4 comentários em “Pois é…

  1. É a mais completa inversão de valores, o juiz é o condenado, o bandido sendo defendido! E depois dizem que não tem bandido de estimação… rsrs

    Curtir

  2. Bandido é aquele que tem contra si prova apresentada nos autos, e não é o caso do Lula. Depoimento sem provas não passa de história da carochinha. No entanto, mesmo aquele que tem contra si prova formada tem direito à defesa, para que não haja excesso em sua condenação. Juiz é aquele que mantém distância das partes, já que tem como obrigação ser imparcial, o que é direito do acusado e serve justamente para evitar a persecução. Lula não é bandido, pois não tem provas contra si, e nem Moro é imparcial, já que acusa Lula, aliás baseado em prova alguma no processo. Moro assume claramente o papel de promotor de justiça, como se fosse do Ministério Público, e não juiz! Deveria ter sido afastado do caso há muito tempo.

    Curtir

  3. Ou seja, juiz não pode acreditar em depoimento, mas em provas. Juiz não assume acusação, nem com prova apresentada, ele julga. Juiz é não parte do litígio, o são a acusação e a defesa. Juiz é neutro, o que tem conhecimento da Lei para condenar ou absolver. Sérgio Moro assumiu a acusação, inclusive induzindo depoimentos. É só assisitir aos vídeos, caro Gleydson.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s