Papão sobra em campo

Por Gerson Nogueira

Foi a melhor atuação de um time neste Parazão. O Paissandu, não apenas pela goleada, encantou sua torcida (pequena ontem na Curuzu) e dominou inteiramente um atarantado Águia. E não se diga que o nível do adversário facilitou a coisa para os comandados de Lecheva. Na verdade, o resultado final expressou fielmente uma inspirada atuação do setor de meio-de-campo do Papão, cujas quatro peças praticamente não cometeram erros e ainda conseguiram extrapolar suas funções básicas. Além da manhã gloriosa dos homens de meio, o time teve ainda Rafael Oliveira, João Neto e Pikachu em altíssimo nível.

PSCXAGUIA Parazao 2013-Mario Quadros (63)Rafael marcou três vezes, voou em campo e assumiu a liderança da artilharia. João Neto não ficou muito atrás, marcando duas vezes, movimentando-se bastante e fazendo cruzamentos e assistências. Ambos, juntamente com Pikachu, contribuíram para que o grande rendimento do meio-de-campo acabasse se refletindo no escore. A não ser por alguns cochilos dos zagueiros, a atuação foi quase impecável.

Não só pelos gols marcados, a dupla Rafael-Neto destacou-se pela intensa participação. A atuação de ambos surpreende ainda mais porque os times ainda estão se ajustando e o começo da temporada costuma ser pobre em boas atuações individuais. Ontem, tanto os atacantes quanto os meio-campistas pareciam estar em atividade há vários meses, tal o entrosamento demonstrado.

O Águia, que costuma criar dificuldades jogando fora de casa, parece ter se espantado com a forte presença ofensiva do Paissandu. Desde os primeiros minutos, o time de João Galvão mostrou um acanhamento que não combina com seu histórico. Mantinha-se atrás, com o meio-campo até confundindo-se com a linha de zagueiros e pouquíssimas saídas para o ataque. Resistiu ao sufoco bicolor por 25 minutos, mas, a partir do primeiro gol, entrou em parafuso.

Enquanto Analdo, William, Rafinha e Wando perdiam-se em passes laterais e inconclusivos, o quadrado formado por Capanema, Esdras, Eduardo Ramos e Gaibu fazia a transição com impressionante facilidade. O bloqueio das ações do Águia vinha acompanhado por passes em velocidade para Pikachu, Rafael e Neto. Em alguns momentos, Gaibu (36 anos) fez mais: ia à linha de fundo preparar cruzamentos para a finalização na área.

Outro aspecto a ser ressaltado tem a ver com comprometimento. Pikachu, que ainda não tinha deslanchado no Parazão, entrou com a disposição de um novato, como se precisasse provar alguma coisa. Marcava, apoiava e chutava em gol, como aos 25 minutos, quando arriscou um disparo de fora da área, obrigando o goleiro a uma difícil defesa. No instante seguinte, apareceu à frente do lateral Mocajuba para roubar-lhe a bola e cruzar para Rafael abrir o placar.

PSCXAGUIA Parazao 2013-Mario Quadros (5)

Em dez minutos, após acelerar o jogo, o Paissandu transformou a boa atuação em projeto de goleada. Marcou mais dois gols aos 34 (Rafael) e 36 (João Neto). O gol de William, aos 37, num dos descuidos da zaga a que me referi, deu a falsa impressão de que o Águia podia pegar embalo no segundo tempo.

As facilidades iniciais se confirmaram logo no comecinho da etapa final, quando Esdras foi derrubado na área depois de grande triangulação com Pikachu e Neto. Depois da cobrança da penalidade por Pikachu, a partida entrou em ritmo de amistoso. A partir daí, o Águia entregou de vez os pontos, beirando a apatia em várias ocasiões, e o Paissandu não ia à frente com o mesmo ímpeto. O forte calor certamente influiu nesse estado de ânimos.

