Bernardinho, enfim, admite marmelada

O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Bernardinho, admitiu publicamente, pela primeira vez, que a derrota para a Bulgária, por 3 sets a 0, pela segunda fase do Mundial de vôlei, no início de outubro, foi proposital. Em entrevista à revista Alfa, o treinador aproveitou para pedir desculpas aos torcedores brasileiros pelo episódio.
“Eu queria pedir desculpas às pessoas. Se você me perguntar se eu me orgulho, eu digo: ‘De forma nenhuma’. Vai contra tudo aquilo que eu sempre preguei, os princípios em que acredito”, desabafou o técnico do Brasil. “A gente tinha de tomar um caminho. Mas é um caminho que eu nunca quero tomar de novo.”
Na ocasião, por conta do exótico regulamento do Mundial, a seleção brasileira cairia em um grupo mais fácil na segunda fase do torneio caso fosse derrotada pela Bulgária – o que, de fato, aconteceu. Se vencesse, o time de Bernardinho enfrentaria adversários mais fortes na fase seguinte da competição.
Na entrevista, o comandante da seleção brasileira ainda contou que, após a conquista do título mundial, só conseguiu se abrir e falar sobre a “entregada” contra a Bulgária com amigos próximos. Segundo Bernardinho, até de seu pai ele se escondeu e preferiu não tocar no assunto. (Da ESPN)

Ficou bem melhor assim. Houve de fato a armação e o técnico se deu conta de que devia um pedido de desculpas à torcida brasileira.

3 comentários em “Bernardinho, enfim, admite marmelada

  1. Era o que poderíamos esperar de um cara como Bernardinho. Espero que o espisódio sirva de lição para todos, principalmente para os golpistas italianos que quiseram dar uma de muito espertinhos. O “jeitinho italiano” deles não deu certo.

  2. Não vi nada de anormal. Aliás, o Bernardinho é um vencedor, não precisa mais provar nada!
    Do meu ponto de vista, ele apenas usou de uma estratégia!

Deixe uma resposta