O passado é uma parada…

20131021_080317

A primeira entrevista a gente nunca esquece. Em foto de Carlos Rauda, o registro do papo que o cabeludo foca baionense travava com a cantora Elis Regina, no hotel Equatorial, idos de 1979. Estava começando na redação de O Liberal e, na falta de alguém mais cascudo pra entrevistar a Pimentinha, a editora Ana Diniz me escalou para a tarefa. Acho que me saí bem, pois sigo enganando até hoje hehe… (Do arquivo implacável do amigo Ronald Junqueiro)

17 comentários em “O passado é uma parada…

  1. Obrigado, amigo Cláudio. É uma profissão difícil, competitiva ao extremo e que gera alguns prejuízos pessoais sérios – mas se fosse preciso recomeçaria tudo outra vez.

    Curtir

  2. Amigos Icca, Geovanny e Maurício, a Cerpinha que aparece ali discretamente estava sendo degustada pelo César Camargo Mariano, marido de Elis, que só acompanhava a entrevista junto com outros músicos. A Pimentinha tomava água mineral mesmo.

    Curtir

  3. Parabéns Gerson. Você tem se mostrado um grande profissional. Uma das coisas que mais gosto na sua coluna é quando das abertura para textos de torcedores (ja tive alguns publicados inclusive).

    Uma pergunta. Lembra quais foram os questionamentos elaborados para entrevista?

    Curtir

  4. Confesso que não lembro de tudo que tratamos na entrevista, amigo Lyra, mas houve uma análise dela sobre a MPB daquele período e a experiência com músicos de primeira linha, incluindo o paraense Kzan Gama. Estou agora tentando recuperar o texto da matéria publicada em O Liberal.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s