Em clássico morno, Remo derrota a Tuna

REMOXTUNA 2a fase Parazao2013-Mario Quadros (25)

Com um gol de Tiago Galhardo aos 33 minutos do primeiro tempo, o Remo derrotou a Tuna por 1 a 0, na tarde deste domingo, no estádio Evandro Almeida, pela segunda rodada do Campeonato Paraense. Com o esquema 3-5-2 de sempre, o time azulino foi superior durante a maior do jogo, aproveitando-se da fragilidade ofensiva da Tuna. Apesar disso, ainda no primeiro tempo, a torcida se manifestou reclamando da pouca criatividade da equipe. Galhardo caía pelo meio, mas não encontrava alternativas para a troca de passes, fazendo com que a dupla de ataque Leandro Cearense-Val Barreto não fosse acionada em condições de arremate. Ainda assim, pertenceram ao Remo as melhores chances de gol durante a primeira etapa. Na Tuna, apenas Fabrício se sobressaía, tentando organizar o jogo na meia-cancha.

REMOXTUNA 2a fase Parazao2013-Mario Quadros (21)

No segundo tempo, Flávio Araújo botou o estreante Clébson em campo, substituindo a Gerônimo. Com isso, Jonathan foi deslocado para ocupar a ala direita, enquanto Alex Ruan continuava na ala esquerda. E foi justamente o jovem ala que levantou a torcida com um chute forte cruzado que bateu no travessão de Dida, na primeira chance remista na etapa final. Val Barreto, que se deslocava e criava dificuldades para a zaga cruzmaltina, não conseguiu marcar. Clébson entrou para fazer a aproximação com Galhardo, ficando um pouco mais recuado enquanto o camisa 10 avançava para ajudar o ataque.

Aos 24 minutos, a partida ficou ainda mais favorável ao Remo, depois que Fabrício foi expulso após dar uma cotovelada em Galhardo. Logo a seguir, Cearense e o próprio Galhardo tiveram oportunidades, mas erraram as finalizações. Aos 30 minutos, um susto na torcida azulina: a zaga comete pênalti e Mossoró bate, mas Fabiano faz a defesa.

REMOXTUNA 2a fase Parazao2013-Mario Quadros (2)

O último lance de perigo teve Branco como protagonista, aos 43 minutos. Avançou pelo lado da área e bateu forte. A bola resvalou na zaga obrigando o goleiro Dida a uma grande intervenção. No fim das contas, resultado justo pelo esforço do Remo em busca da vitória e a melhor arrumação em campo, mas o jogo foi tecnicamente fraco, sem grandes emoções.

Arbitragem de Dewson Freitas, que acertou no penal em favor da Tuna, mas não assinalou a falta máxima cometida em Fábio Paulista. A renda foi de R$ 93.572,00, com 5.391 pagantes. Com os credenciados (1.105), o público total no Baenão chegou a 6.496. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola) 

REMOXTUNA 2a fase Parazao2013-Mario Quadros (3)

42 comentários em “Em clássico morno, Remo derrota a Tuna

  1. 983 pagantes contra o santa cruz e 5.391 hoje contra a tuna,divido por 2 dá a média de 3.187 pagantes por jogo.aquela cravada do papão na decisão acabou com a ilusão de muito remista.te dizer sofrenômeno azul…

  2. EI Jairo, e o público de ontem lá no Chiqueiro num vais falar não? Mesmo no baque do titulo, ainda colocamos mais que vocês. Deixa de hipocrisia, rapaz! Vocês ano passado tinha cada público bisonho no Paraense que vou te contar… Eu até tenho em meus arquivos isso, eu te mostro rapidinho, torcedor-de-sofá.

  3. Caro Rodolpho a torcida bicolor pouco se interessa pelo parazão,já estamos nos preparando para encher os estádios no brasileirão,é uma pena que vcs não possam dizer o mesmo.

  4. Acabou 1X0 pro cuiagrana.

    Gerson, Claudio e amigos.

    O que me chamou a atenção na entrada do Clebson é que o Remo com um a mais ficou mais vunerável.

    Ou seja o FA que joga com seu time pra se defender vai ter sincronizar, pois se não vai levar o farelo.