Apesar disso, mais dois gols – de João Neto, em cabeceio certeiro, e Rafael, de peixinho – ainda iriam premiar a torcida, que destoou (5 mil pagantes) ontem. Nem mesmo a saída de Gaibu, que tornou o Paissandu mais lento na armação, beneficiou o Águia. Apostar nas incertezas de um ataque comandado pelo confuso Leleu e em laterais improdutivos foi apenas um dos equívocos do Águia no jogo.

Na verdade, a equipe padece de carências crônicas em todos os setores e sofre os efeitos de uma preparação incompleta para o campeonato. Algumas peças ainda não se encaixaram. Leandro, goleiro que substituía Adriano, falhou em lances cruciais (no terceiro e sexto gol) e passou intranquilidade ao time. Os zagueiros Bernardo e Mário demonstravam completo descompasso. O lateral Mocajuba errou praticamente todos os passes e cruzamentos. Wando foi o único jogador com tino de organização, mas não teve forças para contagiar seus companheiros. Diante de tantos problemas, as dificuldades se tornaram insuperáveis diante de um Paissandu aprumado e com atuações individuais iluminadas. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

PSCXAGUIA Parazao 2013-Mario Quadros (53)

———————————————————–

Teste de fogo para o Leão

O time de Flávio Araújo sai para o primeiro compromisso longe de sua torcida. Em Cametá, além das dificuldades naturais que todo visitante tem, os remistas terão que superar as condições do campo, um dos piores do Parazão. Em termos internos, Araújo luta para conseguir a consistência técnica necessária no setor de meio-campo. Edilsinho foi sacado da equipe e Galhardo confirmado na escalação.

Para quem adota o 3-5-2, jogar com apenas um meia de ligação – e Galhardo já disse que não é um organizador – é sempre um convite à pressão adversária. Contra o Santa Cruz e a Tuna, o Remo saiu vitorioso, mas foi dominado durante a maior parte do tempo, principalmente por não conseguir reter a posse da bola na meia cancha. Se o entrosamento não se materializar hoje, a saída é apostar na força individual dos atacantes. Paulista e Val Barreto já mostraram que podem fazer muito quando bem acionados.

———————————————————–

São Francisco frustra torcida

O melhor público da rodada veio de Santarém, o que não chega a ser surpreendente. O São Francisco, com bons resultados nas primeiras rodadas, atraiu 7.120 pagantes ao estádio Barbalhão. Infelizmente, para a apaixonada torcida santarena, o time frustrou as expectativas e foi derrotado pelo PFC Paragominas por 3 a 2. O Azulão ainda esboçou uma reação, mas não foi suficiente para impedir o triunfo do visitante, que chegou a fazer 3 a 0. Se o São Francisco empacou, a rodada marca a reabilitação do PFC, que chega aos seis pontos, igualando-se ao Remo na segunda colocação do campeonato.

(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta segunda-feira, 21)

38 comentários em “Papão sobra em campo

  1. Bom dia! chegando agora em macapa indo para pedra branca e feliz por ter visto me papao fazer um excelene jogo e agora geraon onde encaixar ialey neste time me diga

  2. – É bom lembrar, que em 2012, o Paysandu também goleou a Tuna e ficou de fora das decisões dos dois turnos(E com um time bem melhor que o desse ano) e o Águia, ainda disputou o título do 2º turno, com o Remo, por isso digo: “Até o 2º turno, Azulão Marabaense”..
    – É bom não se iludir com um jogo desses.. Papão jogou do mesmo jeito, apresentou as mesmas falhas de organização dentro de campo, mas manteve o seu bom poder de fogo, na frente, como vinha acontecendo nos jogos..
    – O Águia não teve poder de superação, por seus jogadores estarem travados fisicamente, isso, foi visível, desde o início do jogo..
    – A única boa mudança ontem, no time do Paysandu, foi a boa apresentação do Meia Eduardo Ramos que cadenciou o jogo e organizou o meio campo bicolor..

