16 comentários em “Com pênalti amigo, Fla vence Baêa

  1. Foi daqueles jogos (como tantos outros ultimamente) que deixam a gente com nojo de futebol. Um pênalti que envergonha o futebol brasileiro e feito para atender o interesse da TV, ancorada em apenas dois times, Fla e Corínthians. O Corínthians já não tem mais interesse no campeonato, resta o Flamengo para alavancar a audiência. Esperem por mais coisas desse tipo.

  2. Carlos, sendo verdade tudo isso q vc escreveu, daqui ha pouco o S C Corinthians estará nas primeiras colocacoes…rs rs rs ….

  3. Não sou flamenguista. A expulsão do jogador rubro-negro se deu graças ao primeiro amarelo exagerado numa falta comum e ao segundo num lance em que nem falta houve. O Mancini primeiro coloca o braço na frente do adversário, que, muito mais jovem lhe toma a frente e então o jogador do Bahia “desaba”. Concordam?

    1. Maurício, achei que as faltas aconteceram. A primeira foi mais dura, uma pernada por trás. Na segunda, o Mancini estava à frente e ele empurrou o jogador que ia em direção ao gol. Não vi exagero nos cartões.

  4. Paulo Arthur,

    Os melhores e maiores, ao invés de serem invejados, não seriam ajudados? Tenho simpatias pelo Flamengo, já nem me considero torcedor de fato, pois acho que torço mesmo como manda o figurino para o Papão da Curuzú. Mas este pênalty inventado e escandaloso, tal e qual aquele marcado a favor do Corínthians contra o Botafogo (foram idênticos até na simulação), é de revoltar qualquer torcedor, desde o mais descerebrado até o mais lúcido. Se fosse realmente tratado como m produto a ser consumido, vendido ou comercializado, um pênalty arbitrário como o de ontem abriria precedentes, quem sabe, até para processos contra os responsáveis pela partida e todos os envolvidos em sua promoção por lesão ao consumidor. Não sei se alguém já interpretou tal questão por este viés, mas estes penais à brasileira, como bem diz o Mauro Cézar Pereira,, via de regra interferem diretamente no resultado das partidas. Deu nojo mesmo!

  5. Verdade e esse lance da expulsão do jogador do Flamengo, injusta por erro da arbitragem, não foi assinalada pelo camarada e nobre escriba de Baião. Rs. Por outro lado, apesar da presepada do Ibsen (excelente nessa prática, por sinal, somente perdendo para o Neymar e o Luíz Fabiano), ficou claro o tranco do jogador do Bahia no rubro-negro, portanto penal claro. Sou mengão e reconhe3ço que muitas vezes o Flamengo tem sifo facvorecido pelo apito amigo (fato que os corintianos não reconhecem), mas nesse caso, acho que está se vendo chifre em cabeça de cavalo. Rs.

    1. Não vi injustiça na expulsão do rubro-negro, amigo Cássio. O jogador cometeu duas faltas violentas, entradas por trás, e mereceu os cartões.

    2. Amigos Daniel e Cássio, não vi penal claro de jeito algum. Vi e revi imagens da Rede Bobo e na Band, e o Ibson claramente encena a falta, chega a cair gritando. Depois, ao ver o truque avalizado pelo soprador de apito, sai comemorando, acintosamente. Pênalti mandrake, no melhor estilo corintiano.

  6. O pior de tudo é ver aquela palhaçada do Renato, jogando a braçadeira no chão.
    O Renato não deveria fazer isso, pois o Mancine apenas teve a infelicidade de tocar naquele objeto que caiu acidentalmente.

    Já imaginaram, Belline, Torres, Dunga ou Cafú fazendo isso?

    POBRE CLUBE DE REGATAS FLAMENGO!

  7. Amigo Gérson, sinceramente eu percebi um tranco do zagueirão baiano. De fato, o Ibsen encenou e pode ter induzido o árbitro ao erro, como eu talvez tenha sido induzido. Agora, se não houve o penal, o Edmundo tem razão e não é somente o Ibsen que deveria ser observado e punido. Neymar e Luís Fabiano (esse arrancou penal até em Copa do Mundo) são useiros e veseiros em fazer isso. O ruim disso tudo é que quando são derrubados de verdade, os árbitros descolados não marcam. Gérson, você não acha que Luís Fabiano poderia ter uma nova chance na seleção? O cara tem faro de gol e não tem idade avançada. Se ele manter essa forma e essa volúpia, sei não. Tem coisa pior sendo convocada. Seria um banco de qualidade ao Neymar, pela experiência que tem.É bem melhor que o Damião e o Pato.

    1. Amigo Cássio, a câmera que fica atrás do gol mostrou que o zagueiro chegou atrasado e nem tocou no Ibson. Trata-se inegavelmente de um talento cinematográfico até hoje pouco reconhecido por Hollywood.

  8. A simulação do Ibson foi escandalosa. Simplesmente dobrou as pernas sem ser tocado. Era amarelo no mínimo.

Deixe uma resposta