Lobbies cobram alto por reformas: valor pode chegar a R$ 164 bilhões

16 de maio de 2017 at 0:32 Deixe um comentário

C_5Eh_eXkAA9kWv

POR TALES FARIA, no Poder 360

O governo pagará caro pela aprovação das reformas no Congresso. Michel Temer tem 2 compromissos agendados nesta semana que podem custar R$ 110 bilhões aos cofres públicos.

FUNRURAL: R$ 10 BILHÕES

O presidente recebe nesta 2ª feira (15.mai) a FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária). Deputados da bancada ruralista ameaçam votar contra a reforma da Previdência se não for aliviada a dívida do setor com o Funrural (Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural). Trata-se da contribuição previdenciária dos fazendeiros. Com base em ações na Justiça, eles deixaram de recolher R$ 10 bilhões aos cofres públicos nos últimos anos.

MEDIDA PROVISÓRIA, PERDÃO DEFINITIVO

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou que o pagamento do Funrural seja feito. O resultado do encontro de Temer com a FPA deve ser a edição de uma medida provisória.

A ideia é reduzir a contribuição previdenciária do setor, dos atuais 2% sobre o faturamento para 1,5%. A diferença, acrescida de 0,3%, seria usada pelos devedores para quitar a dívida. Os ruralistas não querem pagar nem esses 0,3%.

ATÉ R$ 100 BILHÕES PARA PREFEITOS

Nesta 3ª (16.mai) o presidente participa da abertura da “20ª Marcha a Brasília”, promovida pela Confederação Nacional dos Municípios. Temer deve anunciar a edição de uma medida provisória para atender uma das pautas do movimento: Refis municipal para 600 municípios renegociarem uma dívida de pelo menos R$ 100 bilhões com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

MAIS R$ 6 BILHÕES

Os prefeitos cobram também apoio do Planalto à derrubada de 1 veto assinado pelo próprio Michel Temer. Tratava-se do projeto que estabelecia a destinação para os municípios do ISS (Imposto Sobre Serviço) relativo a transações on-line com cartões de crédito, planos de saúde e financiamento de veículos. O texto foi aprovado pelo Congresso em dezembro de 2016. Temer vetou. Agora o veto será votado no Congresso e os prefeitos cobram apoio do próprio Temer para a derrubada.

REFORMAS CUSTAM 1  ANO DE DÉFICIT DA PREVIDÊNCIA

Se forem atendidas as reivindicações dos prefeitos e dos ruralistas, o governo gastará R$ 116 bilhões. Mas tem também a renegociação da dívida dos Estados com o BNDES e o megarrefis, em tramitação no Congresso. Somam R$ 48 bilhões. Elevam para R$ 164 bilhões o que se pode chegar com a 1ª leva de concessões para aprovação das reformas. É de R$ 170 bilhões o déficit previdenciário anual no setor privado.

RENEGOCIAÇÃO COM BNDES

O Conselho Monetário Nacional retirou os entraves impostos à renegociação da dívida dos Estados com o BNDES. São R$ 25 bilhões. A presidente do banco, Maria Silvia Bastos Marques, já acertou em março com os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento) os termos dos acordos que deve começar a fechar com os Estados.

MEGARREFIS: R$ 23 BILHÕES

É quanto a Receita Federal calcula que pode chegar a perda para o Tesouro se for aprovado pelo Congresso o projeto que convalida a medida provisória do Programa de Regularização Tributária. Na prática, a MP já era 1 Refis. O relator no Congresso, deputado Newton Cardoso Júnior (PMDB-MG), incluiu uma série de “jabutis”. O governo resiste. Nos bastidores, o deputado tem dito que cerca de 54 colegas estão dispostos a votar contra a reforma da Previdência se a nova versão não for aprovada.

MAIS CONCESSÕES: SEM CONTAR OUTROS R$ 460 BILHÕES

É o total da dívida dos Estados coberta pelo projeto chamado de “reestruturação financeira dos Estados”. Foi aprovado pela Câmara na semana passada e deve ser votado nesta semana no Senado. Trata das regras para os Estados refinanciarem suas dívidas com a União.

__

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

Entry filed under: Uncategorized.

Vai vendo A caminho da glória

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,358,639 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.882 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

José FERNANDO PINA A… em Diversidade musical impera no…
Filipe Rocha em Fifa define cabeças de chave d…
Filipe Rocha em Fifa define cabeças de chave d…
José Marcos Araujo em Cartilha do Enem defende pena…
José FERNANDO PINA A… em Cartilha do Enem defende pena…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: