Papão tem 2º melhor ataque do Brasil

PSCXSao Francisco Parazao 2013-Mario Quadros (29)

Com 40 gols marcados em 15 jogos, o Paissandu tem hoje o segundo melhor ataque do Brasil. Para o técnico Lecheva, o desempenho do time é fruto de muito trabalho. “Quando eu assumi o time na Série C, ano passado, o Paissandu conquistava vitórias por placar mínimo e comigo conseguimos engatar duas goleadas seguidas. Temos trabalhado a vocação ofensiva desde então”, explica o treinador, que é o primeiro em 11 anos a concluir uma temporada e começar a seguinte no comando. Na comparação entre a Série C e o Parazão, Lecheva nota uma evolução na variação de jogadas e ressalta o papel de Pikachu. “Disseram que o Yago (Pikachu) estava em má fase, mas eu dizia que não era o caso. O time deste ano depende menos dele, tem mais jogadores de criação e movimentação, então o futebol dele aparece menos. A variação de jogadas é uma das coisas que mais temos procurado reforçar nos treinamentos”, avalia o técnico. (Com informações do Bola/foto: MÁRIO QUADROS) 

31 comentários em “Papão tem 2º melhor ataque do Brasil

  1. Essa marca se dá mais em função da fragilidade das equipes do que propriamente pela eficiência do ataque bicolor, que se assim o tivesse sido seria o melhoir ataque do Brasil, dada a quantidade de gols perdidos.
    Não me empolgo e sei da necessidade do meu clube ir buscar pelo menos mais uns oito reforços para a campanha da Série B, mas o caminho é esse e está sendo muito bem traçado.

  2. Não quero ninguém morrendo de inveja.
    Todo o povo do Círio sabe que o Papão é o representante mais importante do Pará.
    Aliás, as empresas de aviação, hotelaria, turismos e assemelhados, todos deveriam agradecer ao Paysandu, pois irão faturar muita grana, graças ao PAPÃO.

  3. Amigos Acácio e Carlos Barreto,em nível de Parazão,o Paysandu está sobrando tecnicamente nesta altura dos acontecimentos,e,ao que tudo indica,até por possuir o melhor time/elenco do campeonato,credencia-se como favoritíssimo ao título.

    Agora,se formos abranger série B e Copa do Brasil no assunto,é notório que o bicolor necessita de reforços,porque ,principalmente a Série B,nos dias de hoje,é competitiva ao extremo.

  4. O paysandu precisa de uns 2 zagueiros.um lateral esquerdo.um direito.uns 3 meias e 2 atacantes.so nao precisa de volantes.os laterais podem ser contratados de algum time do interior

  5. Isso é bom, mas nada de ilusões. Concordo com o quê disse o Acácio. As defesas são fracas. E não concordo com o Lecheva, quando ele disse que o Picachú não estava em má fase e que apenas deixou de aparecer mais porque a equipe não depende mais dele, como no ano passado. Conversa para boi dormir ! Picachú andou sumido, sim. Ou preferem crer que o Pika andou sem apoiar o ataque porque havia outras jogadas ?! Tá bom ! Vou te contar. Lecheva tem que levar o PSC à série-A, para que se consolide como bom técnico.

  6. Concordo com o amigo Acácio que se o nosso ataque fosse realmente ainda mais efetivo estaríamos hoje como o mais positivo inclusive do mundo, sem apelos!.
    É notório ainda a enxurrada de gols perdidos, uns por displicência, outros por excesso de preciosismo e alguns por falta de qualidade técnica do finalizador.

  7. Vejo muita gente exaltando o Paysandu com um grande time.Não podemos medir um time pelo desempenho no campeonato paraense,principalmente este ano em que os times pequenos são facilmente derrotados.Analisando o Paysandu:o goleiro é inseguro,o zagueiro Bispo é passarão e não sai do chão,o lateral R.Alvin é um jogador cansado só joga com a bola no pé,marca mal.o Capanema é um jogador limitado,só desarma com falta,o Wanderson só aguenta um tempo,o Yarlei joga só com o nome,rende pouco ao time,o Djalma corre muito e produz pouco.O torcedor mais fanático não ve defeitos,porque o time está ganhando,não observa que os adversários estão facilitando as coisas com a fraca formação de seus elencos.

  8. Carlos muitos amigos do blog têm apontado todas essas fragilidades do time bicolor e sei que o Lecheva está arrumando da melhor maneira possível o que ele tem em mãos no momento.
    Para o brasileiro, creio eu e muitos bicolores, que as contratações serão para estes setores deficientes e montagem de um plantel para a disputa muito acirrada que virá neste ano!
    Como eu mesmo já postei outras vezes digo que temos um time para o parazão não para o brasileirão!

  9. Exemplo de como a estatística pode ser usada para enganar. Não sei como escapou ao blog o aproveitamento do Paysandu: espetaculares 80 % dos pontos disputados. Maior que o Barcelona, nos melhores tempos. Por que não estampar também as manchetes com esta? Talvez porque já seria forçar demais a barra…

    Mas, assim como a comparação com o Barcelona é ridícula, também não podemos levar a sério uma estatística que usa como parâmetro o amador Parazão para avaliar os melhores ataques brasileiros. Infelizmente, o noticiário vem cada vez mais sendo tomado por factóides e “estatísticas” que só visam a confundir o leitor. Na falta de números palpáveis, cria-se marketing em cima de fantasias.