    É a minha opinião.

  3. – Essas mudanças no Remo, é típico de pré Re x Pa, o mesmo aconteceu ontem com o PSC, mantendo o Eduardo Ramos, o tempo todo no jogo, no que penso ser corretíssimo.

    – As entradas do Val Barreto e do Thiago Galhardo, de cara, são com essa mesma finalidade, ou seja, saber o que os dois podem oferecer ao time, entrando desde o início do jogo. Mostrar, por exemplo, que o Val Barreto poderá ajudar o time, entrando de cara, ou se é jogador para entrar no decorrer da partida.. Tudo isso, porque alguns jogadores ainda não renderam o esperado.. Perfeito.

    – O que aconteceu com o SF, são coisas que acontecem em times em fase de preparação… SF é um forte concorrente do Remo, nessa briga pela série D

    É a minha opinião

  4. Sem poder opinar sobre o jogo do rival, eis que não pude assisti-lo, resta-me esperar que ele tenha gasto o estoque de gols marcados e ainda tenha espaço para tomar e guardar um ou dois no sábado (ou domingo).

    Quanto ao meu Leão, hoje a Coluna coincide exatamente com minhas preocupações: um único meia armador que já disse que sua característica básica não é a de armador de jogadas? Os dois jogos anteriores já mostraram que é muito difícil emplacar este formato tático, quer porque os volantes não tem mostrado qualidade para roubar as bolas e entregá-las com serenidade ao armador, quer porque o armador, por ser único é facilmente neutralizado pela marcação adversária, quer porque os alas tem carecido de inspiração, um inclusive é improvisação.

    O Técnico bem que poderia ao menos experimentar durante o jogo o formato usado pelo Lecheva ontem, com dois volantes e dois meias. e se ele acha que a marcação pode restar prejudicada, poderia compensar transformando o ala direito em lateral, prendendo-o um pouco mais, inclusive porque esta é uma peça cujo executante é um volante improvisado. Aliás, a rigor, isto já ate vem acontecendo, só que assistematicamente.

    Enfim, alguém deve lembrar o técnico que ultimamente o jogo contra o Cametá na terceira rodada tem sido o início das dificuldades do Leão no primeiro turno, as quais alcançam o ápice no Clássico. Ele, o técnico, tem tudo para contribuir deveras para a mudança desta história. Ocorre que queimar um meia por jogo não me parece o melhor caminho.

    Flávio Araújo tomara que você tenha razão e eu queime minha língua.

    Quanto ao São Francisco…

  5. O problema é que todo mundo acha alguma coisa, porém o poder de decisão está nas mãos do nosso competente Flávio Araujo, e ele sabe perfeitamente o que fazer para a equipe azulina alcançar o melhor em campo, tanto taticamente como tecnicamente, afinal para isso é que ele foi contratado. Portanto a equipe azulina tem me agradado bastante, pois nesse pimeiro momento, o que devemos avaliar, é se os atletas contratados estão em condições de honrar a camisa azulina, e após essas duas partidas não tenho duvida em afirmar que o grupo de atletas azulinos,é muito bom, são jogadores com boa técnica, e um espirito de luta acima de qualquer suspeita, conhecidos no futebol como guerreiros. E o mais importante, são atletas humildes e que a todo momento agradecem a Deus pela oportunidade de vestir azul. Quanto a parte tática, ela certamente vai melhorar com o decorrer dos jogos, e essa minha opinião independe do resultado do jogo de hoje, embora eu acredite piamente que o azulino trará um bom resultado, como acredito também que Remo e Paysandu, decidirão tanto o primeiro turno quanto o segundo turno e quem sabe até uma decisão extra do campeonato,e eu torço por isso, pois futebol é principalmente festa nas arquibancadas, e isso a maior torcida do Norte, do Leão Azul, como a segunda maior torcida do Norte do papão, sabem fazer.

