Dirigentes decidem trazer arbitragem de fora

Diretorias de Remo e Paissandu definiram que a arbitragem para os dois clássicos decisivos do turno será de fora – trios da Fifa. Prova evidente de que o prestígio dos apitadores locais está realmente em baixa. A insatisfação dos clubes teria origem na falta de critérios dos árbitros neste campeonato. Por outro lado, importar arbitragem nunca foi garantia absoluta de segurança contra erros de marcação.

34 comentários em “Dirigentes decidem trazer arbitragem de fora

    1. Discordo dos amigos. Potiguar acha que é muito melhor do que realmente pode. Se baixasse um pouquinho mais a bola, seria um bom meia-atacante. Para piorar, tem aquela vocação desgraçada pra chinelinho. Se confirmada, é contratação de risco.

  1. O problema dele, Claudio, é que no Paysandu já se achava craque intocável, ídolo, e se acomodou. Ultimamente tava um preguiçoso irritante em campo, displicente, até caimbra parece que simulava. Lembra daquele ralho q levou do Edson Gaucho e num instante levantou e foi jogar bonzinho? No Remo teria que começar no banco e ralar. Se derem moral desde o começo, vai se achar. Mas muito boa contratação, sem dúvida.

  2. Amigo Cláudio, você deve ter uma fonte super seguríssima porque estou ouvindo a clube do Pará e até agora nada de notícia sobre a contratação do Thiago Potyguar. A se confirmar, você é o cara!

  3. Caro colegas do Blog e Claudio (que ja havia escrito antes está notícia).

    Se confirmado, não tenho dúvidas de afirmar: grande contratação do rival.

    Potiguar foi o maior achado do futebol paraense nos últimos anos (em termos de contratação desconhecida). Mesmo em sua fase razoável (ano passado, pois a do retrasado foi bastante ruim) Thiago fazia a diferença (Jogos contra Coritiba e Sport teve Thiago e Yago como destaques).

    Para mim, deveria ter permanecido no PSC, pois daria um bom reserva para a série B, mas, aparentemente, o estrelismo do mesmo e a falta de compromisso profissional (treino) foi determinante para o desinteresse do PSC.

  4. Bom jogador, até craque pro nosso níve, mas maluco. Quanto a arbitragem de fora acho que não seria necessário, os erros que os daqui tiveram os de fora tambem poderão ter, só espero que não venham encomendados, o pessoal do Remo tá muito a fim!

  5. Acompanhando o site do Corinthians alagoano não vi nada a respeito da saída do Potiguar, apenas a apresentação do novo treinador Enio de Oliveira!
    Segundo o site o Thiago foi uma das apostas do time para alcançar uma das duas vagas de Alagoas para a Copa do Brasil, pelo jeito o menino deve ter pisado na bola pois foi anunciada também a contratação de mais um reforço para o time alagoano: Thiago Bispo. Em Alagoas ele, o Thiago Potiguar, é conhecido como Thiago Silva e jogou no dia 16 quando o Corinthians perdeu de 2 x 1 para o União.

  6. Caro Gerson, concordo com você no aspecto de Thiago não ser um craque (como Claudio afirmou de maneira exagerada), mas foi um grande achado do LOP (reitero que o maior achado em termo de contratação desconhecida dos últimos 5 anos no futebol paraense). Vale destacar que, sua ideia não foge da minha, o chinelinho que citaste é a falta de profissionalismo do jogador, apesar disso, penso ser uma boa contratação para o rival.

    1. No lugar dos dirigentes do Remo daria um jeitinho de consultar os médicos que trabalharam com Potiguar no Paissandu. Certas histórias, em off, são de arrepiar os cabelos.

  7. Acho que este papo de árbitro da FIFA está me cheirando coisa encomendada, abre o olho Vandique!
    Os erros cometidos pelos da FIFA são tão iguais ou piores que os locais.
    Acho um desrespeito com a arbitragem local.
    Desde os meus tempos de arbitragem a qual abandonei por não concordar com a safadeza que existia sempre dizíamos que o “file” era para os de fora!
    Chegavam em Belém cheios de regalias recebiam suas comissões e davam aquela “aula” de arbitragem! Francamente ainda tem dirigente com a cabeça do século passado!, mas creio que seja mais por parte da diretoria azulina ou estou errado?

  8. Que qualidades são essas que insistem em ver neste Tiago Potiguar? O cara não deu certo em time nenhum, não tem físico para jogar futebol, não aguenta dividida, é preguiçoso, anti-líder, maçã podre, desagregador, farrista, anti-profissional, enganador. Uma das coisas que estão matando o futebol do Pará é esta mania desenfreada de contratar, e o pior, contratar gato por lebre. Sabe-se que o atleta não tem qualidades, mas todo mundo se põe a repetir que o cara é craque, que tem tudo para dar certo etc. É um desespero para fabricar ídolos, dizer que têm “craques” no time. O pior é que o cara vem ganhando uma fortuna. Mais um que vai ficar rico em cima dos índios do Pará!