  10. Ouvi o Rui Guimarães falar hoje no programa das 13:00hs que o público deveria ser informado sobre as maracutaias que assolaram o Paysandu. Nisso acho que ele tem razão mas, por que ele mesmo não começa a dar essas informações já que, pelo que ele fala, sabe de coisas.

  11. As vezes fico assustado com algumas coisas que ouço, nas emissoras de rádio, daqui…

    1- A pessoa dizer que o Remo dormiu no ponto, pois deveria jogar hoje, para ganhar 1 dia, do próximo jogo, é no mínimo não reconhecer, que após a derrota em um Re x Pa, o Remo precisaria de mais um dia, justamente, após esse clássico e não para o 2º jogo;

    2- Pelo jeito, amigos, Giba, Davino, Giva, e, diz-que agora, o Flávio Araújo, que fazem bons trabalhos em outros estados, não servem para o futebol do Pará… É incrível, como não se pensa em ajudar, Remo e Paysandu, por se pensar primeiro, num jogador local, num técnico local, num dirigente local,…. Olha… Tá difícil, mesmo…

    Salvem Remo e Paysandu…

    Eu hein..

  12. Claudio eu como vc nunca fui a favor da permanencia do Lecheva, mas o time tá ganhando atualmente, o time tá sendo bem sucedido, foi campeão e já caminha pra conquistar o titulo direto.

    Tem surrado o seu rival, o que é um aftor positivo.

    Pegou o papão sem esperança de acesso, aí os resultados vieram e o papão hoje está na série B.

    Portanto amigo Claudio, a quem respeito e muito suas opniões, acho que se acabasse o campeonato hoje com tudo isso acontecendo e o vandick tirasse o lecheva e trouxesse o Guardiola.

    seria caso se botar o grande vandick numa camisa de força.

    Futebol é resultado, não tem jeito.

    E o Paysandu sob o comando de lecheva tá vivendo isso de bons resultados.

  13. Nem me referi ao Lecheva, especificamente, amigo Édson… mas a essa rejeição a técnicos de fora, pela mídia Paraense, coisa que não existe em lugar algum, do Brasil…. A mídia local tem receio em lidar com bons técnicos, enxergando no trabalho deles, coisas que não existem, e pior, a maioria do torcedor, acredita… Aí, amigo… Te contar…

    Eu, fico revoltado com isso..

    Aliás, depois do Re x Pa você ouviu alguém falar que o Remo joga errado e que tem que jogar no 4-4-2? É assim que funciona, amigo, o objetivo, ao que parece, é atrapalhar o técnico, mas não percebem que atrapalham, mais ainda, o clube…

    É a minha opinião.

    1. Concordo, Edson.

      O Lecheva vem de um acesso. Seria certo colocar outro treinador no lugar dele para o paraense?

      O Lecheva ganha o turno e dá duas peias no renomado FA sendo que na segunda humilhou o rival que no dia seguinte foi agradecer em tudo que era igreja por não ter pego de mais. Vai sacar o cara e chamar outro treinador?

      Se fizer essa loucura, a primeuira coisa que o “profexô” vai fazer é encostar todos o da terra e mandar buscar seus preferidos, como fez o FA.

      O Lecheva vem sendo vigiado por gente de dentro e de fora do clube que espera por um revés para pedir sua cabeça, mas o pior é que ele sabe disso e parece gostar da adrenalina.

  14. A questão é que o Lecheva não é dos melhores do país mas está dando resultado, como disse o Acácio o Giva e o Divino pegaram o mesmo time e não seguraram a onça, apesar da boa contribuição do Giva indicando Gaibu e Maranhão.

    A questão Cláudio é que existem ótimos técnicos fora mas estamos sempre voltando para o mesmo lugar. Antigamente era uma paixão desenfreada pelo Carabina e acreditem até o Edson Gaucho foi endeusado aqui, tudo bem teve até suas vitórias(o Carabina) a frente do leão mas nas outras passagens não disse a que veio, acho que o Lecheva merece o crédito simplesmente pelos resultados.

    Agora se um dia forem trocar o Lecheva pelo amor divino não me venham com essa turma que já deu o que tinha de dar, pois existem outras opções.

    Agora se for comparar o Lecheva com os que passaram por aqui nos ultimos 3 anos deixa ele ai pois está rendendo e não é caro. Só pra saber a comissão técnica do Remo é mais que o dobro do PSC e está dando certo?

    RRamos

  15. Só um detalhe que vocês esqueram.Hoje o alvo é Remo.Agora se o Paysandu perder o campeonato,as críticas passam para o lado da curuzu,ai coitado do Lecheva.A imprensa paraense critica demais os clubes.Escuto esporte de outros estados e não vejo isso.

Deixe uma resposta