87 comentários em “Capa do Bola, edição de de domingo, 29

  1. Vandizque está matando até o sub-20 do Paysandu. Rezem, torcedores, para que ele não tente a reeleição. O clube não aguenta mais dois anos de vandizque.

    Curtir

  2. ESPN mostra imagem comprovando que Hulk dominou a bola com o braço. Agora não se pode mais dizer que o time foi “roubado”. Equipe é mesmo fraca e o resultado não teve interferência da arbitragem.

    Curtir

  3. Eu tou torcendo pelo México, e creio que passa.

    0x0, e os gringos jogando um futebol ridículo e abrindo o bico.

    O sol tá quente para os dois lados.

    A ESPN é a tv mais secadora, torce descaradamente contra o Brasil.

    Ontem o arbitro teve um bom trabalho, reclamar de arbitragem é comum, mas o Brasil não precisa disso pra ser campeão, como a Argentina, a Alemanha e outros precisaram pra ser campeões do mundo.

    Vamos México!

    Curtir

  4. Engraçado Edson.

    Faço uma leitura diferente, para mim, ESPN é o canal mais equilibrado e faz as análises mais pertinentes sobre a seleção. Em que pese todos estarem torcendo pela seleção. Vejamos:

    1)Felipao é um técnico limitado taticamente. Mas que sabe mexer com o psicológico. Mas neste grupo ainda não conseguiu – Concordo com isto.

    2) Oscar, apesar de bom jogador, não é o armador que o Brasil precisava para copa. – concordo novamente, apenas discordo quando eles dizem que no futebol brasileiro não existe este jogador em atividade. Ganso é o que? Penso que com Felipao Ganso poderia render muito.

    3) O Brasil pode ganhar a copa. Mas não fez ainda uma grande apresentação. E Felipao falará muito se ganhar a copa – novamente concordo.

    Só uns exemplos, penso que os outros preferem falar, falar e falar e não dizer a verdade… ganhamos uma sobrevida, pois nosso futebol foi pífio depois do gol sofrido (ESPN, como todos, gostaram dos trinta primeiros minutos).

    Eu acredito. Nem sempre o melhor ganha.

    Curtir

  5. Sobre o horário do jogo, ja disse para o Luis, para mim é um horário ingrato para um atleta. Mas, no tênis, vejo Federer, Nadal e Nole jogar este horário no calor do EUA (Master de tênis) e não culpam o calor por suas derrotas… Claro que com dois jogos por dia poderíamos e deveria ter o primeiro as 16 e o segundo as 19, seria o ideal e humanamente mais aceitável.

    Curtir

  6. Aqui pra nós.. se preocuparam tanto com aspectos externos que os gramados tem sido um ponto falho nesta copa… clato que nada que inviabilize o bom futebol… Gostaria de ouvir o Gerson (que foi a Alemanha e a Africa do sul) sobre os gramados…

    Goollll do México…
    Giovanni dos Santos…
    México 1 – 0 Holanda.
    Agora Holanda tem que sair para o jogo.

    Curtir

  7. O Aberto da Austrália de tênis é disputado com mais de 40 graus. No sul do Brasil e na Europa é comum o verão chegar a mais de 40 graus. É ruim? É. Os brasileiros jogam na Europa. Hulk, titular absoluto, joga na neve. Havia locais para adaptação? Havia. Algumas seleções ainda fizeram uma adaptação nos EUA. Belém e Santarém se ofereceram como cidades de treinamento. Ninguém quis. E a culpa é do calor? Brincadeira. Sobre o jogo da Holanda, o time azteca está muito bem em campo.

    Curtir

  8. Celira, pra ser sincero, não me ligo muito no ESPN, hoje sem querer, parei pra ver o jogo do Brasil desde a prorrogação, que eles reproduziam, e fiquei abismado, eu e minha esposa, pela maneira como eles comentam o jogo, no qual vc diz falar a verdade.

    Meu amigo, da forma como eles falavam penso que tá errado, pois na hora do jogo, soa como secação.

    Os caras não dão uma forcinha.

