Air Jordan vira vilão no basquete americano

Do Folhaonline

Michael Jordan, 48, quem diria, tornou-se vilão na NBA. Atribui-se a ele a decisão de não aceitar as condições que poriam, no início desta semana, um ponto final ao locaute (greve dos patrões). O ex-jogador é sócio majoritário do Charlotte Bobcats, um dos sacos de pancadas da liga. A franquia amargou prejuízo estimado em US$ 20 milhões (cerca de R$ 35 milhões) na temporada passada. Segundo nota publicada no jornal “New York Times”, Jordan integrou um grupo de dez a 14 patrões que não aceitou a última proposta de partilha dos lucros, um dos pontos cruciais do novo acordo coletivo de trabalho da NBA. O ex-jogador queria que 53% dos rendimentos das franquias ficassem com os patrões. O restante seria repartido entre os jogadores. Mas os atletas dissolveram seu sindicato antes de chegarem aos números pedidos por Jordan. Quando lhes foi oferecido que 50% dos lucros ficassem para eles, os jogadores anunciaram que apelariam à Justiça pelo acordo.

Até a temporada 2010/2011, o acordo coletivo de trabalho da NBA dava aos atletas 57% dos lucros. As franquias reclamaram que tiveram prejuízo de US$ 300 milhões (R$ 529 milhões) no último ano. A próxima edição da liga americana de basquete está ameaçada de não acontecer. A NBA anunciou ontem que, até 15 de dezembro, não haverá nenhuma partida. Embora existam mais patrões defensores de um acordo mais severo para os atletas, coube a Jordan carregar a pecha de traidor e despertar a fúria de fãs na internet.

Logo ele, o “maior jogador de todos os tempos”, como o classifica a própria NBA em seu site, ou o dono de franquia que fechou acordo para faturar mais de US$ 30 milhões por temporada quando estava no auge como atleta deu as costas para a classe. Os mais exaltados lembraram que Jordan chegou a sugerir que o último time pelo qual atuou, o Washington Wizards, fosse vendido, uma vez que não rendia o suficiente para se manter competitivo. O armador Nick Young, que jogou pelo Washington Wizards na última temporada, defende um boicote aos produtos do, agora, ex-ídolo.

2 comentários em “Air Jordan vira vilão no basquete americano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s