Remistas preparam festa pelo novo pórtico

Operários ainda trabalham nos ajustes finais do escudo do Clube do Remo no estádio Evandro Almeida. A entrega solene e festiva do novo pórtico, reconstruído depois da destruição promovida há dois anos, acontecerá na manhã de sábado (18), com a presença da torcida azulina e dos grandes beneméritos do clube. Na ocasião, serão ainda comemorados também os 101 anos da reorganização do clube, que transcorre neste 15 de agosto com vários eventos na sede social de Nazaré.

14 comentários em “Remistas preparam festa pelo novo pórtico

  1. Pra variar, os marginais da “Terror Bicolor” fizeram uma pichação básica por lá, mas já apagaram. Boa iniciativa após a destruição bárbara da memória patrocinada pelo corretor de imóveis.

  2. só comentando que se não fosse um pedido de uma menina para o seu pai que é torcedor azulino Paulo Alves, este pórtico estaria como o Amaro Klautau deixou, a diretoria tem que ficar muito grata por parte do pedido de uma criança para o seu pai.

  3. Amigos Antonio, Sergio e Cassio e demais amigos azulinos, eu sempre postei aqui desejando que o rival azulino, time que tem a 2° maior torcida do estado do Pará, fizesse exatamente isso aí.

    O Remo é um grande time do nosso Brasil e não poderia deixar que seu estádio que fica na entrada da mais linda avenida de Belem, contribuisse de forma negativa, como estava, agora sim, apesar do escudo e dessas cores, ficou mais bonito.

    Quem visita Belém, e gosta de futebol, sempre se interessa em conhecer os nossos clubes, apartir de hoje levarão uma boa recordação.

    De coração, parabéns ao Remo e sua torcida por este resgate da sua história.

    *Somos rivais, mas nunca inimigos.

  4. Tenho opinião bem controversa. Vou começar com a frase: A mão que constrói é a mesma que destrói! Podem me esculachar, mas não aplaudo isso. Sou Remista! Do que adianta pintar o externo se o interno está podre? Não só o Baenão, mas o Remo está podre, corroído por dirigentes falastrões e incompetentes. Amigos, o Remo está na série D, ou fundo do poço (mais claro, impossível). Todos os grandes clubes possuem estrutura que condiz com o termo grande! Estádios (Curuzú e baenão podem ser chamados assim?) não são garantias de futuro. Portanto, penso que o Baenão deva ser vendido, e no seu lugar tenha um CT para apoiar a base e gerar renda que não a da bilheteria. Amaro Klautau tentou fazer, mas de forma obscura… precisamos urgente fazer isso antes que chegue o momento do último torcedor apagar as luzes e fechar as portas.

  5. Será por ser ano de eleição que providenciaram tudo isso? Estão dando mais enfase a reposição quando da destruição.

    1. Amigo Diogo, é claro que a ênfase à reconstrução é maior, até pelo caráter festivo. E é natural que seja assim. Por outro lado, por ocasião da destruição, quem estava mandando no clube era o próprio destruidor.

  6. A fachada com toda extensão pintada fica bonita até porque a cor branca prevalece. Imaginem se radicalizam a tradicional cor e fosse todo azul.

  7. Foi preciso a mão do torcedor para que a coisa saísse. Essa diretoria se aproveitou da burrice do Klautau, assumiu e não fez nada para mudar a realidade do Remo (fora comprar a vaga na série D). E vai se aproveitar do amor do torcedor azulino pelo seu clube. Como tem feito todas as diretorias do remo nos últimos 18 anos.

    Mas o escudo é lindo. O Remo é lindo. Não por causa de seus dirigentes, mas apesar deles.

  8. Senhores, já faz quase hum ano que não vou à Belém. Poderiam me dizer o que é esse troço de concreto no meio da Almirante Barroso??

Deixe uma resposta