    Pense vc na Curuzú, assistindo o jogo do papão e alguém do teu lado dizendo; o papão vai levar gol, vai ser desclassificado, esse time não presta, o técnico não sabe nada etc…

    Égua, deixa pra acabar o jogo, depois fala as verdades, durante, vamos torcer juntos, até pq, amigo Celira, todos sabemos que o Brasil não fez uma boa partida.

    Holanda segue perdendo de 1×0, e um tal de Ochoa, vai fechando tudo.

    Curtir

  9. Edson, você acaba de ser apresentado ao jornalismo. Imparcialidade é impossível, mas a espn não esconde os defeitos e não torce mesmo. E eu gosto disso, porque você consegue ver a realidade, sem paixão. Agora se você prefere a globo, terá torcida e não jornalismo.

    Curtir

  10. Puts amigos…
    México foi punido pelo recuo de seu time… Coisas do futebol. Se ganhasse todos estaríamos falando que o recuo permitiu a classificação no sufoco. Sobre o penal só digo que foi, mesmo sendo um penal cavado pelo catimbeiro Robin que ja não tinha mais o domínio da bola… Robin mergulhou na área…

    Curtir

  11. México fez um jogo perfeito. Essa Holanda, por melhor que seja, joga na defesa o tempo todo. E não muda seu estilo de jogo mesmo diante de adversários mais frágeis, como hoje.

    O que fez o México? Deu a bola para Holanda que não fazia nada com a bola rolando (chegou apenas em bolas paradas, México deu escanteio demais para a alta seleção holandesa). Diante da falta de criatividade, México apertou a marcação e conseguiu chegar com chutes de fora da área (igual ao jogo do Brasil)…

    Foi novamente azar do México, como foi contra a Argentina na copa da Alemanha…

    Vida que segue…

    Para finalizar lembro novamente, não existe bobo no futebol, Holanda esteve muito próximo da eliminação, diria que tanto quanto o Brasil. 

    Curtir

  12. Se o Brasil está jogando um futebol digno de perder, ser eliminado, nada mais normal dizer isso ao torcedor. Era o que todos viam, e é nada mais que a verdade. Empunhando os microfones não pode haver demagogia ou mentira. Existem outras opções como Globo e Bandeirantes, que já fazem essa demagogia barata de dizer o que o torcedor quer ouvir, mesmo sendo mentira.

    E a Holanda teve um penalty muy amigo do árbitro português!

    Mas se mostrou adversário forte. Superou o calor e ainda conseguiu empatar quando tudo parecia perdido.

    Curtir

  13. Verdade amigo Edson, esses caras da espn, torcendo contra o Brasil ontem, foi demais, égua, não aguentei, assiti o resto do jogo na Univision em espanhol, comentar o jogo tudo bem, mas ficar torcendo contra, ai amigo foi demais. Terrinha amada! Amanhã chegando com meu filho, aliais, se alguns lembram do que falei aqui no blog, a dois anos atras, sobre Ricardo Texeira, Felipão, e principalmente, sobre a final, bom vamos esperar. Brasilllllllll, meu Pará, tem copa e to chegando. “DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL, PATRIA AMADA BRASIL!

    Curtir

  14. Será que o Brasil teria frieza e técnica para vira um jogo da forma como a Holanda virou contra o México?. Tenho minhas duvidas.

    Curtir

  15. Marcelo.
    Eu não vi frieza. Eu vi dois lances. Eu vi uma chuva de cruzamentos. Eu também vi um time que recuou demasiadamente, abrindo mão do contra golpe. Eu vi um time que cresceu (coisa mais do que natural quando um time recua). Eu vi o futebol novamente punir quem opta pela defesa (temos vários exemplos no Pará mesmo). E para terminar,vi uma Holanda que tem uma defesa frágil quando enfrenta ataques velozes.

    Curtir

  16. Convenhamos amigos, a seleção brasileira é bem fraquinha, se formos no oba oba da Globo, quando o Brasil for eliminado (o que não será nenhuma novidade) a decepção vai ser grande para o povo.

    Curtir

  17. Se estivesse comentando o jogo do Brasil ontem eu diria a verdade. Que a seleção é fraca e que não tem meio campo. Isso é torcer contra?

