Venda do Baenão: Condel cria nova comissão

A reunião do Conselho Deliberativo do Clube Remo, na noite de segunda-feira, foi longa e tensa. No final, duas medidas de ordem prática foram definidas. A primeira foi a formalização do pedido de afastamento do presidente Amaro Klautau, acusado por 32 conselheiros de traição aos interesses do clube, simbolizada pela destruição do símbolo do Remo do pórtico do Evandro Almeida como forma de acelerar o processo de venda do estádio.  

A segunda, aprovada no final da reunião, foi a nomeação de uma nova comissão para representar o Remo junto à Justiça do Trabalho. O objetivo é renegociar os valores da dívida do clube e, se necessário, os termos da venda do Baenão, incluindo a localização da futura arena. Integram a comissão os conselheiros Antonio Carlos Teixeira, Sérgio Cabeça, Jones Tavares, Orlando Pereira, Manoel Ribeiro, Luís Neto e Domingos Sávio.

Vários conselheiros e grandes beneméritos se pronunciaram, quase todos contrários à negociação do estádio com as incorporadoras Agre e Leal Moreira. O abaixo-assinado pedindo o impeachment de AK foi entregue ao presidente do Condel, Felício Pontes, que se comprometeu a analisar o documento.

Um dos trechos mais duros do texto define o presidente do Remo como um déspota, pela forma como vem conduzindo os destinos do clube, desrespeitando os estatutos e recusando-se a prestar contas perante o próprio Condel. “É um despotismo não autorizado”, diz o abaixo-assinado. Felício Pontes considerou a iniciativa muito grave e inédita na história do clube. Ao se dirigir aos conselheiros, AK disse que se defenderá nos autos do processo.

Grandes beneméritos, como Artur Carepa e Ronaldo Passarinho, emocionaram-se ao lamentar a situação do Remo. “Não somos nem a quarta força do futebol paraense”, afirmou Ronaldo. Acuado pelas críticas, Amaro disse que fez todos os esforços para que o time subisse de divisão, “mas patinei”. Em meio às manifestações, o conselheiro Benedito Wilson Sá acusou Amaro de fazer negócio com um grupo (Agre) que tem ligações com o PSDB. AK ironizou dizendo que a discussão política seria no Hangar – referindo-se ao debate da TV Record. Desta vez, com forte policiamento na sede, não houve registro de tumulto envolvendo torcedores. (Fotos: MÁRIO QUADROS; com informações de Nilson Cortinhas/Bola)

14 comentários em “Venda do Baenão: Condel cria nova comissão

  1. Gerson e amigos, eu concordo em parte, com tudo que aconteceu ontem, pelo que pude ouvir:
    1- Vc criar uma comissão para representar o Remo na justiça do Trabalho, tratar das dívidas do clube e, até de uma localização melhor para a construção da Arena do Leão, ótimo(faz parte daquela fiscalização a que sempre me referi). Agora querer tirar o Amaro que foi o “PAI DA CRIANÇA”, desse projeto, aí eu penso que essas pessoas se acham os donos do Remo e, penso não ser por aí;
    2- O Sr. Carepa, disse que ele conseguiu para o Remo e o Paysandu, os mesmos valores em patrocínio e, disse ele: ” Como que o Paysandu vem pagando suas dívidas e, o Remo, não?” – Vale lembrar a ele e a outros que tem esse mesmo pensamento, que, o Paysandu tem mais alguns patrocinadores, que o Remo não tem e, que lhe pagam muito bem, além disso, o LOP, já colocou mais de 1 Milhão de Reais, do seu próprio bolso no Papão, logo, se esses patrocínios do Paysandu fossem suficientes para pagar tudo isso e, ainda montar um bom time, não teria porque o LOP colocar dinheiro do seu bolso, coisa que o Amaro não fez, até porque no Remo, ninguem faz isso,muito pelo contrário.
    – O que eu fico assustado, é com a raiva que essas pessoas tem do Amaro, acredito eu, que pelo fato dele ter tido essa brilhante idéia, que eles há 105 anos, não tiveram e, que, agora, com quase tudo definido, querem tomar pra sí. Aí eu não concordo. É a minha opinião.
    O Remo precisa mudar 90% desses Conselheiros e fazer as eleições diretas, já.

