Mano Menezes abandona o barco rubro-negro

Mano Menezes não é mais técnico do Flamengo. Após o time sofrer a virada no Maracanã para o Atlético-PR, o treinador chegou quase uma hora de atraso à sala de imprensa do estádio e comunicou sua decisão. Com uma expressão muito fechada e sem abrir espaço para perguntas, o técnico fez o comunicado. “Tivemos uma reunião e comuniquei oficialmente que não sou mais técnico do Flamengo. Senti no resumo do jogo de hoje que não consegui passar para esse grupo aquilo que penso sobre futebol. Quando um técnico não consegue fazer isso e sente seu time está estagnado e as coisas se repetem, precisamos sempre falar as mesmas coisas, cobrar as mesmas coisas é porque ele precisa sair. Com essa visão, com essa ideia clara de como as coisas estavam andando, ou deixando de andar como eu pensava que deveriam andar, tomei essa decisão difícil e inédita na minha carreira, mas que considero melhor para o Flamengo trilhar um caminho que não seja esse de ficar mais na parte de baixo da tabela”, disse Mano Menezes. (Da ESPN) 

3 comentários em “Mano Menezes abandona o barco rubro-negro

  1. Vale lembrar, que aquela velha falsidade de jogadores, tentando fazer o técnico ficar… Agora vão dar tudo deles, e tudo mais, não prevaleceu com o Mano, que mostrou muita personalidade ao entregar o lugar.. Técnicos locais, deveriam aprender com ele.

    Imaginem isso acontecendo com o Charles Guerreiro, por exemplo.. Já até imagino o discurso dele: ” Queria falar pra vocês, que entreguei o lugar, mas os jogadores pediram pra eu ficar, então vou continuar, por e$$e apelo dos atletas”.

    Te contar…

    Curtir

  2. Mas o Mano também levou muito a sério esse apelido e foi ‘mano’ demais com seus queridinhos. Deu no que deu, naqueles 4×0. Fora o Elias, os outros estão no mesmo nível dos demais jogadores do plantel, sendo que o André ‘Carro do Lixo'(quando se pensa que vai, dá mais uma paradinha), por sinal ausente, ontem, embora titular absoluto em várias posições em jogos anteriores, mesmo sem nunca ter mostrado nada excepcional, é bem o retrato do que Mano Menezes tentou fazer do Flamengo: o Corinthians B.
    Paradoxalmente, meu caro Cláudio, com a saída de Mano, essa segunda consoante do nosso alfabeto passou a nos atormentar ainda mais na medida em que não há treinador disponível no planeta, nem sir Alex Fergusson, capaz de fazer a maior parte do plantel rubro-negro entender que futebol hoje em dia é disputado intensamente e muito mais quando o jogador está sem a bola. Dizer que não há craques é um acacianismo. E qual é o craque do Atlético? Certamente sua disposição e obediência táticas, sua entrega, ou será que o Everton, quando estava do outro lado, jogaria da forma que está jogando? Enfim, com essa mentalidade anacrônica mantida inalterada não há treinador que dê jeito no nosso Flamengo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s