  6. O RE-PA será o divisor de águas neste primeiro turno, uma vez que uma derrota de qualquer lado mudará os rumos do perdedor, Apesar de confiar no trabalho Flavio Araújo, não concordo com o esquema tático que ele vem utilizando, e acho que se o Remo vencer o clássico por um 1 a 0 e jogando mal como vem ocorrendo, certamente o 3-5-2 (ou 5-3-2) será mantido, mas se perder, haverá mudança com certeza. Quanto ao rival, após a goleada sobre o Águia, tornou-se o favorito para o clássico, porém, como o RE-PA não respeita favoritismo, eu prefiro o Remo como franco-atirador, pois das vezes que entrou como favorito, acabou derrotado.

  7. Bom dia amigos por motivos particulares e espirituais não foi possível acompanhar os jogos de ontem , nem do Parazão nem dos demais campeonatos.Vi apenas o segundo tempo do Botafogo 3×0 .Um seg tempo em que o adversário estava entregue e o Fogão apenas deixava o tempo passar.Começo de temporada, jogadores ainda não estão prontos técnica e fisicamente,etc.Igualzinho aí no Pará.
    Assim pelo que li na coluna do nobre escriba imagino que tenha acontecido o mesmo com o PAPÃO.Como o escriba baionense sabe transmitir com suas palavras certeiras a mensagem exata do que acontece nos 90 minutos , o que observo é um Papão no caminho certo, mostrando que de fato é o favorito para levar esse Parazão.Nada excpcional , mas para quem saiu atrás do rival na preparação,mostra que está em um crescente nível.É o favorito para o clássico , o que é chato.Principalmente se o Remo perder hoje, o que não é difícil ,haja vista que o clube azulino vem vencendo sem jogar bem.Parabéns a você L. Antonio Mariano por compreender bem a realidade do seu Leão.

  8. Meus amigos, o amigo Cláudio Colúmbia, como sempre, faz excelentes leituras dos jogos e das capacidades técnicas dos clubes.

    Ontem realmente o meu querido PSC passeou, mas na verdade o Águia contribuiu muito, o time bicolor tem e até melhorou muito com Eduardo Ramos o potencial ofensivo, os dois atacantes se movimentam muito alternando quem vai pro meio ou para as pontas, por isso ambos são artilheiros, entendo que o Rafael Oliveira recuperou boa parte da forma física e isso fez com que ele melhorasse muito. Mas a defesa apesar de dar um grande salto de melhoria com a cobertura do Capanema ainda bate cabeça demais e anotem aí o zagueirão pesadão(bispo) é muito menos zagueiro que o Thiago Costa apesar de suas falhas.

    Agora amigo Cláudio, entendo que o Leão apesar de vencer ambos os jogos não foi nada bem e se der o espaço que deu contra os dois primeiros contra o PSC vai tomar bola demais, entendo que vais ser um jogo movimentado e de muitos gols e escrevam que o preparo do PSC vai sobrar se der aquela lua(sol escaldante) pois com os dois jogos no mormaço acabou aprimorando a parte física.

    RRamos

  9. Em tempo, caro amigo Gerson, continua descarada a máfia dos cambistas e principalmente dos cambistas das organizadas vendendo ontem ingressos a R$ 15 e R$ 20 que compraram a R$ 10 (se pagaram!).

    Da João Paulo até a entrada das cadeiras centrais ontem por onde entrei recebi quatro ofertas de ingresso de “organizadas” ainda pior que isso do lado da PM e de fiscais do clube paramentados, uniformizados, com rádios comunicadores, crachás e nada de vergonha na cara.

    Ainda teve um cidadão vendendo várias cadeiras na porta, exatamente na porta da entrada ao mesmo preço, e ainda dava garantia do serviço dizendo que acompanhava até a entrada juntamente aos fiscais para garantir a veracidade do ingresso e acesso ao jogo, é bondade demais não ganhar nada, ainda simulam outro cara ao lado comprando o mesmo ingresso para fazer com que entremos nessa (eu não fui!) depois trocam ingresso e dinheiro de volta, MÁFIA!.