  2. Não se preocupe, companheiro, alguns verdadeiros remistas já jogaram a toalha e sequer compareceram à reunião de ontem à pedidos de familiares e amigos.

  3. Infelizmente o CD dos nossos clubes é uma reunião de prepostos que não contrartiam seus proponentes. As execssõers são raríssimas. Sempre critiquei o critério entendendo que não basta ser sócio para ser conselheiro. Vivencia clubistica representatividade deveriam ter peso da escolha do conselheiro.
    Há remsitas de expressão cujos nomes nunca foram lembrados para compor chapa, diferentes de outros convidados que sempre recusaram, preferindo manifestar sua paixão só nas arquibancadas.

  4. Acho que os conselheiros finalmente entenderam onde é que está o cerne da questão. Cláudio, eu, nem o Gerson e nem acredito que ninguém, somos contra o Remo ter um estádio melhor, pelo contrário, acredito ser essencial e primordial para o time voltar a crescer investir nas instalações (CT é mais importante nesse fator, inclusive, pois temos o Mangueirão), mas as cifras do Clube do Remo giram em torno de 3 milhões de reais anuais. Isso falando só de verba de patrocínio, fora as bilheterias e arrecadações com os sócios do clube. . Eu não me recordo de em NENHUMA outra época o Remo ter disponível todo esse recurso e conseguimos montar elencos muito superiores aos times desde que o Amaro assumiu o clube. É sim muito estranho que o presidente alegue não ter dinheiro em caixa para honrar compromissos e colocar o patrimônio do clube em uma situação tão perigosa e sujeita a qualquer tipo de ação escusa. Hoje o Remo vive esse perigo real de leilão do Baenão, mas entre outros fatores, porque o próprio AK colocou o clube nesta situação (Não contraiu maiores dívidas, mas deixou de pagar as antigas). É melhor, quando decidimos mudar de casa ter um poder de barganha maior para negociar e escolher sair de um lugar bom para um melhor. Hoje o que acontece e que está sendo feita uma “saída de mestre” mas que na verdade é só um apagar de incêndio. Uma instituição centenária jamais pode ficar refém da situação que se encontra hoje, e isso eu acho que é desmando e incompetência, dos presidentes, sim, mas principalmente do Conselho Deliberativo do Remo que há muitos anos não atua com o propósito de melhorar realmente o clube.

  5. Uma coisa que me chama a atenção na foto é o fato de o cara que está discursando estar sentado.

    Parece q tem uma cadeira pro cara que está falando sentar.

    Diante disso só posso concluir que esses conselheiros são tão velhos que não dão conta de ficar em pé nem pra fazer um discurso.
    hehehehehehehe

    só pro constar: Estamos em uma época de franca valorização iimobiliária mas esse valor de 33 milhões, a que o baenão foi a avaliado há uns 7 ou 8 meses, não aumenta com o tempo.
    ou seja: o preço do baenão está congelado enquanto o dos outros imóveis sobem vertiginosamente.
    Estranho não?

  6. Vamos ver se esta nova comissão resolve esta pendência, que é fácil de resolver, basta que a juíza tenha boa vontade, mesmo porque essas dívidas foram contraídas, quase todas, propositalmente pelos presidentes, para lá na frente receberem suas gratificações. É fácil de perceber. Não podemos colocar na presidência um cidadão sem recursos financeiros e que, além de não ter ideias, e quando as tem, sempre é em prejuizo do clube. Se esta comissão fizer um novo acordo, para pagamento parcelado, cujos acordos sejam cumpridos, mesmo que o clube tenha que jogar com o seu sub-20, e com a ajuda do socio-torcedor a coisa é resolvidade tranquilamente. É só ver que o acordo era de 50.000 por mês. Essa quantia, ele recebe duas vezes mais do governo. E por que não pagar? A folha de pagamento era de 300 mil, se reduzisse para 200 mil (pois tem jogador que nunca jogou 10 minutos, mas recebe seu salário) daria para pagar normalmente. É uma questão de gestão. Um cara desses que chega e a sua primeira providência é dar emprego para seus parentes e amigos, como se o clube fosse um cabide de emprego. O que esperar dele, senão esse caos. Se ele tivesse vergonha na cara, pediria para sair.