    Curtir

  18. Quase que esqueci, eu vi Roben mergulhar na área no melhor estilo saltos ornamentais… Penalty passível de interpretação… Eu não marcaria… bem como não marcaria o suposto penal no zagueiro brasileiro Hulk.

    Curtir

  19. Holanda virou o jogo de forma semelhante àquela aplicada em 2010 sobre o Brasil. Notaram que, acabado o jogo, os holandeses estavam leves, sorridentes, em contraste com o Brasil de ontem, um monte de bebês chorões, tensos, como se tivessem passado por uma câmara de tortura? Um sabe que subiu apenas mais um degrau, outro sabe que já foi mais longe do que devia.

    Curtir

  20. Luis.
    Concordo com você. Nenhuma televisão do mundo diria que o resultado de ontem foi justo e que o Brasil foi soberano no jogo (em que pese os razoáveis trinta minutos iniciais). Bem como hoje ninguém falará que a Holanda foi superior, o México dominou 60 porcento do jogo. Mas o técnico mexicano recuou cedo demais… Como diz o filósofo… a bola pune.

    Curtir

  21. O Chile mereceu ganhar ontem? kkkkkkkkkkkkkkkk

    Os caras se defenderam bem, deram um jeito no Neymar no melhor estilo, fizeram um gol, numa falha nossa.

    O Brasil não jogou nada, por isso que o jogo foi pros penais.

    Quem se classificasse, tava de bom tamanho.

    O Brasil se classificou, e no futebol, quem passa, é quem merece.

    O resto é assunto pra mesa redonda.

    Curtir

  22. Torço pelo Brasil e fiquei feliz pela vitória. Mas não me iludo, não estamos jogando bem. Ontem era visível a apatia do time. Além do mais as opções de banco do Felipão não estão a altura de uma seleção brasileira. Essa é a realidade. Falar a verdade não é torcer contra.

    Curtir

  23. Já começo achar que se ele tivesse levado o Ronaldinho Gaúcho no lugar do Willian a seleção teria um atleta experiente que poderia servir ao time.

    Curtir

  24. Amigo Edson.

    Não tenho muito problemas com Ronaldo Porto, mesmo este sendo remista. Ja Jones é remista demais. Deixando-se cegar pelo óbvio. Ja Ruy faz leitura pessoal demais. Fala da pessoa, esquecendo de analisar o trabalho.

    Diferentemente dos citados, ontem, na ESPN, todos foram unânimes em afirmar que foi o melhor trinta minutos do Brasil na copa.

    Alem disso, falaram o óbvio, o Brasil não tem bons técnicos (ja havia falado isso aqui no blog), por isso não se firmam na europa, diferentemente dos técnicos argentinos… Basta olhar a libertadores, nossos times endinheirados não ganharam por que taticamente são inferiores aos adversários…

    No mais, eu acredito no Brasil. Por que a copa é um torneio. É um campeonato de chegada. E sei que chegando as semi o Brasil crescerá como cresceu na copa das confederações.

    Curtir

  25. Marcelo…
    Ja escrevi e sempre repito… Felipão com essa mania de família levou…
    5 volantes
    2 meias
    5 atacantes

    Qualquer entendedor mediano sabe que este é um grupo desequilibrado na hora de modificar uma situação de jogo.

    Curtir

  26. Amigos, o Brasil não jogou nada ontem, todos sabemos disso.

    O Brasil num certo momento do tempo, pegava a bola rifava pra frente, o Chile pegava e tocava na boa.

    O problema é que parava na nossa defesa.

    O Jô nem devia ter sido convocado.

    Ví o jogo na Globo, escutando a Clube.

    Hoje só ví os trintas minutos da prorrogação e os penais na ESPN.

    Tanto num, como no outro, e o que eu ví e todos viram, o Brasil jogou abaixo do que podia.

    A diferença, é que até nos penais os caras secaram o Brasil.

    Já na Globo, na Clube e aqui em casa, se torcia a favor.

    Ou seja, fale a verdade, mas não torce contra só pra dizer que tava certo.

