Última carreata contra a divisão

Neste sábado (10), a partir das 8h, com saída da avenida Tamandaré, esquina com 16 de Novembro, acontecerá a última carreata do “Não”. Mais uma portunidade do povo do Pará mostrar que quer continuar unido e que juntos podemos fazer um Estado mais forte. A carreata é promovida pela frente contra a criação do Estado do Tapajós. Da avenida Tamandaré, seguirá pela avenida Nazaré, travessa Castelo Branco, rua José Bonifácio e avenida Perimetral terminando em frente ao Colégio NPI.

10 comentários em “Última carreata contra a divisão

  1. Ao menos essa discussão toda acendeu o civismo paraense, tem gente que nem sabia como era o hino paraense, nós somos um povo rico, por isso o TSE, gastou uns R$ 10.000.000, coisa pouca!

    Curtir

  2. Postei antes , cedo ,não foi publicado ainda , mas repito .Além do civismo que o paraense mude sua forma de pensar.Que aprenda a fazer escolhas , elegendo novos politicos, gente com idéias altruistas que possam mudar a situação do oeste , sul e todos os quadrantes do estado.Se apenas os eleitores do oeste e sudeste ou sul votassem , a divisão venceria , por conta do esquecimento, do abandono dessas regiões.No entanto não vejo como isso possa ser mudado apenas com a criação de novos estados.Mas que fique claro que o POVO PARAENSE no geral precisa se preocupar com o desenvolvimento do estado e isso só irá acontecer se houver uma consciencia maior , uma mudança de atitude.Precisamos rever conceitos e eleger melhor nossos politicos.Na região de Capanema , Cap.poço , Oure´m os mesmos politicos se revezam em cagos legislativos e executivos há décadas e o povo não muda , não vota em ninguém diferente, depois reclamam de ABANDONO.Pará UNIDO e MUDANÇA na politica.

    Curtir

  3. De acordo com as últimas pesquisas DATAFOLHA, o NÃO vence a batalha do plebiscito do Pará. Quero afirmar, antecipadamente, que já temos uma nova data para o próximo plebiscito: 5 de Outubro de 2014. As próximas eleições para Governo do Estado, Deputado Estadual, Deputado Federal e Senadores, mostrará nitidamente a vontade do povo do Sul do Pará.

    É importante ressaltar que todos os ¨FORASTEIROS¨ do Sul do Estado, também têm em suas mãos um objeto muito cobiçado pelos políticos do PARÁ que é o Título de Eleitor.

    Atravessar a linha imaginária que dividirá os Estados do Pará e Carajás para pedir votos em terras de ¨FORASTEIROS¨ não será tarefa fácil. As trincheiras já foram montadas e a ferida está aberta, dificilmente serão desfeitas.

    Mas, não de todo isto pode ser considerado mal: antigamente, e ainda hoje, em alguns países as diferenças são resolvidas com guerras e não com votos.

    Nasci no Pará. Filho de paraenses. Neto de paraenses

    Quem viver verá.

    Curtir

  4. O TSE estima que poderá haver abstenção de até um milhão de eleitores por conta do feriado e do pouco envolvimento político dos paraenses, principalmente dos belenense que preferem ir à praia nos feriados. O TSE afirma que tal abstenção poderá decidir o resultado do pebliscito. Será que as estimativas se confimarão?

    Curtir

  5. Amigo Gregório vc está coberto de razão, vc está pensando muito bem, quisera que todo o povo destes lados acompanhe o seu pensamento.

    Na próxima eleição vcs precisam eleger pessoas que realmente lhes representem e não politicos que pegam votos aí e depois vem pra cá morar e passear, quer um exemplo?
    O sr. Wandekolk Gonsalves, que pode até ter casa aí, mais que é muito comum ve-lo aqui em Marituba pegando seu barquinho p/ ir pescar em alguns finais de semana.
    Se ele fosse genuinamente daí, vc acha que ele teria tempo p/ isso?

    O Giovani Queiroz é outro, em vez de representar vcs prefere lutar pelo PDT, aí ele diz que o Pará dividido será mais forte, mas nas inserções na tv do PDT ele diz que juntos podemos construir um Pará mais forte.
    E tem muito mais outros que vcs elegeram e que de fato fizeram por vcs?
    E olha que não são poucos.

    Sobre a questão da guerra, um bom perdedor se torna também vencedor, quando reconhece que perdeu.

    E não esqueça o forasteiro mor já se mandou daí, muitos outros irão.
    Ficará quem realmente ama este torrão. Não farão falta os covardes que um dia quiseram dividir quase que na marra o estado do Pará.

    Édson, nascido no bairro do Jurunas em Belém do Pará!

    Curtir

  6. Aqui no Para ninguem domina niguem, nasci no Rio Maracapucu no interior da minha querida Abaetetuba, nem por isso desmereco minhas origens e tao pouco menosprezo meus irmaos paraenses de outras cidades, tenho respeito muito grande pelas pessoas e pelas cidades que conheco, agora querer que uns poucos venham de outros lugares e acham que podem tomar conta daquilo que nao e deles, ai meu amigo, eu vou defender minha terra com unhas e dentes. Os incomodados que se mudem mesmo, todos sao capazes de mudar ate os politicos podem ser mudados. 55 Neles!

    Curtir

  7. Almeida, não sei que exploração é essa que vc tanto fala. Não vejo exploração nenhuma a não ser desses politicos que vc´s elegem que por sinal são os mesmos que querem separar o Pará. O governo repassa muito dinheiro para as prefeituras de todas as cidades do Pará. É muito estranho que só aí que não aparece o investimento, pq será hein? Será que não é culpa destes mesmos politicos que vc´s elegem e que querem agora a divisão?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s