Morre Jayme Bastos, o Neca-Neca

unnamedCom uma vida dedicada ao rádio paraense, morreu neste sábado o narrador Jayme Bastos, que fez escola nas emissoras de Belém, com um estilo muito peculiar de narração. O popular “Neca-Neca” trabalhou em todas as grandes emissoras do Estado. Passou pelo Rádio Clube do Pará, Super Marajoara, Liberal e Guajará. Ultimamente, trabalhou na Maguary FM. De família portuguesa, Jayme começou como animador de eventos carnavalescos no antigo Pedreira Bar.

Posteriormente, foi locutor volante da Rauland e daí seguiu para a carreira no rádio, ganhando prestígio como narrador esportivo de grande talento. Homem de muitos amigos, era conhecido pelo grande caráter, bom humor e o excelente papo. Vai deixar saudades.

17 comentários em “Morre Jayme Bastos, o Neca-Neca

  1. Jaime Bastos, o inigualável.

    Além do famoso neca-neca, guardo dele a forma de pronunciar o nome do auto do gol, por três vezes, sílaba por sílaba, dando ênfase na última, anunciando, na sequência, o número da camisa do jogador, como por exemplo: Al ci nô, Al ci nô, Al ci nô, é o nome do homem, camiseta número 9.

    Que Deus o tenha em muito bom lugar e conforte sua família.

    Curtir

  2. Acompanhei de perto seu fim na terra. Infelizmente foi sofrido. Que descance em paz no outro plano. Condolências à familia, em especial a sua distinta filha médica Isabel, exemplar na assistência ao neca neca.

    Curtir

  3. Meu pai não gostava muito de futebol, logo todos meus passos foram por iniciativa própria.
    Na década de 70 eu morava perto do Chico Vasques e costumeiramente ia assistir jogos sozinho, aproveitando-me da gratuidade.
    Num certo Tuna x Sport Belém, caminhando pelas arquibancadas cheguei à escada de acesso às cabines.
    De lá ouvi um vozeirão que chamou-me atenção. Subi alguns degraus e sentei-me no penúltimo e de lá avistei dois homens que mais tarde vim saber tratar-se de J Bastos e Grimoaldo Soares.
    Este último, sentido a presença de alguém, virou-se e convidou-me para sentar entre os dois até o final da partida.
    Foi um momento inesquecível.
    Hoje os dois estão juntos no andar de cima.

    Curtir

  4. Foi embora para sempre um dos melhores narradores de futebol no Pará em todos os tempos. Incrível que há uns poucos dias eu estava justa,ente lembrando dele e me perguntava por onde andavam os antigos narradores Jaime Bastos e o Edgar Augusto dom mesmo período, outra fera em narrar futebol que não tive mais notícias. Agora me veio essa triste notícia da morte de Jaime. Que Deus o receba e conforte sua família. Eu tenho uma lembrança forte da narração do Jaime no final da década de 70 num jogo Paysandu 2×1 e Sport Belém pelo estadual no Hoje destruído Baenão onde 30 mil bicolores encheram todas as dependências do destruídão provocando um assombro, um espanto nos bastidores porque foi sem dúvida inédito no parazão um público desse tamanho contra um time muito pequeno naquele tempo. Ou seja há cerca de quase 40 anos a Nação Bicolor já Mostrava sua força. Esse jogo era para ser no recém inaugurado Mangueirão, mas o pessoal do Sport Belém que tinha bom time e fazia boa campanha fez birra para levar para o destruidão e os bicolores marcaram presença. Jaime Bastos narrou esse jogo com muita emoção de ver pela primeira vez aquele público gigantesco de um time grande da capital contra um timinho do parazão, coisa que ele só costumava ver quando vinha um time grande do Sul em jogos da primeira divisão. Vida que segue..

    Curtir

  5. Realmente o Rádio Paraense perdeu um dos melhores locutores que já houve em nossa terra. Eu me divertia muito na década de 70 ao ouvir o Jaime Bastos narrando os jogos. Por exemplo em um RE X PA escutei após um gol do Papão. ” Movem-se os números do placar e agora, Papão da Curuzu, no ronco do porco Hummmmm, Leão de Antonio Baena, ó, ó, Neca neca.

    Curtir

  6. Meu coração chora de tristeza por esta perda no final de 2016. Fui uma das discípulas do Neca Neca. Quando jovem, trabalhei em rádio, especificamente a Rádio Maguary. Incansável em seus conselhos, sempre nos puxava a orelha sobre as gafes que cometíamos e era um ferrenho defensor da boa conduta e responsabilidade no rádio paraense. Orientou-me sobre os estudos sempre com sábios conselhos em que dizia “garota, siga seus sonhos e faça o que gosta de fazer.” Agradeço por tudo o que aprendi com ele e levarei em meu coração a doce lembrança de seu cuidado com todos que labutaram ao seu lado.
    À família, meu fraternal abraço e orações para o Senhor em sua infinita misericórdia, sabedoria e amor, conforte seus corações.

    Curtir

  7. Só para os azulinos sofridos não dizerem que não falei de flores, eu lembro uma outra narração histórica do Jaime Bastos em 1977 no jogo remo 1×0 ponte preta (timaço 3 jogadores da seleção), o Jaime gritava igual ” louco ” na narração mostrando ser desportista de primeira emocionado com a classificação azulina em cima da super Ponte preta. Eu com poucos anos de idade sequei muito o time do remo nesse jogo mas não adiantou porque era a era do falido, o falido existia nesse tempo, era forte e comandava o futebol local, muito diferente de hoje um timinho insignificante sem nada título importante na vida . . em 72 ainda tinha a ajuda do falecido general Passarinho para “ajeitar” as coisas em favor azulino na CBF. Foi o general Passarinho que colocou o falido na primeira divisão em 72 tirando a vaga legítima do Paysandu que era bi estadual e o critério maior de acesso à elite era ser campeão estadual. Mas Passarinho deu jeitinho brasileiro e o azulino ficou com a vaga, fato narrado por ele mesmo muitas vezes. A partir deste acesso o azulino começou a se destacar na elite fazendo boas campanhas igual a de 77 onde Jaime narrou esse jogo contra a Macaca. O curioso de tudo é que ocorreu o Paysandu teve sua vaga na elite furtada e em 2016 teve também sua vaga na sul americana furtada. Em ambos os casos a CBF esteve envolvida porque em 72 se chamava CBD, incrível . incrível,incrível

    Curtir

  8. Aqui em palavras uma narração clássica do Jaime Bastos em um clássico REXPA em 1980, Paysandu 1×0 remo, gol do Chico Spina em cima do Dico:

    “””” Ataca perigosamente o Paysandu, Spina interceptou a jogada, chutou no canto, é GoOOLLLL!!!!,
    Toma Dicooooo!!!!!
    GooooooooooooLLLLLLLLL, é do Paysandu!!! Spina é o nome da fera!
    Movem-se os números do placar, agora: Papão da Curuzu no ronco do porco hummmmmm!!!!!, Leão de Antonio Baena, ò ??? neca neca.!! “”””””

    Curtir

  9. Lembro-me das maravilhosas narrações entre os grandes narradores esportivos de Belém, na década de 70, e a boa e sadia rivalidade entre eles, pois era grande a competência entre os mesmos. Nas 3 principais Rádios de Belém, recordo-me que cada uma delas possuía seu grande narrador (isso sem falar no competentíssimo cast de comentaristas, repórteres de campo e plantonistas na “sala nacional”, como diria um deles). Na Rádio Clube, tínhamos como narrador esportivo Cláudio Guimarães; na Liberal, o grande Jaime Bastos e, na Marajoara, Ivo Amaral. Meu Deus! quão tempos vitoriosos e digno de elogios eram esses nas Rádios esportivas de Belém. Tínhamos de tirar “par ou ímpar”, para ver qual dessas Rádios escutávamos o jogo kkkk. Tempos, verdadeiramente, INESQUECÍVEIS e de GLÓRIAS no Rádio Esportivo Paraense,

    Curtir

  10. Pra Mim Jayme Bastos Foi O Melhor Narrador Esportivo Da Região Norte – Nordeste Do Brasil. Ele Foi Genial E Fenomenal E Nunca Mais Haverá Outro Igual.

    Curtir

  11. Pra Mim Jayme Bastos Foi O Melhor Narrador Esportivo Da Região Norte – Nordeste Do Brasil. Ele Foi Genial E Fenomenal E Nunca Mais Haverá Outro Igual.

    Curtir

  12. JAYME BASTOS FOI UM GRANDE E IMPORTANTE PROFESSOR QUE TIVE NA RÁDIO MAGUARY. QUE O ETERNO CONFORTE O CORAÇÃO DE SUA FAMÍLIA.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s