Delatar Lula é a única tábua de salvação dos náufragos da Lava Jato

5 de maio de 2017 at 23:19 6 comentários

cs64k_iwyaaskka

O depoimento de Renato Duque a Sérgio Moro não tem nenhuma lógica senão a de um homem que vê em acusar a única chance de sair da cadeira. Diz que foi indicado (genericamente) para compor a diretoria da Petrobras, sem especificar por quem ou porque.

Diz que nunca participou do famoso acordo que previa a transferência de valores ao PT, que, segundo ele, era solicitado pelo partido como doação diretamente às empresas. Neste caso, lógico, alguém teria – do lado do partido ou do lado das empresas, de dizer a ele que tinha sido pedido ou que tinha sido dado.

Diz que doar ou não doar não afetava o resultado da licitação. “Não precisava chegar na empresa e dizer que tinha que contribuir, até porque não tinha que contribuir, não era algo obrigatório. Ganhou a licitação, vai levar a licitação”, disse ele.

Ué, então não tinha propina para ganhar licitação?

E os milhões que ele e seu auxiliar, Pedro Barusco, vieram então de simples generosidade das empresas, sem contrapartidas? “Eu nunca pedi”disse, “eu só aceitei”. “Não havia necessidade de pagar”, assegura.

– Se alguém se recusasse a pagar, não havia nenhuma penalidade.

Temos então que as empresas davam porque eram boazinhas e deram 20 milhões de euros espontaneamente  a Duque sem nada em troca. Até Sérgio Moro estranhou: “mas as empresas davam em troca de quê?”.

Mas o mais incrível é o fato de que, mais uma vez, a acusação a Lula é na simplória base do “eu tenho certeza de que ele sabia”, apoiada em histórias de que”Lula tinha muito conhecimento sobre a questão das sondas e fez varias perguntas sobre isso”. O detalhe, porém, é que ele diz que todos os encontros se deram depois de ele ter sido demitido da Petrobras, em 2012. O que levaria Lula, se tivesse interesse em “desenrolar” algo neste assunto, a tratar com um ex-diretor.

O último encontro é especialmente inacreditável. Lula, nas próprias palavras de Duque, teria dito que Dilma estava preocupada com boatos de que um ex-diretor tinha contas na Suíça, abastecidas com dinheiro da SBM, uma armadora de navios.

Ora, se sua relação era com Vaccari, porque seria necessário Lula perguntar? Lula iria tratar, quando a Lava Jato já estava em curso, pessoalmente deste assunto com alguém com quem não tinha quase nenhuma intimidade?

Acusar Lula virou a tábua de salvação dos náufragos da Lava Jato. A elas, todos se agarram mas sem conseguir apontar sequer um dado concreto, senão que “teriam se encontrado” com ele e “teriam tratado” disso.

O que, na varado Dr. Sérgio Moro, é “prova suficiente”.

(Transcrito do Tijolaço)

Entry filed under: Uncategorized.

A reforma da Previdência e o país dos boçais sem noção Rock na madrugada – Motörhead, Bomber

6 Comentários Add your own

  • 1. Jorge Paz Amorim  |  6 de maio de 2017 às 8:38

    Condenado a 50 anos de prisão em quatro processos e já em idade que não permite fazer planos para depois do cumprimento da pena, esse pobre homem diria até que trocava esses milhões de que fala, tudo em moedas de um real a pedido do ‘Sapo Barbudo’.

    Curtir

  • 2. Antonio Oliveira  |  6 de maio de 2017 às 8:59

    Em primeiro lugar, de louvar o texto, cujo autor, além de sua opinião, disponibilizou os vídeos do depoimento, de modo que quem tenha interesse, e se dispuser, possa assistir e formar sua própria opinião.

    Depois, é dizer que, sob o meu ponto de vista, de fato, há várias inconsistências no teor do depoimento, e todas elas, creio, girando em torno do motivo que levou o sujeito a depor e aos motivos que o levaram a receber todo o dinheiro que ele próprio admite que recebeu e que quer devolver (admissões talvez até desnecessárias, pois ao que tudo indica já meios de provar o recebimento e de confiscar o dinheiro).

    Ora, não pode restar dúvida que não foi só por mera vontade de colaborar e apenas por arrependimento que ele resolveu falar.

    Mas, tenha-se presente, que também não é apenas o benefício liberatório que o anima. Há, sem dúvida, a ideia de não se tornar um marcos valério da vida, a qual certamente se acentuou quando viu ganharem a liberdade pessoas como o eike e o dirceu.
    (…)

    Curtir

  • 3. Antonio Oliveira  |  6 de maio de 2017 às 9:11

    (…)
    Agora, quer me parecer que não está entre as inconsistências as pessoas e o partido envolvido na nomeação do sujeito. Isso foi dito bem clara e coerentemente. Nem é inconsistente a declaração segundo a qual ele regeu valores após ser demitido. Ele inclusive citou um motivo bastante plausível, o qual pode ser tranquilamente chegado: a sua conta era usada pelo barusco.
    (…)

    Curtir

  • 4. Antonio Oliveira  |  6 de maio de 2017 às 9:29

    (…)

    Não me parece inconsistente a declaração de que não havia exigências de pagamento, nem punições pelo não pagamento, e muito menos de que os contratos se davam de modo regular e com o preço de mercado.

    Não, isso não é inconsistente. Isso ê mentiroso. Aliás, ele já foi condenado porque tudo isso já ficou provado que existia: exigência de pagamentos, ameaças e punições pelo não pagamento, irregularidades de superfaturamento nos contratos. Aliás, estes aspectos foram provados pela própria petrobras fez o balanço logo após o estouro da fraude.

    E, assim como estes aspectos da fala do duque são mentirosos, todos os outros podem ser, inclusive os plausíveis inerentes aos petistas e demais.

    Porém, tudo há de ser checado. Eu não tomaria este depoimento como elemento determinante da culpa do ex a respeito de banda. Todavia, não o descartaria como forte indício a ser chegado e mais profundamente investigado.

    Curtir

  • 5. Manoel santos  |  6 de maio de 2017 às 10:46

    Seria muita burrice desse lula, se reunir com uma pessoa que havia sido demitido por corrupção, e cuja imagem, estava sendo mostrada diariamente pela mídia. Me parece que lula, não é burro.

    Curtir

  • 6. blogdogersonnogueira  |  6 de maio de 2017 às 10:50

    Estranho, amigo Oliveira, é que tais conversas entre Lula e Duque teriam ocorrido depois da demissão dele da Petrobrás. Moro precisa ensaiar melhor essas falas dos delatores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,240,063 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.637 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Nelio(O Paysandu jam… em Aos trancos e barrancos, Remo…
Antonio Oliveira em Verdades incômodas
Alessandro em Aos trancos e barrancos, Remo…
Edson do Leão - meu… em Aos trancos e barrancos, Remo…
Janderson - Remo rum… em Aos trancos e barrancos, Remo…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: