23 comentários em “Capa do Bola, edição de sexta-feira, 10

  1. Competência garante tranquilidade e disso o papa títulos desfruta hoje. Retorna dia 19 mais leve para confirmar a liderança.

    Curtir

  2. Percebo a inquietação dos sofrenômenos e agora mais essa do Paredão do reboco oco lesionado. É carga para sofredor mesmo. Te contar.

    Curtir

  3. Amigos, remistas, treinar cobranças de penais para jogo decisivo contra o Vila Aurora, é demais! É o limite da paciência. O Remo tem obrigação de ganhar no tempo normal, e nisso deveria estar se concentrando. O desenho tático do confronto deveria ser a preocupação única. Para que perder tempo em treinar penais contra o Vila Aurora? Se chegar a isso, é dar adeus à Série C, francamente…

    Curtir

  4. É comum a sorte de uma partida ser decidida na cobrança de penalte durante o tempo regulamentar. Considero a cobrança de penalte tão importante quanto o exedcio de outras bolas paradas.

    Curtir

  5. O ser humano é, em sua origem, bom ou mau? Um certo psiquiatra americano chamado de Donald Black afirma que muitos já nascem maus em sua essência.
    Eu, particularmente, não sou adepto dessa tese, a mim, parece insanidade, imaginar que os genes tenham tamanho poder. Principalmente se partirmos do pressuposto de que: Uma das marcas do ser humano é justamente a imprevisibilidade. Portanto, até no futebol o imprevisível acontece. Então, treinar cobrança de pênalti é um erro? Mesmo não se sabendo do resultado do fronte? Porque é óbvio que nem tudo termina como nós queremos, não é mesmo?
    Assim sendo, condenar esse tipo de atividade, é desconhecer sua importância ou ……… de acordo com a tese sobre os genes??
    Particularmente, eu não comemoro com a mesma intensidade vitorias como: em tempo normal e/ou em penalidades. Nos penais, é menos empolgantes, mas, também garante o objetivo, que é o que sempre buscamos!

    Curtir

  6. Olá Cezar Falcone, eu acho que a tese do pisquiatra tem embazamento uma vez que os seres-humanos são reproduzidos por meiose em que o novo embrião são formados por duas gametas, portanto o seu gênes é constituido de 50% de ambos os pais, claro que isto não assegura que ele será mal ou bom, mas tem predesposição aliado com o contexto social em que está inserido meu velho, até mesmo porque geralmante os filhos se espelham nos pais,se os pais são mais com certeza essa pessoa também será mal, maiis claro que para toda regra existe uma excessão.

    Curtir

  7. É o pensamento do Dunga fazendo escola. Devemos jogar na retranca até contra a Coreia do Norte, certo? 0 x 0 contra o Vila Aurora tá é bom de mais! Como é mesmo a estória? Quem não tem Potiguar caça com Canindé! Ademais, seguro morreu carcomido nas mãos do geriatra! Portanto, deve ser treinado até formação de barreira. E como dar pico para a lateral.

    Curtir

  8. Acho que é necessário ser realista. Se o time que já não é bom, se mostra em sofrível fase técnica, nada mais correto do que treinar um fundamento através do qual a partida e a vaga podem ser decididas. Aliás, ainda que o time estivesse bem, na ponta dos cascos, e que o Vila Aurora fosse pior do que já é, tratar-se-ia de decisão correta o treinamento em questão. A história do futebol é pródiga em fornecer exemplos de grandes equipes que desprezaram a adversária de modesta técnica, e, depois, foram surpreendidas com a derrota, nos penaltis.

    Curtir

  9. A falta de autoconfiança é a expressão da veradde. A sofrenômeno em peso pode empurrar os pernas-de pau, mas se no creprúsculo da jornada a expectativa for contrária, precisarão os atetas de bom preparo físico para não serem alcançados e Giba nem tempo terá para as habituais desculpas.

    Curtir

  10. Claro! Até porque o “genial” treinador já exercitou e/ou aprimorou todos os demais fundamentos. Restou tão-somente o que faz com a bola parada na marca do cal.

    Curtir

  11. É Vicente quem não tem Potyguar caça com Canindé, mas o Canindé que eu mim refiro é o Canindezinho um bom meia esquerda do futebol potiguar que joga em Mossoró RN um outro também é o Paulinho Andrade um meia habilidoso que jogava no Baraúnas de Mossoró tai as sugestões para o Remo.

    Curtir

  12. Sandro, Potyguar e Lucio três craques, só falta o Charles acertar a maneira de escalar o time. Observação, depois que o Aldivan entrou, o time caiu de produção.

    Curtir

  13. Todo cuidado e pouco caro Cássio! O seguro morreu de velho, já vi o Remo perder jogas dentro de Belém, considerados fáceis, que o diga aquele jogo em que o goleirão Cristiano falhou e entrgou o ouro ao bandido. Ainda mais porque o time atual do Remo, não inspira confiança em ninguém, não acho que você também seja tão iludido como o Cláudio Santos, que sempre diz que o Remo está no caminho certo, pra mim o único caminho certo que o Remo se encontra, é o de permanecer por mais um ano na 4° divisão. Minha opnião!

    Curtir

  14. O Remo so gosta de jogadores refrigerantes soberano, que são grandes e ruins, ex: Zé “Clone” Carlos, é o Frontine.
    Penso que a coisa mais certa que o Giba está fazendo, é essa mesmo, pois o time não tem um ataque produtivo, então ele apenas está se precavendo, apesar do adversário ser desconhecido, mais não posso dizer que e inferior técnicamente, pois hoje o Remo pra mim é tão inferior técnicamente que já poderia começar a disputar o seletivo para o campeonato paraense do próximo ano, que mesmo assim, correria o risco de ficar de fora, devido o fraco elenco que possui, ainda mais com um treinador que não conhece de nada e com uma diretoria mediocre é com um presidente corretor maluco, que passa por cima de tudo e de todos.

    Só aqui em nossos clubes, que essas coisa acontecem, te contar…

    Curtir

  15. É verdade né Berlli! Que o diga o “Air Bag” Cláudio Santos, que sempre diz essa frase em favor do Giba.
    O time está no caminho certo, pois se tivesse mais uma divisão abaixo da quarta, o Remo era sério candidato a ela.

    Curtir

  16. Berlli, nas esqueças que escanteio é falta cometida que ameaça o infrator com as cobranças cada vez mais apuradas. Treinar cobrança de escanteio deve fazer parte do programa. Prefiro entender como jocosa tua insinuação.j

    Curtir

  17. Prezado Gerson, se o Lúcio ainda que tenha 35, jogar a metade do que jogava há uns três anos e aguentar pelo menos um tempo, fará muito, mas muito mais que o Fabrício com 23. Quanto a observação do Otávio, também estou de acordo, pois hoje há um “buracão” na zona onde joga. E mais, ele está fazendo falta demais por chegar sempre atrasado nos lances, tanto que ficou suspenso por cartão amarelo em 3 ou 4 jogos que fez.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s