    Paysandu
    Remo
    Tuna
    Paragominas
    Cuiagrana
    Cametá
    Aguia
    São Francisco

  5. Pq será que os bicolas se preocupam tanto com o Fenômeno Azul??? só pra lembrar o Leão já meteu 45 mil no mangueirão contra o Nacional de Manaus, ganhou até da seleção ok, Quero ver se aparece um listrado mostrando um publico desse contra um time pequeno, não vale contra o Flamengo e nem contra o Corinthians ok, tá feito o desafio!

  6. Ei Paulo Arthur me responda como é estar desde 2008 sem comemorar um titulo e como é viver SEM DIVISÃO?pergunta cruel esta não foi…

  7. pequeno

    Então me responde qual é a sensação de ficar 5 anos apanhando do Leão kkkkkkkkkkkkkkkkk será que o sofredor tem coragem de responder??? kkkkkkk

  8. Maiores públicos do Mangueião

    1.Remo 1 a 0 Paysandu, 65.000, 11/07/1999
    2.Paysandu 1 a 1 Remo, 64.010 – (59.613 pagantes), 29/4/1979
    3.Paysandu 2 a 0 Fluminense, 60.000, 20/9/1998
    4.Paysandu 2 a 4 Boca Juniors, 59.930, 15/05/2003
    5.Remo 1 a 2 Paraná Clube, 55.000, 05/11/2000
    6.Paysandu 1 a 2 Cruzeiro, 53.615, 31/7/2002
    7.Remo 1 a 0 Paysandu, 52.973,8/4/1979
    8.Remo 2 a 1 Paysandu, 51.304, 26/08/1979
    9.Remo 2 a 0 Operário/MS, 50.000, 20/02/1978
    10.Remo 2 a 2 Paysandu, 49.695, 04/04/2004
    11.Remo 1 a 3 Paysandu, 48.141, 13/09/1992
    12.Remo 0 a 1 Nacional/AM, 45.841, 16/10/2005
    13.Paysandu 2 a 0 Flamengo, 45.164, 06/09/1995
    14.Remo 1 a 3 Botafogo/RJ, 44.496, 20/02/1980
    15.Remo 2 a 2 Ipatinga/MG, 44.097, 13/11/2005

    Fonte: A Enciclopédia do Futebol Paraense, por Ferreira da Costa, IV Edição, atualizado até 15 de janeiro de 2007.

    Os Numeros comprovam que o papão tem os maiores publicos.

    1. Comprovam também o predomínio absoluto do clássico Re-Pa com os maiores públicos. Força do futebol e da torcida paraense, amigo Jairo.

  9. Ainda não vi aí um time pequeno, tô esperando, enquanto isso vou ali assistir Jorge e Mateus, depois eu volto ok, mas quero a resposta, se não vai ficar feio pra ti!

  10. Brincadeiras a parte, a vitória do remo foi justa, mas a tuna foi guerreira!Ontem Eu torci muito o Eduardo Ramos forçar o cartão amarelo , pra ir zerado contra o remo . ! BORA PAPÃO

  11. Jairo, pra quê repetir os argumentos de todo bicolor? Ano passado na Série C, o maior público de vocês foi contra o Salgueiro, isso em 9 partidas disputadas em casa na Série C e você vem querer dizer que a torcida do PSC não dá importância pro Parazão? E a Doca Domingo era o que, irmão? O PSC NUNCA LOTOU JOGO NEM UM contra time pequeno, só lota contra times grandes, e nem metade da torcida que vai pra esses jogos como Boca, Fluminense, Cruzeiro é TOTALMENTE bicolor, a maioria esmagadora é de simpatizantes pela equipes de fora e secadores. Os maiores públicos do Remo estão ai, contra Operário/MS, Paraná/PR e Nacional/AM, você por um acaso já viu essas equipes conseguirem grandes “feitos” no futebol nacional (fora o Paraná)? Achas mesmo que vai 20, 10 mil secadores pra ver o Operário/MS jogar?

    Eu faço matérias periodicamente e fiz uma recentemente mostrando os maiores públicos de 2012 no Pará, se quiser, eu posto aqui, sem problema algum, argumento e PROVAS é o que não me falta, amigo.

