justifica coisa igual porque de 60e 70 para K o Paysandu se transformou no maior do norte, comanda o futebol na região onde os números não mentem, hoje é clube profissional total com boa estrutura, que honra ou faz de tudo para honrar seus compromissos, detentor de vários títulos nacionais, 9º lugar na Taça Libertadores e possui hoje o terceiro melhor estádio do Norte. Então o Paysandu hoje em dia não é para passar 8 jogos sem vencer um adversário. A diretoria que está administrando bem o clube como um todo, precisa rever os conceitos de administrar o futebol carro chefe de tudo, rever os esquemas de contratar porque tem gasto muito com atletas que não produzem nada e só dão prejuízo. Se o Paysandu conseguiu superar em tudo as sombrias décadas de 60 e 70 quando tinha pouca estrutura, porque não superar essa fase ruim levando em conta a estrutura e torcida que possui??? eu acredito que sim.

    Curtir

  • 3. Copulatum et Malum Remuneratum  |  6 de julho de 2017 às 10:36

    Bom dia a todos os colaboradores do blog. Alguém poderia me explicar, de preferência com base em dados reais e afastamento das paixões, de onde surgiu essa ideia de que o Paysandu é o “maior clube do norte”? É sério…
    Não compreendo em quê o Paysandu possa ser o maior dentre todos os clubes do Norte… Em títulos, em torcida, em patrimônio… Ou em soberba?
    Ou tudo não passa de mais uma jogada de marketing que, no final, a gente já sabe o que vai acontecer…

    Curtir

  • 4. celira  |  6 de julho de 2017 às 11:27

    Amigos,

    Como escrevi em outro post do blog, eu não questiono os avanços proporcionados pelas Novos Rumos em apenas 4 anos. Na parte administrativa e estrutural os avanços são grandes.

    Contudo, é inegável os equívocos cometidos nas contratações de jogadores em final de carreira e, para piorar, parece-me fato que, tal como Vandick (2013) e Maia (2016), Serra superestimou a conquista do fraco paraense (a derrota na Copa Verde tinha sido um excelente sinal da falta de qualidade do plantel). Ainda há tempo. Muito tempo por sinal para alcançar a meta primária que é fugir da série C, mas será que a diretoria continuará a dormir no ponto?

    Curtir

  • 5. Adan Pacheco  |  6 de julho de 2017 às 18:05

    Prefiro passar mais alguns anos sem CT a enfrentar novamente o inferno da série C. Como podem assumir cargos tão importantes essas pessoas sem competência e conhecimento? Como diante de todas as evidências, insistirem no erro? Ou será que todos estamos errados e eles corretos?

    Curtir

  • 6. Nelio  |  6 de julho de 2017 às 20:45

    pulatum et Malum Remuneratum , eu não deveria responder a essa tuas perguntas ou questionamentos sem noção. Mas como viestes com educação eu faço questão de responder: Algumas delas já respondestes na própria pergunta ou seja em títulos, torcida patrimônio. Ou tu achas que aquelas ruínas da Antônio Baena valem mais hoje que o estádio Leônidas Sodré de Castro terceiro melhor estádio do norte??? O Paysandu leva vantagem em competições nacionais sobre todos os clubes do norte. Em títulos é uma covardia comparar com outros da região. O Paysandu tem disparadamente mais de uma dezena de participações na elite que o segundo colocado na região micro remo, e foi o único do norte a já ter participado da elite no sistema de pontos corridos com 38 jogos. e 9º na Libertadores da America. Em matéria de ranking nacional está na incrível marca de 30 posições acima do segundo colocado no norte micro remo( Só esse fato já indica a maior grandeza bicolor na região.) É o clube que trouxe e tem trazido as maiores conquistas para o futebol do norte. Segundo maior campeão estadual do Brasil e único que possui título a nível de elite. Só para não alongar muito 90% dos times da região norte hoje são semi amadores. O Papão é profissional. Se com todas essas justificativas ainda tiveres dúvida acho que já é doença …..da inveja….rsrsrsrsrsr

    Curtir

  • 7. Anônimo  |  6 de julho de 2017 às 22:00

    pulatum et Malum Remuneratum, amigo esqueci de citar um dos pontos fundamentais que fazem o Paysandu maior clube do Norte: eis que O Paysandu Sport Club fundado em 1914 jamais na sua longa história disputou humilhante QUARTA DIVISÃO DO FUTEBOLBRASILEIRO, jamaaaisii!!! igual a todos os outros times do Norte. Não negue a realidade amigo. rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,357,920 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.882 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: