José de Abreu, o guerrilheiro virtual

Por Valmir Moratelli, do portal iG

Enquanto Dilma Rousseff dava seu primeiro discurso como presidenta eleita, na noite de domingo (31), em rede nacional, vários políticos se espremiam no palanque da vitória. Junto a José Eduardo Dutra (presidente nacional do PT), José Eduardo Cardozo (secretário-geral do PT), Michel Temer (vice-presidente eleito), Antonio Palocci (ex-ministro da Fazenda e coordenador da campanha de Dilma) e outros figurões da política, chamava a atenção a presença do ator José de Abreu. Visivelmente emocionado, com os olhos marejados, ele permaneceu ali, atrás do ombro de Dilma por vários minutos. Um papagaio de pirata, como ele mesmo definiu. Para quem acha que ele era um estranho no ninho, Abreu afirma que não era figurante daquele momento histórico por acaso. E conta que sua militância vem da juventude, que durante parte da ditadura militou no mesmo grupo de Dilma, Var-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares), e que, durante a campanha eleitoral criou “uma rede de desmontar factóides” na internet, com pseudônimos como Marcos Ovos e Zé Bigorna.

“Dilma ficou sabendo, o Lula sabendo das coisas que eu fazia… A Dona Marisa ligou para o Chile para comentar meu trabalho. Falou: ‘nós estamos sabendo de tudo, que coisa linda você tá fazendo’”, conta o ator. Seu envolvimento com política, ele relata, começou em 1966, quando fez sua primeira peça, ‘Morte e vida Severina’. “Fui preso por dois meses, em 1968, no congresso na UNE. Saí do país no final de 1972, quando tive um exílio forçado na Holanda, e voltei no final do ano seguinte para Pelotas (RS)”, relembra. Agora, com o fim da campanha, ele volta à rotina de ator. Começa a filmar nos próximos dias no município de Cataguases (MG), “Meu pé de Laranja lima”, sob direção de Marcos Bernstein. Em janeiro, retorna às novelas, em “Insensato Coração”, de Gilberto Braga. Isso se Dilma não insistir para que assuma um cargo público. “Desde que não tenha salário. Não sou político profissional, sou militante por amor”, ressalta o ator de 64 anos.

Trechos da entrevista:

Subindo no palanque
“Me convidaram para ir a Brasília. Uma parente do Lula, que não preciso citar o nome, mandou eu votar no Rio e ir pra Brasília. Me hospedei no hotel, o Naoum, onde seria a festa e foi uma coisa natural… Chegou uma hora que falaram que o Zé Dirceu estava chegando e pediu pra eu ficar ao lado dele. Ele foi dar entrevista e eu fiquei como papagaio de pirata. Quando a Dilma chegou, ela brincou comigo, me chamando de ‘Marcos Ovos’ no elevador. Não foi uma coisa idiota que fui lá fazer…”.

Emoção no palanque
“Teve um momento que saí de giro, estava de olhos fechados, cabeça baixa. Não estava mais ali, estava viajando na minha vida, tristeza de cadeia, lembrei da minha mãe…”

Idade Média
“Pior que essa só a luta contra a ditadura. O fato é que a campanha foi uma batalha campal, com regressões morais da Idade Média. Até bispos católicos imprimiram panfletos contra a Dilma…”.

Guerrilha virtual
“Sou interneteiro. José Mayer me chama de ‘José Windows’. Sei achar tudo que há no mundo pela internet, criamos uma rede de desmontar factóides. Quando começou aquela onda de emails… aquelas coisas… Dilma guerrilheira, lésbica, f.d.p., que roubava dinheiro dos companheiros… quando aquela baixaria começou, aí descobri que tinha até falso indiano trabalhando com essa coisa de internet dos caras (da campanha do Serra). Consegui quase 11 mil seguidores em uma twitcam. Falei por quase 2 horas sobre a ditadura, que não fazíamos terrorismo, como era a censura… Usei muito, muito o twitter a favor da Dilma, 20 horas por dia. Foi guerrilha virtual. Tive 7 mil seguidores, apaguei a conta porque fiquei com medo das ameaças. O que importa não é a quantidade de seguidores, mas quantas vezes fui retuitado. Tinha frase minha que foi retuitada 20, 30 mil vezes. A cada semana mudava de nome, sempre com nome falso. Usei vários nomes, como Marcos Ovos, Senhor Jardineiro e o que ficou mais famoso, o Zé Bigorna.

