21 comentários em “Ranking da Folha SP traz Papão em 18º

  1. O pessoal da folha de são paulo tá de sacanagem, colocar o campeonato paulista como 10 pontos com igualdade com o campeonato carioca. E ainda mais 7 pontos para o vice (nesse caso o vasco devia liderar). Desse jeito até o bangu tem mais titulos ! O campeonato paulista vale 10 vezes mais que o campeonato carioca. Se depender de taça guanabara o corinthians e o palmeiras tem 500 titulos cada.

  2. Esse ranking e uma porcaria o Remo tem 42 regionais , pela soma de 05 pontos cada daria 210 pontos e ele ta fora da lista.Comparar as campanhas do Remo com Santo André, paulista e brasiliense e brincadeira, daqui a pouco o futebol em vez de centenário vai ter só 10 anos e o Charles Muller trará uma bola da Nike em um Jumbo 747 da TAM, faz me rir.

  3. Minha surpresa é o CSA de Alagoas, o bicolor de lá. Atualmente está sem divisão, mas aparece numa honrosa 21° colocação.

    Qual foi a “desgraça” que este time fez no passado, alguêm sabe?

    Por outro lado não entendo o pq do Fortaleza está a frente dos dois papão, do Pará e do Ceará, ja que os mesmos tem carreira internacional. Uma injustiça.

    Inclusive na frente da dupla do Paraná que já foram campeões brasileiros.

    Todo ranking tem seus acertos e seus defeitos.

    Mas me orgulho de como bicolor ver o papão entre os 20 melhores do Brasil.

    Já o rival paga caro por ter 100 anos mas não ser de fato o filho da Glória e do triunfo, e hoje não ser mais o tão propalado rankiádo do Norte do futebol brasileiro.

    É a lingua companheiro!!!

  4. Pessoal, eu ja sabia disso. Foi exatamente esse modelo de ranking por conquista de títulos que sugeri a CBF no início de 2011 quando denunciei na ouvidoria da mesma aquele método anterior de apuração arcáico, rudimentar o qual desvalorizava a conquista de titulos e valoriza os pontos conquistados em participações de torneios da própria CBF. Fui mais além e disse como a a CBF desvalorizar as príprias competições que ele oficializava. Dei um pequeno exemplo aqui mesmo do futebol de Belém, onde resido que o Clube do Remo liderava o ranking no norte a mais de 30 anos e jamais iria perder para o segundo colocado Paysandu, nem mesmo se o bicola ganhasse a primeira divisão, porque a CBF apurava o ranking anterior por conquista de pontos nas competições da década de 60 até hoje, inclusive pontos de ganhos na quarta divisão pelo Remo o qual por isso possui cerca de 200 pontos a mais que o Paysandu. Disse também que a CBF deveria valorizar os títulos conquistados pelos clubes ou os campeões da mesma forma que o COE, Comitê Olimpico Internacional valoriza os campeões nas olimpiadas. Ou seja, no ranking do COE, um pais pode ou atleta pode ter 50 medalhas de segundo lugar mas se um país possuir pelo menos uma de ouro ou seja o titulo numa competição, passará na frente desse que tem so medalhas de prata. Isso é a valorização dos campeões. Então tudo isso pesou na balança e a CBF catou minhas reclamações, me mandou resposta prometendo mudanças para 2013. A meudança veio não exatamente como sugeri, mas a valorização de títulos foi creditada nos últimos 5 anos sendo um ranking mais justo que o anterior e com isso o bicola, de forma justa assume a liderança de todos os rankigs do norte. Avante Papãoaoaoaoaoaoaoaoao