    Curtir

  27. O pênalty existiu. Embora Robben tenha deixado a bola dar uma leve escapada, ele foi tocado por Rafa Márquez. A Holanda sentiu o calor, mas sem querer parafrasear a observação, quis cozinhar o jogo com os mexicanos. Quando levou o gol, se espertou e passou a praticar o velho futebol holandês: rápido, europeu, ofensivo e com repertório. Bola aérea é um ingrediente do repertório, e não há demérito nisso. O problema é quando a bola cruzada é o samba de uma nota só, como fazem a Seleção e os nossos clubes. A Holanda ganhou com uma bola aérea em cobrança de escanteio e um pênalty após uma jogada em profundidade na linha de fundo. Rompeu os cadeados de um time que o Brasil não conseguiu violar.
    Quanto à cobertura jornalística, em que pese um ou outro mal humorado, prefiro a cobertura da ESPN do que a pantomima global e recheada de histrionismo e puxa-saquice de Galvão Bueno e que tais. E lá ainda há o impeditivo moral atropelado pela presença de um comentarista que agência jogadores da Seleção. Será que ele avalia criteriosamente o desempenho de seus agenciados nas partidas? Sei não…
    Torço pela Seleção, como sempre torci em todas as Copas do Mundo. Mas sei reconhecer quando nosso time joga um futebol insuficiente para suplantar nossos adversários. Ademais, a Seleção Brasileira é no imaginário coletivo mundial e nacional intimamente – e com justiça – associada ao bom futebol, ao jogo bem jogado, ofensivo, refinado e plástico até. Somos vencedores de tantas Copas do Mundo por termos legado ao mundo do futebol jogadores cerebrais, verdadeiros artífices da bola nos pés. Nosso compromisso é com a nossa própria história futebolística. E eu, além de torcer pela Seleção, aprecio bom futebol. Confundir crítica pertinente com secação é pachequismo turbinado por uma percepção político-partidária caolha de uma competição meramente esportiva. Será que estamos agindo como os militares, que diziam que a crítica ao país era sinônimo de traição à pátria? Ame-o ou deixe-o revival? Partindo desse pressuposto, os coxinhas que vaiaram Dilma vaiariam também a Seleção Brasileira na estréia da Copa do Mundo. Não foi o que pareceu.

    Curtir

  28. Um exemplo do “jornalismo” da globo: mesmo já tendo a imagem esclarecedora da ESPN que mostrava a mão do Hulk, o JN preferiu manter a versão do “gol mal anulado”, mostrando imagens que nada esclareciam e criticando o juiz. Isso é jornalismo de má-fé, pois está sonegando a informação do público. Mentira deliberada.

    Curtir

  29. No que vi da partida alguns fatores colaboraram para a derrota mexicana, mas a principal foi abdicar do ataque que tinha tudo para dar um chocolate na pesada zaga holandesa, mas como o técnico agiu como treinador de time pequeno tomou o castigo que todo time covarde merece. Quanto ao pênalti também não marcaria e dava amarelo ao holandês porém, o árbitro é europeu e jamais iria deixar uma Holanda de fora da Copa, ou não?
    Quanto ao Brasil de ontem posso apenas dizer que nem sempre quem joga bonito ganho o jogo, acho que tudo o que tínhamos de errar durante uma partida errou-se com demasia. Quanto ao choro de alguns fica a interpretação pessoal de cada ser pois com indivíduos cada um reage a pressão à sua maneira,uns choram, outros sorriem e alguns conseguem ser tão frios que parecem nem ter coração.
    Muito difícil de chegar até as finais, as pedras estão cada vez mais amoladas no caminho, Teremos a boa seleção Colombiana. Futebol é dentro de campo e detém detalhes que decidem os resultados,no mais, tudo mera especulação! É o que eu penso!

    Curtir

  30. Edson,

    Repetindo o que escrevi ontem, escrevo de novo que o México jogou o seu futebol de sempre, o Brasil é que apresentou um futebol muito aquém daquele que apresentou nas ultimas copas, incluindo aquela do Lazaroni. Aliás, ontem foi o ápice desta queda de rendimento que o futebol brasileiro exibe nesta copa. Tomara que a partir das quartas inicie sua fase ascendente, se e que vai ter uma fase ascendente. Aliás, entendo que o Brasil, com alguns ajustes nas peças que tem, consegue passar bem pela Colômbia.