    O que me indignou totalmente foi chamar atenção da PM e ouvir que isso era responsabilidade do clube, como estava com meu filho e com marginal não se brinca, tive que me conformar em ver a pata-quada oficializada, EU MEREÇO! Aliás, NÓS!

    MP, Polícia, Dirigentes, Governador, N. S. de Nazaré, Barack Obama… SOCORRO!

    VERGONHA!

    Data vênia amigo Gerson, pelos gritos, mas realmente estavam engasgados, Perdão!

    RRamos

  10. Deu um problema no meu “computer” e não sei se foi publicado por isso envio novamente meu comentário:
    Bom dia amigos por motivos particulares e espirituais não foi possível acompanhar os jogos de ontem , nem do Parazão nem dos demais campeonatos.Vi apenas o segundo tempo do Botafogo 3×0 .Um seg tempo em que o adversário estava entregue e o Fogão apenas deixava o tempo passar.Começo de temporada, jogadores ainda não estão prontos técnica e fisicamente,etc.Igualzinho aí no Pará.
    Assim pelo que li na coluna do nobre escriba imagino que tenha acontecido o mesmo com o PAPÃO.Como o escriba baionense sabe transmitir com suas palavras certeiras a mensagem exata do que acontece nos 90 minutos , o que observo é um Papão no caminho certo, mostrando que de fato é o favorito para levar esse Parazão.Nada excpcional , mas para quem saiu atrás do rival na preparação,mostra que está em um crescente nível.É o favorito para o clássico , o que é chato.Principalmente se o Remo perder hoje, o que não é difícil ,haja vista que o clube azulino vem vencendo sem jogar bem.Parabéns a você L. Antonio Mariano por compreender bem a realidade do seu Leão

  11. Incrivel como o amigo Cláudio Santos parece que sempre vê um jogo diferente dos demais. Amigo Cláudio Santos dê o braço a torcer, o Paysandu está mostrando o melhor futebol do campeonato até aqui, mesmo não estando 100%. Dê o braço a torcer pro Lecheva, deixa de ser cabeça dura e e analise o futebol de maneira racional e não passional. O leão do “maravilhoso” técnico Flávio Araújo ganhou 2 jogos jogando muito mal. Se o Flávio Araújo fosse paraense vc tava sentando a lenha nele. Abre o olho Cláudio Santos.

  12. Gustavo vc está certissimo em ler o campeonato igual eu leio.O amigo Columbia está se deixando levar pelo coração realmente.Entendo que as pessoas podem mudar de opinião, depois de uma reflexão.Sócrates , o jogador brasileiro disse isso após declarar em entevista que não iria para Itália e uma semana depois deu entrevista confirmando que aceitava ir para o país da Bota.Ou seja uma pessoa pode mudar , para melhor ,pior ou pelo menos rever seus conceitos.Por siso prego que todos devem ter oportunidades novas .O caso do Lecheva é quase emblemático.Ele era perdido ,eu era contra ele,chamava-o de Le Cheval , mas HOJE dou mão á palmatória porque vi que em menos de um ano ou quase um ano , ele mudou.Deve ter aprendido algo com os técnicos que passaram pela Curuzu no percurso da SERIE C.Hoje o melhor técnco do Norte , sabe ir aos poucos ajeitando o time bicolor.

