Errar é desumano

Por Mauro Beting

Não gosto quando o meu amigo e colega xinga um clube, zoa um Estado e parece ser o que não é – homofóbico. Até por ser uma brincadeira. Ainda que de gosto muito discutível. Para falar o mínimo.

Não gosto quando um jornalista respeitabilíssimo bloqueia todo mundo no Twitter como se pertencesse às Organizações Bloch. Justo ele um defensor intransigente da liberdade e da maioria das boas lutas e causas.

Não gosto quando ele excede o coração rubro-verde do mesmo modo como o time dele muitas vezes é eliminado pela arbitragem danosa. Como foi no pênalti que eu não marcaria em Kleber. O mesmo atacante que estava em condição legal em um lance de gol mal anulado pouco antes. Quando a arbitragem, se estivesse a fim de ajudar o Grêmio, ou prejudicar a Lusa, teria deixado passar.

Não gosto quando o brilhante texto exagera nas letras contra detratores e delegados, contra os defensores das mais indefensáveis causas, e mesmo a favor dos que honram as calças rasgadas e os pés descalços.

Como ele exagerou e muito ao dizer tudo que escreveu. É o jeito dele brincar. Mas é excesso a se evitar. Ele é personagem. Principalmente no Twitter. Ele é tanto fera quanto farra. Ele tanto fere quanto se fere. Ele é o que é.

O único cara e amigo e colega que me faz pensar antes de cutucá-lo. Tanto que não mexo mais nos Ladas dele. Tanto que respeito quando ele não está pras brincadeiras dele. Muitas delas mais sérias do que muita gente que se diz séria. Ou finge ser.

Ele não finge. Ele não foge. Ele é o cara que dá o ombro quando um amigo se separa dos filhos. É o cara que não dorme quando um colega é injustiçado. É o jornalista que merece ser repreendido pelo que escreveu. Não há como separar a pessoa física da jurídica. Torcedor do jornalista.

Desde que, também, toda nota oficial de um clube, por mais correta que seja, não interfira na condução de uma empresa de comunicação.

Que todos saibamos separar os mundos. Que ele pague como torcedor. Não como jornalista.

O que a gente pensa a gente escreve no Twitter. O que a gente tem de pensar o jornalista fala pelo blog, jornal, rádio e TV.

É mais ou menos isso. É na rede social que estamos sendo fisgados no que realmente nosso fígado pensa.

Adoro discordar do Flavinho. O cara mais certo que conheço quando erra e exagera.

Mas ainda uma cabeça privilegiada e muito necessária. Até quando exagera na brincadeira. Até quando erra falando sério.

O que ele postou no Twitter não se coloca. Mesmo de brincadeira. Mas ele é dos poucos que têm coragem de se colocar contra o óbvio. De chacoalhar o coqueiro. De chocar não apenas pelo choque. Muito menos pelo cheque.

Ele choca por querer causar energia. Luz. Fogo. Fricção.

Fará falta até quando falta a educação e o respeito pelo contraditório.

Precisamos de mais Flávio Gomes. O silêncio dele causa muito barulho em nossa consciência

3 comentários em “Errar é desumano

  1. A partir de agora quando o passaralho pousar em uma redação de jornal ou revista, a Republica das bombacha terá que ser consultada. Eles irão indicar os cabeças da lista.
    A ESPN perdeu, meio mundo perdeu.. O MEIANOV ganhou. o Flavio idem..afinal o baixinho invocado saiu com 17 números de telefones de gauchas no bolso.

    Curtir

  2. Igual o sr Gerson Nogueira que me de block (kbrenno10) só por que eu compatilhei um texto do Gluck Paul, que dizia que o Vandick não era o único culpado. Era o que eu vinha falando no twitter e um beócio estava me xingando, mas enfim to ak no blog.

    Curtir

  3. “O que a gente pensa a gente escreve no Twitter. O que a gente tem de pensar o jornalista fala pelo blog, jornal, rádio e TV.”

    Discordo. Tá tudo ligado e quem não percebeu, se estrepou. O baixinho invocado sempre vai ter emprego, que escrever bem ele escreve. Mas nessa ele pisou e perdeu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s