  7. PETRUCIO: Teu nome, com certeza, é outro, ou seja, pau mandado, porque Amaro e Frade não tem coragem de se explicarem aqui no Blog. O que falas, aconteceria sim se a venda do Baenão fosse concretizada. Mas vamos colocar o Remo saneado, como ele diz, só que amanhã estaremos vendo novos processos, pois todo presidente quer ser heroi, salvador da patria e, como o dinheiro não é dele, sai gastando a torta e direito, sem se importar com as futuras dividas, e assim sucessivamente, e em pouco tempo estariamos vendendo esse sítio do aurá. Cadê a construtora para dizer que vai construir uma arena para 24,500 torcedores, mais o CT completo. Os culpados são os conselheiros, que não avaliam as propostas, pois logo teriam visto que a construtora jamais cumpririam com o que foi apresentado.

  8. Aí, Gérson, quando eu escrevi aquele texto, levei porrada de tudo quanto é lado, quanto à dinensão política da negociação do tucano que estaria eu promovendo na crítica. Vê aí, quem está fazendo acusação, não é nada mais menos do que o Benedito Sá que está há anos luz de ser alguém identificado com o PT ou o PMDB. Depois dizem que a gente viaja na maionese…

  9. Alguém pode ajudar?
    “Fui aluna do professor Marcos Evangelista Dias Klautau. E tive a sorte dele ter sido meu orientador na minha tese de mestrado. Um grande mestre por quem tenho uma grande admiração.

    O mestre Klautau está muito doente, não tem dinheiro nem para se alimentar. Está internado, sem plano de saúde, numa crise de depressão enorme, precisa fazer uma cirurgia e não tem condições.

    Isto é o Brasil para as pessoas honestas. O professor Klautau é uma das pessoas mais honestas e competentes que eu conheço nesta vida. Fala 3 idiomas. Já exerceu muitas vezes cargos de muito poder no serviço público, mas não tem nem carro. Nem dinheiro.

    Poderia ser muito rico se quisesse. Mas não quis nem quer, escolheu manter sua integridade moral. Já pediu trabalho para muita gente e ninguém lhe deu. Não tem vergonha de pedir, porque precisa. Tem competência para exercer qualquer cargo no serviço público, mas não serve para os políticos porque é honesto.

    No Brasil a honestidade e a competência são empecilhos para o exercício de cargos importantes. É triste, mas é verdade. Como ele existem outras pessoas honestas na mesma situação. Não são muitas mas tem.

    Ano passado ele pediu demissão da Secretaria de Planejamento de Marituba pois lá não querem fazer nenhum trabalho sério. Ele está abandonado por todos, inclusive a família. Os amigos se afastaram. Ontem fui visitá-lo e chorei. Ele não sai de casa, anda de muleta com grave problema de coluna. E para completar está sendo despejado e não sabe onde vai morar.

    Ele não sabe que eu estou escrevendo e enviando esta carta para um blog. Mas eu não posso calar-me.

    Que Deus lhe ajude a superar esta crise, mestre Marcos Klautau e ainda lhe dê muitos anos de vida.

    Sua ex-aluna e admiradora Regina Coimbra.”

    Esse texto foi extraído do Blog da Franssinete. É uma pena o que está acontecendo com o profº Klautau, mas é ilustrativo e emblemático nesse momento. Nem todos (ainda bem) são iguais!

  10. É realmente lamentável,deparar-se com situações dessa natureza. Conheço outros casos semelhantes,o que dá prá entender que em ,nosso pais ou nossa sociedade, as coisas não tão sérias como se imagina. A honestidade,uma reliquia que o ser humano deveria preservar,nem todos possuem. Infelizmente,quem mais trabalha e de forma honesta, menos tem, mas leva a vantagem de poder andar de cabeça erguida,com a cosciência tranquila de seu dever cumprido , o que comprova sua grande integridade moral e intelectual. Que Deus ilumine e dê paz a esse nosso irmão

  11. É isso aí!! Enquanto o outro Klautau está bem e paparicado pelos que querem proveitos escusos. A vida é assim, mas tomara que algum jovem pense que ser honesto acabe assim, o que é difícil no dia de hoje.

  12. Mas existe gente que tira proveito de tudo e acha que está certo, basta ir a missa todos os domingos, dar a sua contribuição a igreja e ser membro da diretoria do Círio que está perdoado. Outros oram todos os dias e dão o dízimo e também está tudo bem. Estes se acham acima de tudo e todos. E os certinhos é que são os trouxas da história.

Deixe uma resposta