  13. Realmente, o amigo Cláudio é muito bom em suas análises, mas desta vez vou discordar. Não acho que o Paysandu jogou igual aos últimos jogos. Acho que evoluiu em suas jogadas. Os passes foram certeiros – o maior exemplo foi o passe do Gaibu na cabeça do João Neto. Agora, claro, não será esse time para a série B. Longe disso. Esse time peca muito ainda em vários lances, que podem ser fatal.
    Quanto ao RePA, eu só não coloco o Papão como favorito porque os azulinos muito cagado. Em vários jogos, mesmo jogando mal, eles conseguem achar um gol.
    Outra, o REMO encara o REPA com muito mais seriedade que o PAYSANDU.
    Essa semana um amigo remista disse: eu prefiro perder o campeonato, mas ganhar o clássico.

  14. Dennis o amigo Columbia não apenas comentou diferentemente de nós essa partida , ele defende que o Remo é o favorito para o titulo, portanto defende que o Leão esteja acima dos demais , o que não é compreeensível, porque o Remo foi alijado da D, no Mixtaço histórico, está se renovando , iniciando um trabalho com um novo técnico, ainda formando um elenco ,está jogando mal e hoje pode até vencer de novo assim ,mas pode levar um SACODE, o que o faria cair na real.
    O PAPÃO ao contrário , perdeu boas peças , mas manteve a espinha dorsal do elenco, vem de ascensão da Serie C para B e possui o mesmo técnico que demonstrou um notável desenvolvimento como te´cnico nesse ano que passou .Por isso que não estou compreeendendo a posição sempre atenta do amigo Columbia, embora respeite a opinião dele , acho que ele está completamente equivocado!

  15. Ainda acho que o Flávio Araújo pisou na bola!
    Jonathan e Tragodara, volantes ageis e de bom passe, nem sequer têm sido efetivados como reservas. Mas ele insiste em atuar com Tony, Endy e Nata, que não sabem sair jogando.
    É o tipo de esquema que sobrecarrega qualquer meia. O “bola da vez” é o Galhardo, que não joga em lama, mas enfrentará o “Pântano do bacurau”.
    Aposto em um Remo sem setor de criação hoje, errando muitos passes na saída de bola. Infelizmente.

    O diabo é que Flávio não pretende destruir a espinha dorsal do time (Formada na Pré-Temporada em Castanhal e cheia de desfalques, é bom que se diga).
    Só acho que deveria mudar. Antes que fosse tarde.
    É minha opinião.

    Pequeno detalhe: Edilsinho e Josy já foram queimados pelo esquema do “professor” Flávio e nem no banco estão. Galhardo que se cuide.

    Outra: Sinceramente, Val Barreto deveria continuar entrando no segundo tempo. Por sua explosão e, também, pelo grande porte, ele é mais eficaz frente a uma zaga cansada. Vamos ver como ele atua na titularidade. Acho que decepciona.

  16. Palpite: 2×1 pro Leão de virada.
    Vai ganhar no sufoco e sem futebol bonito, de novo. Mas ganha.
    E ainda arrisco os “artilheiros”.
    Paulista, em contra-ataque, e Rech, de cabeça!
    Se acertar tudo, quero um abraço dos amigos Gerson e Columbia pessoalmente. Vocês são meus ídolos hehehe

  17. Claudio o Paysandu ganhou do Aguia de 6×1 em 2011.Ano Passado o Papão jogou o paraense só com os nativos o Nad era o treinador.Foi contratado os de fora só para a série “c”

  18. Paysandu supervaloriza goleada de ontem para dar a impressão de ter uma boa equipe. Aquele time do Águia não serve de referência para nada, nem para campeonato paraense. Fragilidade do time marabaense fica clara quando se verifica que num time cheio de jogadores limitados, como o Paysandu, todos conseguiram se destacar positivamente e sairam de campo com status de craque. A atuação “magistral” foi possível devido à partida caricata do Águia, que, com um buraco no meio-campo, deu total liberdade ao adversário para criar e fazer gols. Atletas do Paysandu jogavam sem marcação nenhuma, inteiramente livres. E a goleada agora serve para turbinar o time com qualidades que ele não tem.

