O verdadeiro país do futebol

Por Mauro Cezar Pereira (ESPN)

Exatos 35 gols em oito jogos, média de 4,37 por peleja. Assim foi o sábado da Premier League. Para quem não consegue gostar de futebol sem muitos e muitos tentos, nada pode ser melhor. Claro que todas essas bolas na redes inglesas retratam a qualidade de vários jogadores e a fragilidade de sistemas defensivos. Não há como alcançar médias tão elevadas diante de sólidas defesas.
Mas convenhamos, um dia como esse, com tanto futebol, tanto público e tanta emoção, derruba qualquer tese contrária à realização de cotejos neste período do ano. Na Championship (segunda divisão) foram 36 gols em 12 pelejas, 29 em 10 da League One (terceira), 28 em nove embates válidos pela League Two (quarta) e 13 em cinco duelos pela Conference (quinta).
Incríveis 691.180 torcedores pagaram por ingressos nos jogos deste sábado pelas cinco princiáis divisões da Inglaterra. Claro que os britânicos estão acostumados a comparecer aos estádios em períodos como Natal e virada de ano, é uma tradição que já passa dos cem anos. E ela prova que futebol não tem época em que pode ou não pode ser jogado.

Imagem

Azar de quem pensa assim e ignorou o sábado cheio de gols. E cheio de gente vibrando nos estádios daquele que é, de fato, o país do futebol. Em pleno dia 29 de dezembro. E daí que é final de ano?

Premier League – 313.325 média de 39.165
Sunderland 1 x 2 Tottenham Hotspur Stadium of Light (41,168)
Aston Villa 0 x 3 Wigan Athletic Villa Park (33,374)
Fulham 1 x 2 Swansea City Craven Cottage (25,700)
Manchester United 2 x 0 West Bromwich Albion Old Trafford (75,595)
Norwich City 3 x 4 Manchester City Carrow Road (26,827)
Reading 1 x 0 West Ham United Madejski Stadium (24,183)
Stoke City 3 x 3 Southampton Britannia Stadium (26,391)
Arsenal 7 x 3 Newcastle United Emirates Stadium (60,087)

Championship 232.622 – média de 19.385
Huddersfield Town 0 x 0 Sheffield Wednesday John Smith’s Stadium (17,694)
Hull City 2 x 0 Leeds United The KC Stadium (23,453)
Barnsley 1 x 3 Blackburn Rovers Oakwell Stadium (9,153)
Bolton Wanderers 3 x 1 Birmingham City Reebok Stadium (17,068)
Bristol City 4 x 2 Peterborough United Ashton Gate (12,991)
Burnley 0 x 1 Leicester City Turf Moor (13,050)
Cardiff City 1 x 0 Millwall Cardiff City Stadium (24,263)
Charlton Athletic 1 x 1 Derby County The Valley (17,761)
Middlesbrough 4 x 2 Blackpool The Riverside Stadium (18,164)
Nottingham Forest 2 x 2 Crystal Palace The City Ground (23,703)
Wolverhampton Wanderers 0 x 2 Ipswich Town Molineux Stadium (28,595)
Brighton & Hove Albion 1 x 3 Watford Amex Stadium (26,727)

League One – 86.922 média de 8.692
AFC Bournemouth 3 x 0 Crawley Town Dean Court Ground (7,855)
Carlisle United 2 x 1 Bury Brunton Park (4,435)
Leyton Orient 2 x 1 Walsall Matchroom Stadium (3,865)
Milton Keynes Dons 2 x 3 Coventry City stadium:mk (13,620)
Oldham Athletic 1 x 2 Crewe Alexandra Boundary Park (3,451)
Portsmouth 1 x 2 Yeovil Town Fratton Park (12,370)
Preston North End 0 x 3 Doncaster Rovers Deepdale (9,626)
Sheffield United 2 x 3 Hartlepool United Bramall Lane (19,941)
Shrewsbury Town 0 x 0 Brentford Greenhous Meadow Stadium (5,715)
Tranmere Rovers 1 x 0 Scunthorpe United Prenton Park (6,044)

League Two – 47.127 média de 5.236
AFC Wimbledon 0 x 3 Oxford United The Cherry Red Records Stadium (4,401)
Bradford City 2 x 4 Rochdale Coral Windows Stadium (11,198)
Burton Albion 2 x 0 Southend United Pirelli Stadium (2,636)
Chesterfield 1 x 1 Morecambe Proact Stadium (6,358)
Dagenham & Redbridge 2 x 3 Port Vale The L.B Barking & Dagenham Stadium (1,697)
Exeter City 2 x 2 Barnet St James’ Park (4,085)
Fleetwood Town 0 x 0 York City Highbury Stadium (2,465)
Plymouth Argyle 0 x 1 Wycombe Wanderers Home Park (6,983)
Rotherham United 4 x 1 Accrington Stanley The New York Stadium (7,304)