  5. Pessoal, eu ja sabia disso. Foi exatamente esse modelo de ranking por conquista de títulos que sugeri a CBF no início de 2011 quando denunciei na ouvidoria da mesma aquele método anterior de apuração arcáico, rudimentar o qual desvalorizava a conquista de titulos e valoriza os pontos conquistados em participações de torneios da própria CBF. Fui mais além e disse como CBF podia desvalorizar as proprias competições que ela oficializava. Dei um pequeno exemplo aqui mesmo do futebol de Belém, onde resido, que o Clube do Remo liderava o ranking no norte a mais de 30 anos e jamais iria perder para o segundo colocado Paysandu, nem mesmo se o bicola ganhasse a primeira divisão, porque a CBF apurava o ranking anterior por conquista de pontos nas competições da década de 60 até hoje, inclusive pontos de ganhos na quarta divisão pelo Remo o qual por isso possui cerca de 200 pontos a mais que o Paysandu. Disse também que a CBF deveria valorizar os títulos conquistados pelos clubes ou os campeões da mesma forma que o COE, Comitê Olimpico Internacional valoriza os campeões nas olimpiadas. Ou seja, no ranking do COE, um pais pode ou atleta pode ter 50 medalhas de segundo lugar mas se um país possuir pelo menos uma de ouro ou seja o titulo numa competição, passará na frente desse que tem so medalhas de prata. Isso é a valorização dos campeões. Então tudo isso pesou na balança e a CBF catou minhas reclamações, me mandou resposta prometendo mudanças para 2013. A meudança veio não exatamente como sugeri, mas a valorização de títulos foi creditada nos últimos 5 anos sendo um ranking mais justo que o anterior e com isso o bicola, de forma justa assume a liderança de todos os rankigs do norte. Avante Papãoaoaoaoaoaoaoaoao

  6. Todo ranking é polêmico, sou Paysandu mas realmente é uma sacanagem o Papão atrás de Fortaleza e Ceará, outra distorção é o CSA a frente do Goiás.Outra boa indagação é a do Sérgio, realmente se o cachorro de peruca ganhou 42 estaduais teria 210 pontos e apareceria entre o 22º e 24º e cadê a pontuação pras conquistas da série B Papão 2, série C e D????

  7. Foi exatamente o que relatei e propuz a CBF como mudança Sergio Costa. O ranking de titulos é o mais justo sim, porém o unico problema deste método de apuração da folha de São Paulo, é que eles diferente da CBF dão valor às conquistas de titulos como deve ser, mas não valorizam o peso ideal que deberia ser dado para cada titulo conquistado para evitar ainda essas distorções que estão ocorrendo. Para ser mais claro, um título de primeira divisão deveria valer indiscutivelmente centenas de pontos a mais que um titulo da segundona e muitas centenas a mais que um titulo das terceira e quarta divisão e torneios norte e nordeste da decada de 60 ,do nordestão atual e de estaduais porque acho que um clube que tem titulos de primeira divisão a qual é muito dificil conquistar, deveria levar grande vantagem e assim sucecivale. Mas como esse critério da folha de são paulo não leva isso em conta e dá uma pequena diferença de peso entre os titulos disputados e conquistados, os times como fortaleza e ceará que nunca ganharam um brasileiro, possuem somente estaduais e varios titulos e vices do torneio norte e nordeste e o nordestão atual ficam na frente do papão, injustamente. Mas fica o consolo de sermos o 18 e posuirmos 3 titulos nacionais nos ultimos 20 anos e a liderança no norte. Avante Papão

  8. Neste ranking o Paysandu esta em melhor situado que times “figurões” tipo Náutico, Goias e Atlético paranaense em razão da contabilidade do titulo da Copa do Suriname conquistado pelo Papão em 2011. vale lembrar que este foi um dos critérios considerados pelo jornal. Quanto ao Remo, os torcedores devem protestar para incluir a copa Ferreirinha na contabilidade e assim sonharem em aparecer nesta tabela. KKKKK

