Na Stock Car, suspeita ronda irmãos Bueno

Um possível escândalo semelhante aos recentes acontecidos na Fórmula 1 está por explodir na Stock Car. Tudo por conta de um claro indício de favorecimento do piloto Cacá Bueno (foto), da RBR Racing, a seu irmão Popó Bueno, da A. Matheis. No GP de Campo Grande (MS), no último domingo, o último do que se pode chamar de temporada regular da categoria, Cacá à certa altura da prova questionou sua equipe: “Se o Popó me passar, ele está no playoff, então?”.

“Confirmado. Se o Popó chegar em quinto, ele está no playoff”, ouviu como resposta. Na sequência, Popó deixou Cacá para trás e ainda viu o irmão dificultar o trabalho de Átila Abreu, que vinha logo atrás. Com as posições mantidas, Popó está na Superfinal, que reúne 10 pilotos. Cacá já estava garantido. A reportagem com as imagens e o áudio da conversa foi levado ao ar pelo programa Globo Esporte, da “TV Globo”, nessa segunda-feira. No mesmo dia, a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) revelou que vai investigar o caso.

“Na torre de controle, não temos o áudio da corrida, e só tivemos acesso a esse acontecimento hoje [segunda]. Nós vamos analisar o caso e tomaremos as medidas cabíveis”, afirmou Nestor Valduga, presidente do Conselho Técnico Desportivo Nacional (CTND) da CBA ao jornal “O Globo”. Thiago Camilo, que antes da disputa em Campo Grande estava em décimo na classificação geral e acabou ficando fora da Superfinal, disparou contra Cacá Bueno: “Ele se julga tão profissional, mas, pelo que a gente vê, não é bem assim, não”. (Da ESPN)

Um comentário em “Na Stock Car, suspeita ronda irmãos Bueno

  1. Cacá e Popó, filhos de Juju(mento), acusados de tramóia enquanto o pai vocifera contra a Ferrari. É a verdadeira comédia da vida privada global.

Deixe uma resposta