  9. Calma lá Gerson, essa complacência da imprensa local com a arbitragem local está inojando, vamos ser realistas e admitir a falta de capacidade técnica dos apitadores locais. Tudo bem que qualquer um erra, o caso dos nossos árbitros já é o excesso. Convenhamos.

  10. sou contra arbitros de fora , eles são piores que os daqui , roubam REMO e pay… direto , são verdadeiros e autenticos borsais e não respeitam os clubes paraenses , o jogo entre são paulo e ind.tucurui foi a prova disso , um gol legal foi desmarcado o que isso significa ? resp. srbitragem nacional ., os daqui erram muito tambem , mas existe os ganchos , reciclagem etc…, agente pode fazer algo e os de fora ? agente fica é chupando dedo , é so pensar com calma que agente chega a conclusão que os verdadeiros ladrões são os de fora do estado.

  11. Thiago Potyguar, amigos,está só mantendo a forma no Corinthians de Alagoas, com um contrato que reza, que na hora que aparecer um bom contrato pra ele, seja em qualquer clube, ele sairá, sem ônus. Esse Corinthians-AL, é um clube de empresários e um deles, é o empresário do Thiago…

    A informação me foi dada por um amigo muito próximo ao Thiago Potyguar..

  12. Sinceramente creio ser uma atitude acertada, que a arbitragem para os jogos envolvendo Remo e Pysandu, sejam de arbitros de fora. E me prendo apenas a uma razão, vindo de um outro Estado certamente o trio, virá desprovido de qualquer envolvimento que não seja o de apitar a partida, Errar todos erram, porém eu que não costumo me preocupar com arbitragens, em certos jogos, cheguei a ficar irritado com a falta de critérios de alguns arbitros, em jogadas semelhantes. Portanto uma geladeira, me parece ser uma otima solução, para que os nossos apitadores, venham com mais concentração, mais responsabilidade e uma menor arrogância, pois realmente alguns, subiram no salto após diversos comentários elogiosos, pelas boas participações no estadual do ano passado. Sinceramente, as vezes fico aqui imaginando como funciona a cabeça de certos torcedores. Nunca está bom, sempre eles vislumbram a formação de uma equipe para a disputa de uma competição Nacional, de uma forma absurda , vislumbram grandes equipes, formadas por grandes craques, imaginam um futebol fora do eixo paraense, como se fosse algo maravilhoso, fora do normal, e ai surgem as conversas, fulano não serve para jogar o brasileiro, a competição é muito dificil, o paraense não é parametro para o brasileiro e outras coisas mais. Sinceramente, hoje com o advento da internet, acompanha-se diversos campeonatos pelo Brasil a fora. E eu que adoro futebol, normalmente nas tardes de sabado, acompanho os campeonatos, catarinense,pernanbucano, copa do Nordeste,paulistão, cariocão, mineiro , gauchão, e não consigo ver toda essa qualidade nas equipes participantes desses campeonatos, que amedrontem tanto a dupla RexPa. Claro que o brasileiro é uma competição dificil, todos sabemos disso, agora não são todas as equipes que vão disputar a segunda por exemplo, que terão formações maravilhosas, que jogarão o fino da bola, como pensam alguns torcedores. Em primeio lugar, entendam que Remo e Paysandu, vivem situações financeiras que ainda necessita de alguns cuidados, algumas responsabilidades, e sair por ai, com vaga ilusão que em se contratando grandes nomes do futebol , essas equipes terão garantido sucesso na competição. Organização, competência,responsabilidade dos dirigentes para com o seu grupo de atletas, solidariedade de um grupo de atletas, para com seu técnico,diretores,presidente e principalmente respeito a torcida, podem valer em uma competição nacional muito mais, do que uma equipe recheada de grandes nomes, porém sem um pingo de comprometimento com o Clube. Creio que se Remo e Paysandu, não tem grandes equipes montadas, p tem um bom grupo, que com algumas boas peças, tem plenas condições de sucesso no brasileiro desse ano. O remo na quarta se conseguir a vaga, e o Paysandu na segunda divisão.

  13. Se o Remo contratasse o Thiago faria uma boa contratação, o cara é bom.

    Mas eu não aconselharia sua contratação, pois o mesmo além de ter fama ruim, ainda tem uma imagem atrelada ao Paysandu.
    Perguntem ao pessoal de Natal pq os grandes de lá não se interessam por ele, e vcs saberão a resposta.

    No caso do Paysandu eu não gostaria mais de ver o Thiago por aqui, deu o que tinha que dá.

    Se quiserem ver pra crer é so contratar.

