O adeus do “Risadinha”

O ex-ponta direita Paulo Borges morreu nesta sexta-feira, em São Paulo, aos 66 anos, vítima de câncer no pulmão. O jogador, que começou a carreira no Bangu, do qual é um dos grandes ídolos, ganhou notoriedade ao se tornar um dos heróis do fim do tabu do Corinthians contra o Santos, que já durava 11 anos e 22 partidas. O “Risadinha” anotou um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o time da Vila Belmiro, no dia 6 de março de 1968, no Pacaembu, pelo Paulista. Por causa disso, Borges, que estava apenas emprestado ao Corinthians, foi contratado na transferência mais cara realizada até então, 1 milhão de cruzeiros. “Em 1966, depois de um jogo contra o Flamengo em que meti três gols, o ‘seu’ Castor de Andrade me deu um apartamento”, costumava contar sobre sua relação com o bicheiro carioca. “Quando eu tinha 19 anos, me pagavam pouco, dizendo eu era jovem e o dinheiro iria virar minha cabeça”, conta. “Quando fiz 28 anos me disseram que já estava acabado para o futebol e só me salvei porque fui contratado pelo Corinthians”, revelou. (Da ESPN)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s