Embriague-se

 Bacco, por Caravaggio.

Por Charles Baudelaire

É preciso estar sempre embriagado. Isso é tudo: é a única questão. Para não sentir o horrível fardo do Tempo que lhe quebra os ombros e o curva para o chão, é preciso embriagar-se sem perdão. Mas de que? De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser. Mas embriague-se.
E se às vezes, nos degraus de um palácio, na grama verde de um fosso, na solidão triste do seu quarto, você acorda, a embriaguez já diminuída ou desaparecida, pergunte ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, pergunte que horas são e o vento, a onda, a estrela, o pássaro, o relógio lhe responderão: “É hora de embriagar-se! Para não ser o escravo mártir do Tempo, embriague-se; embriague-se sem parar! De vinho, de poesia ou de virtude, como quiser”.

(Enivrez-vous
Il faut être toujours ivre. Tout est là: c’est l’unique question. Pour ne pas sentir l’horrible fardeau du Temps qui brise vos épaules et vous penche vers la terre, il faut vous enivrer sans trêve. Mais de quoi? De vin, de poésie ou de vertu, à votre guise. Mais enivrez-vous.
Et si quelquefois, sur les marches d’un palais, sur l’herbe verte d’un fossé, dans la solitude morne de votre chambre, vous vous réveillez, l’ivresse déjà diminuée ou disparue, demandez au vent, à la vague, à l’étoile, à l’oiseau, à l’horloge, à tout ce qui fuit, à tout ce qui gémit, à tout ce qui roule, à tout ce qui chante, à tout ce qui parle, demandez quelle heure il est et le vent, la vague, l’étoile, l’oiseau, l’horloge, vous répondront: “Il est l’heure de s’enivrer! Pour n’être pas les esclaves martyrisés du Temps, enivrez-vous; enivrez-vous sans cesse! De vin, de poésie ou de vertu, à votre guise.”)

5 comentários em “Embriague-se

  1. Por isso curto teu blog amigo…lindo demais …

    Embriague-se entao pela vida, pelos sonhos, pela esperança de dias melhores…embriago-me de vinho, de amor….embriago-me e chego ao gozo perfeito de viver a vida.

  2. Perfeito!
    :
    Embriagar-me-ei do “bem viver a vida”
    Continuarei tentando, já que nisso sou contumaz, tomara que um dia eu acerte…
    Mesmo sem acertar;
    Não importa, continuarei, tentando….

  3. Égua Gerson e Rejane! Já estou tomando a primeira do final de semana não pra embrigar com a beer mas com essa poesia que vcs nos presenteiam. Agora ao pessoal do remo só coma alcólico pra disfarçar a dor.

  4. Já estou no rumo é questão de tempo, só depois da enéssima é que me embriago. O pior é que a enéssima só vem tarde quando eu já vou dormir, para esperar por ela de novo. No dia seguinte ela chega mais rápido. É o tempo mostrando o limite do cerebro. É preciso estar sempre embriagado para esqueçer isso.

Deixe uma resposta