    Hoje, pela manhã, também assisti pela ESPN o VT do jogo de ontem. Achei uma transmissão extremamente crítica. Diferente daquela feita pelas emissoras da globo, onde realmente havia torcida a favor. Todavia, no caso da espn, não me pareceu que havia torcida contra ou secação. Não, eles mostraram os fatos como eles são e fizeram os comentários respectivos apontando as falhas e limitações do time e do treinador. O time verde e amarelo esteve mais de uma vez a ponto de perder.
    Aliás, minha opinião e que as emissoras da globo torcem porque tem pretensões que vão além da transmissão das partidas, eis que como detentores dos direitos ainda querem, e tem tido,uma casquinha dos atletas na sua programação tipo Faustão, Luciano e mesas redondas nas TVs aberta e fechada. Daí não ser muito recomendável que critiquem com mais aspereza. Não querem enfrentar os problemas que enfrentaram com o Dunga que teve a coragem de peita-los.

    No caso da ESPN me parece que se permitem ser mais críticos porque suas possibilidades de pretensão nao vao alem das trsnsmissoes e eles se aborrecem em ver seu rico filão se esvair com jornadas tao trevosas do time da cbf. Afinal, vão experimentar uma queda considerável de sua audiência com a desclassificação do Brasil.

    Quanto ao horário do jogo creio que você esta prenhe de razão. Acho um crime colocar qualquer time do mundo, principalmente os europeus, para jogar a uma hora da tarde aqui no Brasil, principalmente no norte e nordeste. Este horário intermediário, que aqui em Belém conhecemos muito bem, não é feito pra jogar futebol profissional. E as competições de tênis não me parecem úteis como parâmetro. Alguem com conhecimento de causa pode esclarecer e até neutralizar minha opinião, todavia me parece que a preparação dos tenistas é especificamente realizada para tais competições que eles disputam rotineiramente. Diferente dos futebolistas, para quem a copa é sazonal e é disputada, no caso dos europeus, apos extenuante temporada em clima completamente oposto.

    Curtir

  31. Amigo Antônio Oliveira.

    Apesar de concordar com o comentário sobre o horário diante de um extenuante clima. Penso que nada justifica o choro dos europeus que ja tinham ideia da tabela desde ano passado. Se optaram por preparar-se em clima ameno é problema deles (tiveram um mês).

    No tênis, diferentemente do esporte bretão, não existe tempo de climatação, ja que, ora o tenista está na Oceânia ora encontra-se na América… as competições os são corridas, quase uma a cada duas semanas.

    Vale destacar que atletas de tênis (muitos do continente europeu) chegam a jogar, como na final do Austrália Open – 2013 entra Rafa Nadal x Nole, até 4:30 h em um clima e umidade absurda como é na Austrália.

    Para finalizar, não gosto do horário, acho desumano, mas não pode ser utilizado como justificativa para as derrotas e para desfazer-se da Copa das Copas (em termos de qualidade de jogo) só por que é em um país em desenvolvimento… parece-me puro preconceito dos “arianos” europeus.

    Curtir

  32. Se você aceitou e sabe que vai jogar 13 horas no clima quente, vale a pena treinar em outro horário e em outro clima e ainda quer reclamar?

