Um monstrengo chamado Libertadores

Por Juca Kfouri

taca_libertadoresDesde que deixou de reunir apenas os times campeões nacionais e, vá lá, os vice-campeões, a Libertadores, a exemplo do que aconteceu em certa medida também com a Liga dos Campeões da Europa, inchou a tal ponto que virou um monstro. Repleta de times sem o menor significado. E ainda recheada por distâncias sem sentido com a introdução dos mexicanos, além das altitudes pornográficas e falta de segurança, coisa para a qual o Brasil também colabora.

Desde que o Corinthians ganhou a taça se esperava alguma reação, porque prometida, no sentido de torná-la mais civilizada sem que alguém pudesse argumentar que o choro alvinegro era o de perdedor. Mas ficou na promessa.

E eis que temos aí uma nova Libertadores pela frente nada atraente, pelo menos até as oitavas de final. Porque submeter o tricampeão São Paulo, na volta das férias, a ir jogar em La Paz, a 3.600 metros de altitude, é um absurdo, minimizado apenas por poder fazer o resultado no primeiro jogo, no Morumbi. O ideal seria mandar o time B ir cedo para a Bolívia se aclimatar na altitude.

O Grêmio corre risco, não só pela tradição da LDU de Quito, como pela altitude da cidade, 2.800 metros,  e pelo mau histórico neste ano sempre que o tricolor gaúcho jogou para decidir. De resto, nenhum dos brasileiros que entram na fase de grupos parece correr maiores riscos, apenas  o Palmeiras mais que os demais por motivos óbvios.

O Fluminense caiu no grupo mais fácil e deve aproveitá-lo para ganhar todos os jogos e garantir o primeiro lugar nas fases de mata-mata. O Flu parece ser o único dos brasileiros candidatos a ficar invicto na primeira fase, embora deva ter Grêmio ou a asa negra LDU pela frente. O Galo terá a altitude para pegar o fraco Strongest, em La Paz,  e um argentino, sempre indigesto, mas superável, por ser só o Arsenal.

E o campeão Corinthians pegará o mexicano Tijuana, campeão do Apertura local neste ano, numa longa viagem de 10 mil quilômetros, para uma cidade ao nível do mar;  o San José boliviano, em Oruro, a nada menos que 3.700 metros de altitude, e o Millonários, também na altitude, mas de Bogotá, mil metros mais abaixo. Um porre!

Prepare-se pois, torcedor dos seis brasileiros, ao espetáculo dos escudos policiais tentando garantir a cobrança de um simples escanteio, dos jogadores em tubos de oxigênio e esfalfados por viagens à América do Norte, cujos times, se vencerem o torneio, não participarão do Mundial da Fifa.

Porque estão na Libertadores apenas para agradar a Fox e seu mercado de língua espanhola nos Estados Unidos e, é claro, no México, o que aumenta a premiação, mas diminui ainda mais o nível técnico, menos pelo futebol jogado pelos mexicanos, mais pelo esforço para jogar lá e eles cá

6 comentários em “Um monstrengo chamado Libertadores

  1. E o que dizer então do enfadonho campeonato bandeirante, onde se joga contra times sem o menor apelo e os grandes os enfrentam de forma protocolar. Vem aí os 5 meses mais enfadonhos do futebol nacional… os meses dos “Super Estaduais”. Credo. Só o que interessa mesmo é o campeonato paraense, os demais, passo!

    Curtir

  2. Mais engraçado ainda, meu caro, é que o artigo é escrito por um corintiano declarado, o grande Juca Kfouri. Será que ele está errado ou maluco?

    Curtir

  3. O Juca, a exemplo de outros cronistas esportivos, só criticam a Libertadores e outras competições com o intuito melhorá-los, pois sabe que poderiam ser muito melhores (ele por exemplo chama o Paulistão de paulistinha). Essas críticas têm endereço certo: os dirigentes, neste caso, o recado vai para o presidente da Confederação Sulamericana, o Sr. Nicolás “Vitalício” Leoz.

    Curtir

  4. Boa pergunta Gerson essa pergunta se Juca ta maluco ou nao dev[ia ser feito as torcida de Famengo, Sao paulo, Santos, Gremio, Internaconal, Vasco, Cruzeiro, Palmeiras e todos aqueles que ralaram muito pra ser campeao da libertadores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s