Contato com Dilma
“Nunca fui filiado ao PT. Sou livre. (…) Fui a alguns comícios. Quando Lula resolveu fazer panfletagem na porta da Mercedes-Benz, em São Paulo, no meio da campanha do primeiro turno, encontrei ele e a Dilma lá, às 3h30 da manhã. Foi quando tive um contato maior com ela. Meu filho de 10 anos foi também, tiramos fotos. Pessoal de esquerda é companheiro.”

Período na prisão
“Estudava Direito, na PUC de São Paulo, quando entrei na luta clandestina contra a ditadura. Fui da Var-Palmares, a mesma organização da Dilma. Se a conheci, eu não lembro. A gente não conhecia os companheiros, eram nomes de guerra, não tinha como lembrar”.

Ácido, ioga e flauta doce
“Quando houve o fechamento político, depois de 1971, quando saí da organização, fiquei escondido na Bahia, em Recife, parei em Arembepe (BA), que foi o Woodstock brasileiro. Ali pintou ácido lisérgico, ioga, flauta doce, rock progressivo… Comecei um processo de viagem espiritual, autoconhecimento, namorei uma jovem na época… Juntou aí a vontade de conhecer Londres e Amsterdã, símbolos da libertação hippie. A política ficou de lado. Os esquerdistas foram para Paris e eu para Amsterdã.”

Cargo no governo
“Não aceitaria, apenas se fosse um cargo de um conselho, desde que não tenha salário. Não sou político profissional, sou militante por amor. Quero acabar com a miséria. Agora, se ela falar que estou convocado, eu vou. Mas talvez doe meu salário. Tenho o salário da Globo. Ganho muito bem lá”.

28 comentários em “José de Abreu, o guerrilheiro virtual

  1. Os salvadores da pátria. Estória se multiplicam, aparece até gente para trabalhar de graça. Que a peruquenta não se deixe enganar.

  2. De autores mais diversos lí bastante a respeito dos anos-de-cumbo. Confesso faltar-me melhores registros sôbre a militante Dilma Roussef. Eleita presidenta, sua biografoa ficará mais rica e seus biografos mostrar-se-ão mais interessados e nós,desde já, ansiosos, aguardamos as publicações.

      1. Notório é que a arrogante se elegeu por conta da “popularidade” do LULA Lá que sentiu a necessidade de subir em palanques. Certamente com a falta de brilho da DILMA Má, esta não iria tão longe, por isso a preocupação com algueém cuja natureza é combater em nome do mal.

  3. Nesse ano nos brasileros já pagamos mais de UM TRILHÃO DE REAIS em impostos.
    Isso mesmo colegas: mais de UM TRILHÃO DE REAIS.

    Pra meu espanto hoje de manhã li no jornal que a DILMA está querendo RESSUCITAR A CPMF, alegando a necessidade de mais verba para a sáude.

    O Brasil há anos vem batendo récordes atrás de récordes em arrecadação e eles ainda querem mais? não é possível uma coisa dessas.
    A ganancia desses políticos parece não ter fim.

    será q é essa a reforma tributária prometida durante a campanha?

    Caros, isso não pode ser verdade.

    1. Governo Dilma… Ressurreição da CPMF… Bom, maioria no congresso para fazê-lo tudo indica que ela (a Dilma) terá. Já entre os eleitores que votaram no último pleito certamente a maioria não apoia. De esperar (sem muita esperança) que a volta do nefasto seja só mais um “boato”.

  4. Outro que estava às lágrimas por trás dos ombros da Dilma era o Senador Magno Malta. Será que ele também tem alguma identificação histórica com a presidente eleita?