  19. O PR é de longe o mais sensato e civilizado opinante do blog.Quanto ao jogo acho que o Psc tem a melhor equipe , melhores jogadores e uma base pronta + acho que o águia deu mole, + uma coisa é certa o meu Leão tbm é uma caricatura de time.Tomara que o time se acerte, não sei + esse treinador , véi , não me engana ,só engana msm o seu Claudio.

  20. Torcedor é uma figura mesmo!!!! Os remistas agora dizem que a goleada não valeu porque isso e aquilo… O time deles joga pior que seus adversários e tem a sorte de achar um gol pra vencer, mas aí eles se iludem com a vitória. O Águia realmente não tem um time bom, muito pelo contrário, mas anormal seria o Papão não golear esse adversário, aproveitando-se de sua fragilidade. Por exemplo, vamos ver como os azulinos se saem contra o também fraco time do Cametá? O certo não seria golear também? Qual será o placar? De seis, também????? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  21. Concordo em partes com a opinião do amigo Carlos Magno. Não acho o Paysandu com a melhor equipe. Acho estão num mesmo nível. Agora também concordo que o Remo não tem esse time todo que muitos acreditam. Esse é o problema dos torcedores azulinos: facilmente compram a ideia de que tem um bom time. Amigos, temos que ser mais racionais e menos emotivos. Não vamos acreditar em todo que nos dizem.

  22. Amigos, quanto ao Papão, acredito que o Lecheva achou o meio campo para o time, mas acredito que ele não terá coragem de barrar o Wanderson, o Time ainda não tem lateral esquerdo e a zaga é nervosa de mais, no ataque, mesmo com 3gols R.O. teve a melhor apresentação com a camisa bicolor(espero que não seja a única). Gaibú e picachu mandaram no jogo, Lineker precisa de mais vontade de ser titular, futebol ele tem.

    Vamos ver se o Remo se apresenta melhor no jogo de hj, acho que vai ser a mesma coisa dos outros jogos, como o Corinthians, vai ficar fechado esperando as oportunidades. O erro é colocar Val Barreto de cara, posso queimar a língua mas pra mim, é jogador de segundo tempo.

  23. Em primeiro lugar pouco me preocupa a opinião de qualquer um bicolor sobre o mais querido. É claro que a equipe remista ainda não está cem por cento, mesmo porque ainda é uma equipe em formação, agora fica a certeza de que a torcida azulina, acredita tanto no técnico como no elenco remista, quanto ao paysandu, pouco me importa com quem ele jogou, se jogou , se ganhou ou se perdeu, ele que faça a parte dele, para azulinos de verdade o que vale mesmo é ver o mais querido jogar. Seria para mim um desperdicio, ficar na frente da televisão para ver o Paysandu se apresentar contra quem quer que seja. Portanto parem de ficar se preocupando com o Leão Azul, e deixem que a nação azulna toma conta dessa situação. Outra coisa senhor Denis, a opinião do seu amigo não reflete a opinião da massa azulina, pois eu quero ganhar é o campeonato, e se for de forma invicta muito bom, se for mais uma vez cem por cento melhor ainda, agora se nessa caminhada sofrermos algumas derrotas também tanto faz, pois no final o que vai valer a pena é o grito de campeão. Um outro remista creio que Thiago, comentou sobre o Tragodara e o Jhonatan, ele apenas esquece que ambos estavam cotados e treinavam como tirulares, o Jhonatan teve catapora e o Tragodara torceu o tornozelo , e somente agora Tragodara retornou aos treinamentos, o Jhonatan nem sinal ainda. Quanto ao Galhardo , entenda que o mesmo foi envolvido na verdade, pelos comentários dos setoristas azulinos, que a toda hora diziam que o campeonato seria jogado em campos elameados, fato que na verdade beira o exagero, pois os campos ficam pesados sim, porém com condições de jogo, e se você percebeu a atuação do Galhardo no mangueirão, viu que ele é um jogador habilidos e muito rápido, com plenas condições de dar alegrias a torcida azulina. E aqui fica a dica para alguns remistas, deixem assistir a jogos dos listrados bem como fazer comentários por qualquer que seja o motivo, seja altivo como todo azulino deve ser, faça como eu ignore e não supervalorize comentários sobre os vizinhos da Almirante, deixe que eles se preocupem com o mais querido, deixem que eles assistam aos jogos do mais querido, deixem que eles digam que são os melhores, deixem que eles digam que o campeonato não é importante para eles, deixem eles afirmarem que são os melhores, que vão ganhar, massacrar, golear enfim, nos meus quase 50 anos de idade, já vi, ouvi e li muita coisa sobre Remo e Paysandu, somente de tabu, eu tenho 57 jogos , e ao contrario do amigo do Denis, que deve ainda ser um garoto, eu vou preferir ficar com o campeonato, pois de vitórias contra o rival, o meu baú está lotado. E finalizando, um torcedor do bicolor, ligou para a rádio clube, informando que o último Remo x Paysandu realizado num sábado, foi vencido pelo bicolor no ano de 1999 por 2 x 0. Está errado está informação do listrado, pois o último Re x PA, jogado num sábado foi no dia 08 de maio, vespera do dia das mães e terminou empatado em 2 x 2 gols de Marlon e Landú para o Remo, Moises e Sandro para o Paysandu, e valeu pelo campeonato paraense de 2010, com o empate o Remo garantiu presença na série D, e na final do segundo turno contra o Águia.

