Fim de semana à moda de Baião

100_6259

Tirei o sábado e o domingo para visitar Baião, onde não voltava há algum tempo. Mais que isso: fui rever meus pais, irmãos e amigos. No mesmo embalo, levei os filhotes para ver os primos e falar com os avós. Uma autêntica reunião em família, com direito a lembranças e relembranças, histórias novas e antigas, sorrisos e muitos abraços. Depois de anos de espera, Pedro e João puderam sentar para ouvir o avô José contar causos saborosos. Conheceram primos, tomaram a bênção da avó Benedita e das tias Sônia, Marta e Adma. Laços que determinam a permanência. Provaram da culinária típica e aprenderam o que vem a ser esse tal cardápio à moda de Baião.

100_6232

Estiveram em lugares de Baião que só conheciam através dos relatos do pai. Tomaram banho às margens plácidas do Tocantins. É certo que ainda ficou faltando muita coisa, pois o tempo foi curto e a viagem corrida. Nas próximas idas e vindas, iremos à Praia Alta, ilhota que nosso saudoso pai Juca nos deixou. No fim das contas, além do contato com a terra natal, importa é que, mesmo em poucas horas, foi possível fortalecer ainda mais os elos afetivos sem os quais a vida não faz sentido.

T3

18 comentários em “Fim de semana à moda de Baião

  1. ê Baião bão!!!

    é sumano Gerson, nada e nenhum lugar consegue ser melhor que a terrinha natal, e nada como o carinho da família e um banho no tocantins pra trazer novas e boas vibrações

  2. é isso ai pessoal, familia + familia = PAZ, é o que está faltando hoje na humanidade. Gersão será que está água está gelada ?
    abraços!!!!!!!!

  3. ha de se destracar, Gerson , esse igarapé de aguas escuras, que são maravilhas da natureza de nossa Amazonia em que muitos insistem em destruir em nome do ‘progresso”. Feliz aqueles que aindam podem apreciar, porque no futuro essas maravilhas so veremos através de arquivos.

  4. Falando em Baião parece que mais uma vez o senhor esqueceu da promessa que me fez (enviar fotos da sua querida Baião)

  5. Pois é, Édson. Uma viagam muito bacana que fiz este ano e ano passado, foi ir passar o Carnaval em Óbidos (mais antiga que Santarém). É de lancha do tipo de catamarã, muito boa, bem rápida,
    pelo rio Amazonas, sendo 2h e meia de viagem. Tem uma certo trecho em que a potência do motor é reduzida, para poder fazer a travessia, numa parte em que tem uma correnteza forte. Tem que reduzir a velocidade, para poder fazer com segurança essa passagem para a parte mais revolta do rio. E nesse dia tava ventando muito, foi bacana, que a lancha pulava um pouco.rs

    1. Obrigado, amigo Charles. Foi de fato um fim de semana de resgate de memórias e lembranças tão importantes na minha vida.

Deixe uma resposta