  9. amistoso do REMO 2X1 CASTANHAL , quase 6mil torcedores , só falta agora o data folha vim fazer pesquisa aqui na nossa região e dizer que tem mais torcedor do paysandu que do REMO , essa eterna magoa, inveja, os secadores nunca vão atingir pois por mais que queiram alguns , cronistas , report , fofoqueiros , invejosos e fanaticos pelo seu clube , ainda abram a boca para dizer . ” não o estado é 50% REMO e 50% paiy.. ” enfim , nos dias de hj nos torcedores do REMO temos que fazer como era em ROMA na epoca de cristo , fazer de conta que está tudo certo , quando na verdade tava tudo errado. vamos fazer de conta que é assim remistas ok., alias apenas o cronista guilherme guerreiro e o carlos castilho admitiram á superioridade da torcida do remo em numeros , generos e graus ., ganhando sempre pra não dizer todo ano , em renda , publico presente venda de camisas, mas mesmo assim ainda tem profissional em cima do muro.

  10. o que dizer desye fenomeno ? em plena sexta feira com cara de chuva e vento forte anoite , ingresso á $ 10,00 reais, movimento de saida de belém em alta nesta sexta, com á palavra os donos da verdade do futebol, fofoqueiros,fanaticos ,mandigueiros ,videntes para justificar este fenomeno de publico hj no baenão , para um time sem divisão , sem rank como dizem muitos aqui, sera que não tinha ninguem do data folha hj aqui no baenão , nesta data ,nesta noite? quanto mais falam do REMO a resposta vem parece á noite , calada e silenciosa. sempre em primeiro lugar em tudo!!!

  11. Agora o mais novo desvario em substituição ao tal “rankiado” do norte: a tal “maior torcida”. Pelo amor de Deus, mas é muito desespero…

    PS: líder em venda de camisas? O Paysandu chegou a ser (e ainda é um dos que mais vendem) um dos 5 times do Brasil que mais vendia camisas por ano. E a julgar pelas ruas de Belém, isso ainda pode ser atestado.

  12. É inútil discutir sobre bases empíricas: Quem tem maior torcida, quem vende mais camisa, quem tem melhor ranking. Temos que nos deter em números, na fria matemática não adianta falácia e bravatas. Nos números, a única coisa que o remo tem a mais que o Paysandu é o rainha das rainhas, afinal não falta maquiadores, cabelreiros, coreógrafos…. No barrenão.

  13. é a tradicional paixão em vez da razão ., realmente o REMO não tem nada , mas afrimar que menos torcida que o payssandu é loucura afirmar tal fato. até agora ninguem justificou o pq de tanta gente em uma sexta feira fria , deserta , em pleno ano novo , ingresso á 10, o mais interessante é que já vi jogos importantissimos para maquina do payssandu que simplesmente o seu publico era ridiculo., e que não superava a casa dos 4 mil em varias rodadas do campeonato paraense. lembren-se em 2013 tudo pode mudar , basta um subir e outro descer é a logica da realidade , quero que o time de vcs até suba mais pois é melhor para o REMO , pois um cresce no sucesso do outro. estamos falando é de REXPA , zezé de camargo e luciano , chitãozinho e xororó , gian e giovani , gregos e troianos , brasil e argentina. um não vive sem o outro.

  14. Meus caros colegas,

    Creio que o Ranking da CBF deveria agrupar os dois aspectos, ou seja, o título e vice e o atual momento de cada clube… Sendo o primeiro uma pontuação permanente (mas que não pode ser maior que a pontuação dada ao momento vigente de cada clube) e o segundo variável…

    Aquilo que disse em outra postagem, não podemos desmerecer
    tulos e vice campeonatos, pois ocorre distorções absurdas comoo ranking da FIFA que tem o Brasil atrás da poderosa Grécia (?)…

    E vice versa, já que considerar somente títulos, resulta em distorções como o fato do ASA e mesmo do meu time (PSC) na frente de Goias e Naútico respectivamente… O momento mostra situações bem diferentes…

  15. Adriano, quantas postagens repetitivas no mesmo post?! Quem parece invejoso e desesperado? Só lamento pro seu time, amigo. Feliz ano novo!

Deixe uma resposta