Conference – 11.184 média de 2.236
Dartford 1 x 1 Cambridge United Princes Park (1,716)
Lincoln City 1 x 1 Gateshead Sincil Bank (1,906)
Southport 0 x 1 Hyde Merseyrail Community Stadium (1,068)
Stockport County 2 x 2 AFC Telford United Edgeley Park (2,791)
Wrexham 2 x 2 Tamworth Racecourse Ground (3,703)

9 comentários em “O verdadeiro país do futebol

  1. Eles gpstam de ver, pois jogar é meio complicado, apesar deles terem iniciado com esse esporte fantastico.

    O brasileiro todo ano é desconvidado a não pisar nos estádios, por vários motivos. Vai pq não vive sem futebol.

    Hoje é dia 2 de janeiro, quarta feira. O ano começou, um feliz 2013 pra todos.

    Saúde
    Paz
    Prosperidade
    Felicidade
    Vitórias

    E tudo mais de bom que cabeu nesse pacote pra todos nós.

    *Quero meu Paysandu campeão!

    Curtir

  2. O publico pode ser melhor Victor e Gerson, mas o futebol jogado…outro dia assisti um da segunda divisao…é muito chutão, passes longos, chuveirinhos, e.t.c…agora qto a parte financeira, aí o Gerson tem razao…é a liga mais rentavel do mundo futebolistico…

    Curtir

  3. Edmundo,

    A 2ª divisão inglesa é mesmo de lascar, mas não é muito diferente das demais segundonas dos maiores campeonatos nacionais do planeta. A Série B brasileira também tem jogos inassistíveis (e não são poucos), mas mesmo assim é melhor até do que a Série A.

    Curtir

  4. Não dá pra comparar a Inglaterra com o Brasil, Por aqui, muitos times grandes não têm se quer um estádio próprio, entre eles o maior de todos, o queridinho da plim plim. Acho que o torcedor tem mais amor pelo time quando participa ou pelo menos algum parente (pai ou avô) tenha participado decisivamente na vida do clube, pois desta forma ele se sentirá parte da instituição . Um exemplo é a torcida do Santa Cruz que ajudou na construção do estádio Arruda e mesmo com o clube vivendo uma interminável crise, matém uma das maiores médias de público do país. Quando o torcedor comum não participa da vida do time, entra em cena os delinquentes difarçados de torcidas organizadas, o que contribui ainda mais para o esvaziamento dos estádios.

    Curtir

  5. É verdade, Daniel…eu fico pensando as vezes com meus botoes da camisa, he he he , um Boa Esporte, um Icasa, ou quem sabe o Luverdense numa serie A….até mesmo a Portuguesa, nao leva o publico de Remo e Paysandu aos estadios …vs imaginar (nao custa nada neh?) os nossos ”titãs” na primeira divisao Brasileira ??? publico dificilmente seria batido…PS: ano passado, na 2ªdona, assisti um Boa Esporte e Duque de Caxias q vou t contar….rsrsr

    Curtir

  6. Com uma boa atuação de Julio César, o lanterna Queens Park Rangers derrotou o Chelsea por 1 a 0, fora de casa, e protagonizou a primeira zebra de 2013 no futebol mundial. Lanterna do Campeonato Inglês, agora com 13 pontos, o QPR só havia vencido uma única vez no torneio até esta quarta-feira. O herói da vitória foi o meia Wright-Philips, curiosamente, ex-jogador dos Blues.
    Além de conquistar os três pontos, o Queens Park Rangers não vencia o Chelsea no estádio de Stamford Bridge há praticamente 30 anos. O último triunfo fora em abril de 1983. Para Julio César, o resultado foi ainda mais especial: foi sua primeira vitória com a camisa do QPR (no único triunfo até então, sobre o Fulham, Rob Green era o titular).
    Com a derrota, o Chelsea, que já havia parado em Julio César no primeiro turno (um 0 a 0 que marcou justamente a estreia do ex-arqueiro do Inter de Milão no time de Loftus Road), segue com 38 pontos, na quarta posição, mas com um jogo a menos.

    Esse é o Campeonato Inglês velho de guerra…rssrrs….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s