    Reforça esses teus argumentos ai parceiro, abraços!

  12. Esse Jairo não vai no jogo do time dele, mas adora secar o Leão. falas de torcida mas fica fácil dizer que colocou 60.000 conta o boca jr. quero ver contra time pequeno. E outra dizer que estão esperando o brasileiro não cola não viu, pois vcs estão esperando a sete anos? Que torcidinha mais medíocre, e ainda querem pagar de fiel? É como eu sempre digo: Torcida Modinha

  13. MEU CARO PAPINHANDU JAIRO, QUEM LHE DEU ESSA BISONHA INFORMAÇÃO, QUE O REMO 1 X 0 PAISANDU DE 11/04/1999, TEVE UM PÚBLICO DE 65.000 TORCEDOES. ALIAS GOL DO AILTON PREDESTINADO PARA O REMO, GOL QUE DEU O TITULO DO PARAENSE DAQUELE ANO PARA O MAIS QUERIDO.

  14. Gerson, tá dificil a arbitragem paraense marcar penalty a favor do Remo, agora contra já foram 02 só nesse segundo turno. Desse jeito o fenômeno vai pedir arbitragem de fora em todos os jogos restantes do paraense.

  15. Não gosto muito de tirar sarro. Mas não poderia deixar de dizer:

    Ok. O Remo (como eles querem) tem os maiores públicos e também o maior número de fracassos no futebol paraense. Campeões em público e fracassos!

    O Paysandu, diferentemente, tem os maiores títulos e glórias, por isso é de longe o maior clube do Norte do Brasil! Campeão em títulos!

  16. Meu caro freguês listrado Jairo papinha, Existem alguns equivocos em alguns dos maiores públicos postados por você nesse espaço. Vou citar em primeiro lugar um clássico regional, nunca na vida, o jogo envolvendo Remo X Paysandu de 1999, teve 65.000 mil torcedores no mangueirão. Saiba que essa foi a última de 3 partidas realizadas entre os dois clubes, para se saber quem seria o campeão de 1999. Para teres uma ídeia, se juntarmos o público dos 3 jogos, não atingimos 65.000 torcedores. No primeiro jogo 04/07/1999, o Remo venceu por 2 x 1, e o público foi de 11.519 torcedores, no segundo jogo em 07/07/1999, o Paysandu venceu também por 2 x 1, e o público foi de 16.519 torcedores, já o terceiro e último jogo no dia 11/07/1999, quando o Remo venceu por 1 x 0, e sagrou-se campeão paraense, o público foi de 18.138. E isso, se você for pesquisar no CENTUR,onde são arquivados os jornais antigos, verá que eu tenho razão, creio até que esses jornais já estejam até microfilmados. Portanto não coloque dados não verdadeiros na sua informação., existem ainda outros públicos na sua informação que são estimados, e outros incorretos. Saiba que desses jogos, eu somente não estava presente em Paysandu x Boca, Paysandu x Fluminense, Paysandu x Cruzeiro, Paysandu x Flamengo. Agora convenhamos, colocar públicos de mais de 40 mil pessoas, contra adversários inexpressivos como Nacional, Ipatinga, não é para qualquer um. E até mesmo contra o Águia de Maraba, pois se você não sabe, colocamos ano passado, na decisão do segundo turno, contra o time marabaense mais de 40 mil torcedores, um público inclusive maior do que o público do papinha contra o Coritiba, quando uma verdadeira operação de guerra foi montada pela imprensa, e pelos jogadores do papinha com a intenção de responder uma pseuda ofensa de um jornalista paranaense ao clube paraense.

  17. Amigo Jairo,o Paysandu,de fato, detém os maiores públicos da história do Mangueirão. Os números que evidenciaste comprovam o inegável .O Resto, é choro e fanatismo cego.