  5. Pelo que eu ouvi, ela não vai mandar nenhum projeto de resurgimento da CPMF. Agora, se eu tiver que pagar, pagarei com satisfação, desde que esse dinheiro vá exclusivamente para a saúde. Já fui descontado e não me fez falta. Eu penso naqueles miseráveis que ficam em fila do SUS e que morrem por não ter uma máquina de emodiálise, e que por causa dessa falta, vi minha irmã morrer sem poder fazer nada. O Hospital que tem, cobra 30 mil de depósito e não se sabe onde vai terminar. O Lula quis destinar toda a verba para a saúde, mas o PSDB e DEMO não aceitaram.

    1. Minha opinião a respeito é mais ou menos por aí, meu caro Luiz Antônio. E Lula realmente teve o projeto da CPMF sabotado pela patota demo-tucana, que encarou a coisa apenas pelo lado eleitoreiro.

      1. Mas o PT na época FHC era contra a CPMF, por que o partido mudou de opinião meu caro Gerson?

    2. Já no cenário local a juriada é tão fraca que nem o sapo barbudo deu conta do recado e a porrada foi segura. O tucano nem precisava se esforçar tanto como fez.

  6. DESTRUDOR DE FACTOIDES…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.Coitado DO POVÃO QUE SE DEIXOU ENGANAR FACILMENTE PELOS formadores de opinião-pra-defender-o-direito-do-povo…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkVOLTA DA CPMFKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…SALARIO KKKKKKMINIMO DE 600 REAIS …EM 2012 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.A DILMA MANDA NO CHEFE FALAVA QUE ERAM DOIS PROJETOS UM PARA OS RICS E OUTRO PARA OS POBRESKKKKKTÁ CERTO.SÓ FALTOU O POBRE DO NORTE E NORDESTE -SOMENTE NESSAS REGIÕES ELA VENCEU-ENTENDER QUE ELA VAI GOVERNAR SIM PROS RICOS…KKKKKKKKKKKKAINDA BEM QUE EU NÃO SOU DAQUELES QUE DIZEM “EU NÃO DISSE?”KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…

  7. LER ESSE LUIZ ANTONIO É BENEFICO PARA ENTENDER PORQUE O POVÃO GOSTA DE SOFRER…ETA MENTE ARCAICA….O SISTEMA DE SAUDE VAI MELHORAR QUANDO A DILMA SAIR…DAQUI A 4 ANOS KKKKKK ENQUANTO ISSO SOFRE PERIFERIA…EU AVISEI …OPS EU NÃO DISSE ISSO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  8. É cada mais esse chato,mas corretissimo Alonso me convence.E com nosso governo do PSDB vai ser duro desenvolvmento por aqui ,ela vai levar no banho maria o Simão.Eta vida.

  9. Serra sim enfrentou e teve que viver mais de uma década longe do Pais por conta da ditadura ,enquanto isso a Dilma quebrava a prefeitura onde atuou.É esse Alonso me convence cada vez mais que AS MENTIRAS FORMADAS E DIRECIONADAS PRO POVVÃO ESTÃO FAZENDO EFEITO.

  10. Eita que a lamúria não passa…! Vão chorar na cama que é lugar quente. Tentem ser proativos. Saibam ser oposição.
    A CPMF é, sim, uma ótima idéia do Dr. Adib Jatene. O que houve foi desvio da arrecadação para o fim a que se destinava (tanto do PSDB quanto do PT).
    Se os tucanos fossem menos FDP e soubessem fazer oposição, quando o governo petista ficou sem condições matemáticas para aprovação da prorrogação da mesma, deveriam ter cobrado uma carta-compromisso do presidente destinando o total da verba para a saúde, inclusive com fiscalização de uma comissão por ela (oposição) escolhida. Mas não. Como todo tucano é simpatizante da política de “terra arrasada”, resolveram simplesmente acabar com a contribuição, que, quem tiver um mínimo de honestidade sabe que nunca sentiu no bolso, de tão ínfimo que é o desconto. No caso, o que vale é montante.
    O tal de Alonso Perez só escreve abobrinhas e seu texto não tem a mínima sustentação para uma boa discussão. Desculpe, mas é o que eu acho sinceramente.