    Curtir

  33. O mais incrível em todos esses comentários dos bloguistas é a contradição fora do comum. Parece que todos comentam com a razão que não é a razão do futebol e sim razão da politicagem, ou seja, tem ditos brasileiros torcendo contra o próprio Brasil, por questões políticas igual aos tais “manifestantes anticopa”. Até o famoso columbia do blog, parece torcer contra ao achar que essa holanda levará o caneco. Menos, senhores! menos… O meu modo de pensar assim é que os caras comentam que não tem mais time bobo no futebol porque o futebol se nivelou, porém ao mesmo tempo já opinam a nossa poderosa seleção canarinho, de Neymar, jogando em casa, como fora da decisão e do título. Quer dizer que para vcs senhores comentaristas, a seleção brasileira é a única boba do futebol mundial????? menos senhores! menos…olhem a contradição. Se tem seleçãozinha desconhecida que já está surpreendendo e pode surpreender mais como vcs falam, então porque o Brasil não pode supreender???????? É claro senhores, que o time precisa melhorar a ponto de não nos deixar sofrer tanto na torcida como nesse jogo contra o Chile, mas dizer que o Brasil não tem time nem para chegar à decisão acho precipitado da parte de qualquer um de vcs. O que está faltando para o Brasil é o felipão parar de teimosia e mexer no time colacando mais opções do banco que ele convocou nom lugar de peças que acho que não renderão mais como se esperava como bem classificou o daniel malcher ( fred, Jô, daniel alves e hulk são um pouco mais do que esforçados e mais nada). Felipão precisa parar com a teimosia do zagalo em 74, que não mexia de jeito nenhum no time, mesmo tendo grandes possuia valores no banco e Telé levou o farelo em 82, por teimosia em não levar o matador Dinamite em plena Forma, e insistir com trombador seginho chelapa, o Hulk da seleção atual. Então se felipão conseguir trocar essas 4 figuras apagadas, e aparecer pelo menos mais um jogador de destaque relâmpago na seleção, tipo como apareceu Dirceu em 1978, na segunda fase, melhorando oo futebol medicre da primeira fase naquele ano, acho que ninguém tira esse título da seleção. Mas contudo, mesmo se persistir essa teimosia do felipão em manter so esses que estão jogando, ainda assim acredito no título, mesmo que venha num dificuldade das maiores ja vistas igual como veio essa classificação, porque repito: se o futebol está tão nivelado como vcs falam, a poderosa seleção brasileira, que joga em casa com todo o apoio, não pode ser a unica boba da cõrte do mundo do futebol. esse é meu modo de pensar.

    Curtir

  34. Exato Jorge…
    Podr até reclamar do clima. Mas este falatório de que os americanos e africanos estão sendo favorecidos é o ápice do preconceito… parece-me óbvio que se dependesse dos europeus só jogariam a copa na europa, choro de quem perdeu…

    Curtir

  35. Puts… estava torcendo para Costa Rica… Até por ser do continente… A Grécia vai botar pressão… Penso que a Costa Rica seria mais perigosa contra Holanda. A Grécia é só cruzamento para área.

    Curtir

  36. Categoria de ambos os times na cobrança de penaltis. A Costa Rica fez os cinco, ao contrário daquela pilha de nervos que eram Brasil e Chile ontem.

    Curtir

  37. Robben não é diferente do Fred, que se atira na área, ajoelha, faz o sinal da cruz e agradece a deus por tê-lo ajudado a enganar a todos. Depois vai à televisão para dizer que sofreu o pênalti. Os dois são da mesma laia e o que o holandês fez não absolve o Fred. Ambos tiveram atitudes condenáveis.

    Curtir

  38. 5 – 3
    Costa Rica classificada.

    Penso ser justo (se é que há justiça no futebol), ja que, a mesma venceu Uruguai, Itália e Inglaterra, fazendo uma excelente primeira fase.

    Não poderia cair para um time que vive a base de bolas alçadas na área.

    Enfim, penso que a Holanda terá um adversário (penso que a Grécia não faria frente a Holanda), ja que a Costa Rica vai joga no contra ataque e vai ser a Holanda que terá que propor jogo, cenário perfeito para franco atirador… Além de que, os zagueiros pesados da Holanda podem ter problemas com o rápido ataque Costa Riquenho.

    Curtir

  39. Caramba, o penal do Fred existiu…

    A FIFA deve ter mudado a regra e não avisou ninguém porque em cem anos de futebol aquilo nunca foi penal. A mídia brasileira toda concordou com o erro do árbitro e até o dono do blog também. Eu imagino um “penal” daquele marcado em cada jogo. Acaba o futebol por falta de credibilidade.

    Curtir

  40. Já disse tudo. Tantas são as falcatruas favorecendo o brasil nas copas que nós amealhamos cinco títulos em cima dos “otários”.

