17 comentários em “Timão elimina Peixe é finalista da Libertadores

  1. Assisti só o 1º tempo e, uns 10 min do 2º e, dava pra perceber que o Corinthians jogava com espírito de decisão e isso é fundamental em um jogo, onde dois os times se equivalem. O Santos, foi melhor no 1º tempo, mas jogava sem essa vontade de ser finalista, no que penso que foi primordial para sua desclassificação. Boa sorte ao Timão, na final.

  2. O Santos é um time que está sendo cobrado por tudo que já apresentou e Neymar, como o Salvador da pátria, carrega fardo maior. É preciso a presidência do peixe se conscientizar que já estar na hora de algumas reformulações no elenco para manter a pegada que o time tinha até então. O Santos é um clube simpático e merece respeito de todos, inclusive dos corinthianos.

  3. Penso que o único time que pode parar o Boca é o mosqueteiro. Se o Boca for à final (o que acredito, não pelo time, que é fraco, mas pela tradição que La U não tem), os paulistas tem condições de pará-los, porque é um time que ataca pouco e faz pouco gol, coisa a que o Boca não está acostumado. Taticamente, a retranca mosqueteira será um obstáculo para o fraco time hermano. Por incrível que pareça, o primeiro título corintiano poderá vir de um time sem qualificação ofensiva. E dá pra imaginar no mundial uma final entre o Chelsea europeu e o Chelsea brasileiro. Quem fará a maior retranca?

  4. Acho que esse equipe do timão é provavelmente mais limitado que outros times do corinthians que já disputaram libertadores e não chegaram a uma final.Não joga bonito e pode acabar sendo campeão.

    1. De fato, joga muito feio, amigo Marcelo. Mas talvez este seja o ano dos feios no futebol, vide exemplo do Chelsea na Liga dos Campeões.

  5. Sinceramente, é por essas e outras que penso que o Neymar e o Ganso não são tudo o que pintam! Ta certo que o time corintiano não pratica futebol e sim o anti-futebol, com seu esquema totalmente retrancado, abdicando de atacantes de oficio na área, dando prioridade sempre ao setor defensivo.

    Mais e inegável que o futebol apresentado por PH Ganso e Neymar, nos momentos decisivos dos jogos some. Não sei o que acontece com o futebol dos mesmos.

    O Corinthians dentro de sua proposta de jogo foi merecedor da vaga, agora ser tem futebol ou melhor (se seu ante-futebol) será o suficiente para conquistar o título isso e um outro assunto.

    – Mais como joga feio esse Corinthians! Quanto pragmatismo, eu heim.

  6. Ontem assisti o jogo todo, diferentemente da partida da semana passada. E percebi ao longo da contenda que:

    1) Os times são absolutamente normais. O Timão com sua proposta de esperar o adversário quase foi surpreendido pelo Peixe, que se fosse mais insinuante teria alcançado ainda no primeiro tempo o 2° gol, pois o Corinthians dava um certo espaço.

    2) O Corinthians disputava as jogadas com mais intensidade, e parecia que fisicamente o time corinthiano era bem mais encorpado do que o time santista. Além disso, o time de Parque São Jorge joga por “uma bola”, e quando consegue, se fecha atrás.

    3) Sinto em dizer, pois defendi a presença de ambos na África do Sul em 2010, mas começo a acreditar que Dunga tinha razão ao não levar Neymar e Ganso ao Mundial. São jogadores que não se impõem perante as dificuldades, se escondem do jogo e quando recebem a bola não tentam as fintas, dribles e passes mais arrojados. Será que é por isso e não por suas multas rescisórias que não foram jogar na Europa, “preferindo” o “reinado” nos combalidos e paupérrimos campeonatos disputados por aqui?
    Ontem, no 2º tempo, a bola queimava no pé da dupla, que procurava se desfazer dela em toques de primeira.

    4) Alan Kardec na extrema direita, Durval na zaga, Borges encaixotado no comando de ataque… se esse é o melhor time do Brasil, o que dizer então do pior?

    5) Não costumo dizer que a retranca é anti-jogo, mas é uma estratégia, que pode dar certo ou não. Por enquanto, para os corinthianos, vem dando certo.

    6) Algo está errado ou fora do lugar quando em jogos decisivos os goleiros são pouco acionados, mesmo sabendo que são jogos mais brigados. Não lembro de uma grande defesa do arqueiro Cássio e lembro-me apenas de uma grande defesa do arqueiro Rafael, em arremate de cabeça de Jorge Henrique.

    7) Ganso é lento em demasia. Talvez fosse lento mesmo até para uma época em que o futebol era mais cadenciado. Seu pouco caso do jogo em certos momentos é irritante.

    8) Aposto numa final entre Corinthians e Boca Juniors, que é uma finalzaça pela grandeza das equipes e nesse aspecto não deverá em nada para a final “clássica” do ano passado entre Santos e Peñarol. Mas pelo nível técnico das equipes, inclusive o Boca que não é mais o mesmo, a América do Sul irá muito mal representada ao Mundial de Clubes da FIFA.

    Parabéns ao Corinthians pela inédita final. A chance de ser campeão é agora.

  7. Como pode ser o ano dos feios caro Gerson? Eu sou feio, no entanto me pareço um pouco bonito, além do que, o Corinthians venceu mais na falta de vontade santista e na falha individual do zagueiro DURVAL, este pode ser comparado ao DIEGO BARROS do clube do Remo, tão ruim quanto.

Deixe uma resposta