  11. A estrutura do PSDB paulista obrigatoriamente passa sobre a mídia. Que diferente da postura arquitetada ao longo do governo Lula, a mídia ao longo dos anos (e não são poucos) evita dar manchete sobre os pobres das administração tucanas. Ventilando a idéia de que em São Paulo, saúde, educação, segurança, funcionam bem, um paraíso. Nos governos de tucanos não há corrupção, são blindados parecem “santos”.
    Segundo Pochamann, São Paulo foi transformado no centro da oligarquia financeira do Brasil. 80% das 20 mil famílias especuladoras do título da dívida pública do Brasil estão em São Paulo. Esses 80% da elite preconceituosa reside em condomínios de luxo, deslocando-se de helicópteros (2ª maior frota do mundo) e carros blindados ( a maior frota do planeta), e mais, a contrabandista Daslu, lhes abastecem com seus produtos em sua butique de luxo.
    Será que Perez é um fornecedor dessa gente e, com a pretensa idéia da volta da CPMF terá que acrescer a sua contribuição?

  12. O Que Mais lí aqui é sobre a tal CPMF. Uma Pergunta que não quer calar: Não foi o PT que votou contra a CPMF ainda no Governo FHC??? CPMF=Contribuição Provisória de Movimentação Financeira. Ora se era provisória queriam o quê??? ele tinha data para terminar ou era = CPMF= Contribuição Permanente de Movimentação Financeira. Esse governo já começou atrapalhado.

  13. No Brasil partido político não sabe ser oposição mas sabe muito bem ser governo. Na oposição vota contra tudo. No poder defende tudo até mesmo o indefensável. Pacoência irmão.

  14. Pois é Mestre Tavernard, o que os nossos políticos mais sabem fazer é serem incoerêntes, fazem média para os eleitores. Não devemos ter paciência não, a palavra é CONSCIÊNCIA na hora do voto, afinal sempre pagamos a conta por algo que não devemos

  15. Caraca, é impressionante como as pessoas não entendem a gravidade da situação.

    Essa, que parece simples e inofensiva CPMF, vai tirar vários bilhões todos os anos do bolso do povo. seja rico, pobre, classe média não interessa, atinge a todos e com as mesmas alíquotas.
    vc vai receber o salário ela tá lá, vai mandar um dinheirinho pra sua família ela tá lá, vai sacar um dinheiro pra comprar comida, ela incide, paga um remédio com cartão de débito, lá vai mais um trocado, faz uma aplicação, olha ela aí de novo.
    Sem falar que esse imposto incide em cascata. Uma verdadeira aberração.

    Pena que um assunto tão sério seja tratado com tanta mediocridade por boa parte dos colegas aqui do blog, descambando para uma inútil discursão sobre quem é melhor: PT, PSDB, DEMOS, LULA, DILMA SERRA, CHACRINHA, LULUZINHAS, XUXA, O PAPA O ….

    Lamentável.

    1. Carlos Júnior, a verdade é que o PT aprendeu com PSDB, LULA LÁ com FHC e vamos ver se a arrogante DILMA MÁ captou. Também pudera, encontrando a casa arrumada ficou mais fácil.

    2. TEM MUITA gente contra CPMF – que não foi inventada pelo PT – por uma razão bem clara: deixa às claras toda a renda e movimentação bancária de cada um, já que ninguém mais guarda dinheiro embaixo do colchão.

      1. Não é nada disso não, acontece é que o dinheiro da CPMF não resolveu o problema da saúde, o dinheiro foi usado para cobrir o rombo da Previdência e até ajudar no superávit primário do governo Lula, além do mais, depois da extinção da mesma, o governo atual aumentou impostos e arrecadou bilhões exatamente para cobrir a CPMF, e o que aconteceu, o que melhorou???? NADA, sabe porquê, este governo arrecada muito e gasta mal o dinheiro arrecadado.

Deixe uma resposta