    Curtir

  41. Amigo Edson, vou falar a mesma coisa que comentei sobre Holanda e México. No futebol de hoje não existe mais bobo. Ser franco atirador é sempre uma posição confortável (no jogo de hoje a Costa Rica era favorita pelos confrontos que teve antes), logo, a equipe da América Central somente sairá na boa. Pelo jogo de hoje, Costa Rica pode surpreender. Claro que Holanda é favorita.

    Curtir

  42. Sobre o penal em Roben, eu não marcaria, pois ele ja havia perdido a bola e deixou-se ser pisado…

    Mas, Edson, devo retificar o que escreveste, Roben disse que se jogou em outros lances, mas não no de penal…

    Podemos duvidar dele? Podemos. Mas foi isto que ele disse.

    Curtir

  43. Amigo Celira,
    São perguntas mesmo: as partidas de tênis disputadas na Austrália ou em outro lugar de clima calorento e úmido são disputadas debaixo do sol de uma hora da tarde? Os dois tenistas a que você se referiu disputaram a partida debaixo do sol, de uma hora da tarde até às cinco e meia da tarde?

    Pode até ser choro de perdedor o dos europeus. Mas, no meu caso, que não sou europeu e nem jogo profissionalmente sob uma canícula desta magnitude tenho pra mim que um jogo de futebol nestas condições climáticas adversas no mínimo nivela por baixo o desempenho das equipes que ostentam quilate tecnico díspare.

    Curtir

  44. Antônio Oliveira,
    Não é sempre que ocorre no tênis que ocorre jogos em horários desumanos. Mas eles ocorrem. Normalmente os jogos são as 16 horas ou as 15 horas (ainda bastante quente, concorda?). Vale destacar que o tenista se reidrata entre os games (no futebol também se costuma a beber hidroliticos, mas em menor escala)… Enfim, para esta questão de horário trago uma reportagem com Nole…

    “Para surpresa geral, a organização do US Open programou a partida semifinal de Novak Djokovic neste sábado para a abertura da programação, sob o forte sol do meio-dia, e o número 1 do mundo mostrou seu total descontentamento. Ele e Stanislas Wawrinka haviam feito a partida noturna da quinta-feira, enquanto Rafael Nadal e Richard Gasquet haviam jogado na quarta. – Não foi muito justo colocarem minha semifinal primeiro, ás 12h30. Fui para a cama às 3 da manhã dois dias atrás, enquanto os outros dois semfinalistas tiveram um dia a mais de descanso”, reclamou o campeão de 2011, que acabou ficando mais de quatro horas em quadra em duros cinco sets”.

    Observação: Nole chegou a final…

    Curtir

  45. Em síntese, o quero dizer é que, por mais desumano que possa ser o horário, não vejo este como fator que faça a partida se nivelar, consequentemente fazendo com que México e Holanda seja um jogo equilibrado. O equilíbrio ocorre por que não há mais bobo no futebol, além das equipes de ponta serem amplamente estudadas. Não vejo vantagem para ninguém. Vejo desvantagem para todos.

    Curtir

  46. Celira, dentre varios, um aspecto muitíssimo importante que retiro da transcrição que fizeste é o de que o horário do jogo não foi marcado impunemente, eis que o então número um do mundo reclamou do horário do jogo, falando expressamente em injustiça, máxime porque o adversário tivera um dia a mais de repouso. Outro é que, no tênis, naquela oportunidade, a reclamação veio até mesmo antes do jogo decisivo.
    A propósito, estimulado pela sua transcrição li alguma coisa sobre a decisão do us open de 2013, e do que li, fiquei com a impressão de que tinha um fundo de razão bem consistente a reclamação do djokovic. Numa palavra, na final de 2013, o Nadal teve a performance vencedora favorecida pelo horário do jogo, máxime porque o oponente vinha de um jogo mais desgastante com um tempo menor para descanso.
    Enfim, creio que a FIFA faria muito bem para a desportividade e para não nivelar por baixo a categoria natural e a performance das seleções se não marcasse jogos da copa para o horário de uma hora da tarde. Aliás, diferentemente do horário das 15 horas onde o temperatura escaldante sol tende a arrefecer mais rapidamente, no horário de uma hora da tarde o inferno solar só abrasa mais até às 15.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s