  24. São remistas como o amigo Rocildo (?) que a violência entre torcedores não acaba. Nota-se logo a emoção exacerbada do torcedor. calma, amigo, time nenhum vale um ataque de coração.

  25. Não vi bicolor algum soltar foguetes com a vitória de ontem. Estamos em início de temporada,e como mandante,o Paysandu não fez mais que sua obrigação,com goleada,melhor,mas o time tem muito o que melhorar e evoluir,fato que a imensa maioria dos torcedores tem em mente.

  26. Pela enésima vez… Nao sei de onde alguns remistas encontram argumentos pra dizer que os bicolores têm inveja do Clube do Remo : não seria o contrário ? …

  27. esse aí deve ser da remoçada, pra falar com toda essa altivez… Calma jogador vc não tem que entender pq o PAYSSANDU é o maior e melhor clube do norte, vc tem que Aceitar!

  28. SR. Rocildo como desportista que o sr. é, e certa vez enviou-me e-mail muito gentil de sua parte a propósito ,somente para me atualizar sobre os gols do Tuica contra o Goiás, eu lhe pergunto educamente:Quanto foi e quando foi a última vitória do Remo sobre o PAPÃO e também lhe pergunto quanto foi o último jogo entre os dois titãs paraenses.Pergunto ao desportista e meio historiador, não ao torcedor.obrigado meu querido antecipadamente.

  29. Agradeço também aos elogios do xará Magno. Muita generosidade sua , eu sou apenas mais dos “loucos” por futebol e por esse blog.
    Torcedor é engraçado mesmo, O Remo vem de uma desclasssificação de uma série D em casa histórica , aliás a segunda seguida em casa , derrotado por equipes sem qualquer tradição no futebol brasilerio, vem de um espaço em branco de meio ano de competições oficiais, 6 meses sem jogos oficiais, aí recomeça com novo técnico, contrata “trocentos” ( como dizia dr.Alonso) jogadores, ainda nem tem uma espinha dorsal, faz dois jogos ruins e ganha porque futebol não é igual ao basquete ou natação onde o MELHOR sempre vence e o seu torcedor “grita” que já é o melhor do certame, até pessoas que deveriam demonstrar mais consciência e cautela e sobriedade caem nessa armadilha que é feita por parte de setoristas do clube azulino.Gostaria de compreender esse raciocínio por ser é um tirocínio muito engraçado…

Deixe uma resposta