A sentença eterna

“Penso, falando do ponto de vista legal, que há um motivo bem sólido para acusar todos os presidentes norte-americanos desde a Segunda Guerra Mundial. Eles todos têm sido verdadeiros criminosos de guerra ou estiveram envolvidos em crimes de guerra”.

Por Noam Chomsky

14 comentários em “A sentença eterna

  1. Concordo plenamente. Essa ambição dos norte americanos em se meter em coisas alheias, em subtrair as riquezas dos outros através de guerra, jogo político e embargo econômico, só poderia dar nisso. Teriam que ser incriminados de alguma forma.

  2. Não podemos esquecer que nas duas grandes guerras a intervenção americana foi fundamental para o fim dos sangrentos conflitos. A história americana, diferente da nossa, teve como personagens principais homens destinados a criar uma nova nação e não ser uma colônia inglesa, enquanto que nós infelizmente somos consequência de um povo que veio aqui somente para explorar as riquezas sem se preocupar de criar uma grande nação.
    O preço ou o espólio pelo esforço de guerra é pago ao país que ajuda ou intervem com a autorização da ONU e principalmente do país envolvido, portanto não houve invasão e muito menos subtração de riquezas de outras nações!
    Imaginem se os alemães tivessem vencido a guerra, o que seríamos nós?
    Sou 100% desfavorável a guerras sejam elas por qualquer razão!
    Mas não posso jogar pedra sobre aquilo que os americanos fizeram! Lembrem-se que na primeira guerra o EUA muito relutou para se envolver no embate e na segunda somente´entrou após ao covarde ataque japonês que todos conhecem.
    Na atualidade se não ocorrerem certas intervenções estaremos condenados pois imaginem uma arma nuclear nas mãos de terroristas? Lembrem-se que a guerra travada por extremistas muçulmanos não poupa ninguém. Quantos inocentes já foram mortos devido a atitudes destes extremistas. É preciso sim refletir quando se ataca o povo americano.
    Estive lá por um período e vi e vivi a forma como eles respeitam a vida humana sem interessar se você e americano ou estrangeiro. Confesso que ao chegar lá fiquei muito receoso devido ao bombardeio que recebia em falar que eles desprezam as outras raças e por ai vai. Muito pelo contrário nunca me senti tão GENTE, valorizado e respeitado até muito mais que sou aqui dentro do nosso Brasil.

  3. O xará, no comentário anterior, falou o que eu gostaria de dizer. Sem querer ser repetitivo, o palco das duas grandes guerras foi primordialmente o continente europeu. A causa desses conflitos foi ambição imperialista, desejo de poder, atitudes discriminatórias e desentendimento entre povos desse continente. Os americanos foram forçados a intervir (lá) para por fim aos conflitos e impedir o domínio alemão, de consequências imprevisíveis para o mundo livre, se prosperasse. Após a Segunda Guerra, intervenções pontuais dos americanos em várias partes do globo foram necessárias para eliminar sementes de conflitos maiores, como o terrorismo, as guerras étnicas, os regimes ditatoriais e por aí vai. De vez em quando, vemos pensadores ditos “modernos” dizer frases de efeito, talvez na intenção de sair do anonimato em que repousam.

  4. Parabéns Miguel Angelo, falou e disse.

    O que pensam as pessoas sobre a Coreia do Norte que ameaça o mundo com suas engenhocas nucleares e oprime seu povo com um governo tirano?

    Os Estados Unidos está de olho neles. Aí está uma grande ameaça a paz mundial.

    Os EUA precisam intervir mesmo, pois como a mais forte nação do mundo não pode se furtar a este papel.

    Ou será que Sadan Russein e o Osama Bin Laden eram mocinhos?

  5. Não podemos culpar o povo dos EUA, pois sabemos que lá, muitos criticam o jogo de interesses das grandes corporações que dominam o mundo, inclusive a industria de armas. A política de lá, como aqui, atende ao interesse capitalista neoliberal das multinacionais. Assim como os presidentes precisam se submeter aos canibais do sistema para se manterem no poder. Também não podemos comparar a realidade nossa com a do mundo árabe. Acima de tudo o ser humano precisa aprender e ensinar a ser bom. Quanto aos ex presidentes, são meros fantoches da tramoia que nos domina.

  6. Importante não esquecer que graças aos “heróis bonzinhos” tivemos e temos a disseminação mundial de drogas tais como cocaína, crack e outras.

    Não esquecer também os lemas deles: América para os americanos
    e Se é bom para a América, é bom para o mundo.

  7. Ainda bem que o Chomsky nasceu e mora nos Estados Unidos,na Russia ele não poderia fazer crirticas ao Putin vide o caso da banda punk feminina que até hoje esta presa,isso sem falar no assassinato de jornalistas.Não há santo na politica externa americana,isso é verdade,mais pelo menos a gente tem como saber o que acontece lá,diferente do baixinho louco da Corea do Norte.

  8. os comentarios 8,9,10 compactuo tambem da mesma ideia não podemos jamais fazer dos americanos criminosos de guerra , vejo em muitos casos que suas intervenções no mundo as vezes com um pouco de excesso, foram necessarias , haja vista que nessas epocas iniciava-se o fortalecimento do TERRORISMO e muita matança por parte desses caras que fazem de sua historia um ato de terror mundial justificando liberdade de um povo ou luta contra aqueles que querem invadir nossas terras , á famosa guerra santa , isso é loucura e fanatismo religioso , TERRORISTA E ALGUNS COMUNISTAS valorizam o auto criterio de imperialismo , fanatismo ,doutrina , adoração , mão de ferro etc.. e muitas vzs não governam para o povo como dizem , destruição e incentivo a revolta popular são suas especialidades , em quanto o povo sofre calado com medo de suas retaliações que são muitas vzs aterrorizantes , como por exemplo á execução de uma familia inteira se caso alguem for oposição a tal idealismo etc…, oque seria do mundo se não houvece intervenção militar dos EUA , como por exemplo., IRAQUE , POLONIA e muitos outros paises , e o que dizer desses paises , IRAN, LIBIA,COREIA DO NORTE , e muitos outros que apoiam o terrorismo a guerra sangrenta , á criação de bombas atomicas etc… contra á humanidade ?

Deixe uma resposta