  14. Em 2005 quando o Remo estava numa dificil situação as vesperas da sua participação na terceira divisão, em um programa da Rádio Clube realizado na segunda a noite, em um bar localizado na José Bonifácio, esquina da Conselheiro Furtado, o grande narrador esportivo Ronaldo Porto, emitiu sua opinião e se mostrou cético, quanto ao sucesso do Remo naquela competição. E justificava seu sentimento,em cima das psudas organizações e estruturas de Clubes como América Mineiro, Ipatinga, que no ano de 2005, fora o campeão mineiro, e que mantinha uma forte parceria com o Cruzeiro de Minas, Rio Branco de America e Atletico Sorocaba, em detrimento da desorganização administrativa do clube e pouca qualidade da equipe de futebol azulina . Nesse programa, estava presente o grande Douglas Richard, centro avante brigador, oriundo das divisões de base do São Paulo, e com uma rodagem imensa pelo interior paulistano. Então quando da abertura do espaço, para que um torcedor fizesse uma pergunta ao atleta, eu me dirigi ao Douglas e perguntei a ele, se ele preferia atuar e acreditar, no planejamento, na estrutura dos citados Clubes, ou acreditar na possibilidade de atuar em uma equipe ,desorganizada, sem planejamento e que aos trancos e barrancos ,pagasse em dia o salário dele e demais atletas, porém ao contrário das equipes citadas, contasse com o apoio maciço de uma apaixonada torcida. Douglas, que já havia sentido a pressão de jogar com o mangueirão lotado, e inclusive já havia feito gol pelo mais querido, disse sem gaguejar que preferia mil vezes jogar e acreditar no Remo, e que se a diretoia cumprisse com sua palavra , e respeitasse o compromisso assumido com os atletas e comissão técnica, o Remo com o apoio que vinha das arquibancadas, teria totais condições de conquistar uma das vagas, fato que acabou da forma que todos sabemos. portanto vamos pensar primeiro no paraense, e em seguida com um pouco de organização, e acho que isso os diretores de Remo e Paysandu estão tendo no momento, os dois farão grandes participações nas suas respectivas divisões, o Paysandu na segunda e o Remo caso conquiste a vaga, na quarta divisão e brigando com altivez pela vaga na terceira de 2014.

  15. Vandick, estou lhe avisando abra o olho da arbitragem o Remo precisa de qualquer maneira deste titulo do primeiro turno

  16. Trio da FIFA foi uma atitude acertada, conforme já escrevi antes.

    Quem garante, por exemplo, que o árbitro de Paissandu 6, São Francisco 1, invalidaria o gol legítimo do Paissandu, não lembro agora se o placar já estava 3 ou 4 a 0, se a equipe bicolor estivesse em desvantagem no marcador?

    Quem garante, por exemplo, que o árbitro dessa mesma peleja marcaria o penal a favor do São Francisco, se essa equipe estivesse ganhando de 2 a 0?

    Quem garante, por exemplo, se o penal a favor do Paissandu naquele jogo de Santarém seria marcado se, nas mesmas condições, fosse a favor do S. Francisco e se este estivesse empatando ou mesmo ganhando por 1 a 0?

    Quem garante, por exemplo, se aquele mesmo árbitro do jogo PSC e Tuna, marcaria um penal – que ele mesmo não viu – se fosse a favor da Tuna? Nesse caso o bandeirinha dificilmente insistiria, chamando a atenção do árbitro central.

    E etc…

    Não é a condição técnica o xis da questão aqui.

    É a minha opinião.

  17. Tantas incertezas, Antônio Valentim, que se estendem a outros ábitros, independentemente de serem locais. No entanto, o próprio Vice-Presidente do Remo, depois daquelas declarações desproporcionais e injustas, acabou por criar um ambiente que desfavorece (ao Remo) a condução do jogo por um árbitro paraense. Infelizmente, não há outro jeito.
    Ao mesmo tempo, ao contrário do que induz o Marco Sousa, a contratação de árbitro da FIFA também é uma segurança para o Paysandu. Ou seja, é bom para ambas as partes, mas não para a arbitragem local, que vinha numa boa ascensão.
    Quanto ao Tiago Potiguar, concordo com o jornalista, apesar de já ter feito um bom trabalho na Curuzu, sua última temporada não o credencia tanto assim. e, se for verdadeira a notícia, acaba sendo uma contratação de risco, mas nada diferente do que o nosso Remo já fez este ano, com várias contratações de jogadores desconhecidos por aqui, portanto, igualmente de risco.
    Abs

    Jorge Alves

  18. Gerson, não dá a dica deixa a jaca com eles, kkkk! Brincadeira, entendo que buscar informações são importantes mesmo em experiências do concorrente.

    RRamos

  19. Sempre gostei do futebol do Potiguar, mas desde a saída dele para a Ásia nunca mais ele foi o mesmo.
    De “chapa” em Currais Novos a ídolo no Paysandu, muita coisa mudou na cabeça do jogador e esse foi o grande problema. Não são todos que estão preparados para o sucesso.
    Na minha opinião o ciclo dele se encerrou ano passado na Curuzu.
    Nesse time de hoje onde o Lecheva (“Quem manda sou eu”) insiste em manter o Iarley no banco o Potiguar talvez não fosse nem no banco.
    Boa sorte a ele onde quer que vá jogar.
    Quanto à arbitragem, acho que ano passado encheram demais a bola desses sopradores de apito. Salvo o Dewson e o Joelson, todos os outros são bem ruizinhos. Acho que a decisão foi acertada.

Deixe uma resposta