  18. Eu topo essa senhor Carlos Lira, vamos apontar aqui os maiores fracassos do futebol paraense, eu com certeza tiro essa carapuça bicolor, e mostro aqui que no meio dessas glorias do time que tem história e memória somente de 1991,e uma fase que vai de 2001 até 2005 segundo eles, pois apesar de disputarem o brasileiro da primeira nos anos de 2002,2003,2004,2005, eles conseguiram apenas uma boa posição ou campanha em 2004, pois o resto brihgou para não cair e caiu em 2005, já o resto foi esquecido pelo tempo, apagado da história e da memória dos bicolores. Quase eu esquecia no meio dessas glorias tem um 7 x 0 sobre o Remo, e uma vitória sobre o Penharol . Pronto essa é a história do papinha, não valem torneio,campeonatos paraenses, pois eles não fazem questão, tanto que para eles esse campeonato paraense, é um treino de luxo para a segunda divisão, imagina se eles estivessem na primeira. Se na segunda, competição que os clubes paraenses estão acostumados a disputar, é essa marra toda, imagina na pimeira. Se bem que na primeira o papinha é um colecionador de fracassos.

  19. É bom não esquecer, que o papinha, foi elelto pela Rede Globo, ou melho no Programa Globo Esporte Edição Nacional, como o COITADO CAMPEÃO. Ou seja o clube brasileiro que mais goleadas levou ao longo de todas as edições dos campeonatos brasileiros 38 goleadas ao todo. Isso quem disse foi o Tadeu schmidt. Não peguem corda comigo peguem corda com a Globo e com o Tadeu kkkkkkkk.

  20. Essa do senhor Rocildo foi de lascar.rsrsrsrs

    Dizer que o Paysandu somente possui história de 1991 pra cá é,no mínimo,desconhecer a história do futebol paraense,para quem se diz um tremendo entendedor.

    Até 1991 , o maior detentor de títulos paraenses era o Paysandu Sport Club,com 35 títulos, já ,o Remo,detinha 32 títulos,caro historiador.rsrsrsrsrsr

    É verdade que não havíamos conquistado título nacional algum,bem como o Clube do Remo,até então,mas detínhamos a hegemonia estadual e/ou regional,que perdura até os dias de hoje.

    Rocildo,imagina s o Clube do Remo estivesse acima no cenário nacional,o que estarias dizendo por aqui.kkkkk

    Torça para seu time,enfim,retornar ao caminho das glórias,e pare de contar lorotas sobre o Paysandu,meu amigo.

  21. É jairo oportuna sua relação com os maiores públicos de REMO e Playsandu, observe que o ultimo grande público de vcs foi contra o Grande Boca naquele 4 x 2 que não rendeu filme pra eles e já se vão ai quase 10 anos, tá provado que a torcida modinha é incrivel, sem a hipocrisia de dizer que paraense não interessa que não cola mais. A tá que dizer que vão esperar a série B começar pra lotar o estádio é?, concluo então que vcs não vão só pra ver o Playsandu, vão também pra ver os times de fora, certo jairo. torcedor de canal fechado kkkkkk

  22. Meu caro essa memória é dita por vocês bicolores, não por mim, são vocês que quando falam e história citam apenas fatos acontecidos nesse periodo citado por mim, são vocês que dizem que o paraense não tem importância, que é um treino de luxo, porém quando vencem um turno correm a fazer festa. eu somente coloquei aquilo que é dito por vocês meu caro Charles Resende.

  23. O público pagante de Remo 1, Psc 0, em 11jul.1999, foi de 18.138, segundo o próprio F. da Costa no livro “A história do clássico Re x Pa”, de 2003.

    E se ele dá um público de 65 mil em outro livro, isso só vem a comprometer sua credibilidade.

    Aliás, há alguns números que não coincidem com outras fontes.

  24. Essa sua informação Antonio Valentim é correta. Como citei anteriormente, foram 3 jogos realizados para se chegar ao campeão paraense de 1999, e nem reunindo o público de todos os jogos se chegaria a 65.000, presentes no mangueirão na decisão do paraense de 1999.

  25. Não percam tempo com remistas. Os caras são secadores rodados, muito tempo de estrada na arte de depreciar o MAIOR CAMPEÃO DO NORTE. Logo terão mais 7 meses só pra isso, enquanto disputarmos a SEGUNDA DIVISÃO.

Deixe uma resposta