Gana bate EUA e vai enfrentar o Uruguai

O estoque de feitos dramáticos dos Estados Unidos estava esgotado. Os norte-americanos acabaram eliminados por Gana, neste sábado, em Rustemburgo, na prorrogação, assegurando sua vaga nas quartas de final. Com esse triunfo, essa já é a melhor campanha dos Estrelas Negras na história da competição. O time agora enfrenta o Uruguai, carregando a torcida do continente, que sediou o Mundial pela primeira vez na história.

Gana, do seu lado, segue muito viva. O time fez um rápido gol contra os EUA e acabou cedendo o empate. Com mais fôlego, porém, levou a melhor no tempo extra. Kevin-Prince Boateng foi quem abriu o placar, aproveitando-se falha na saída de bola do volante Ricardo Clark no meio-campo. O jogador do Hamburgo se atrapalhou ao tentar uma finta no círculo central, foi desarmado e permitiu um contragolpe fatal aos africanos. Prince foi lançado pela direita e partiu com tudo. Foi rápido ao limpar o lance na entrada na área, cortando para a esquerda e batendo de primeira, rasteiro.

A partir daí, porém, a partida passou para os pés dos Estados Unidos. Bradley sacou Clark ainda na etapa inicial, ganhou mais consistência no meio e começou a reter mais a bola em seus pés, em mais boa participação de seu filho, Michael, e do astro da seleção, Landon Donovan. No segundo tempo, Bradley fez outra alteração – esta recorrente durante o torneio –, sacando o segundo atacante Findley para colocar o meia Benny Feilhaber, dando assim mais liberdade para seus homens de criação se aproximarem da área. E deu certo. Aos 62, veio o empate. Dempsey avançou pela faixa central de campo e foi derrubado pelo defensor ganês Jonathan Mensah. Donovan foi para a cobrança e converteu. 

A energia norte-americana, contudo, foi caindo à medida que o segundo tempo avançava. E Gana voltava a aparecer no ataque, especialmente nos minutos finais, embora sua chegada à área não tão incisiva até o apito final. Bem diferente da arrancada de Asamoah Gyan aos 93 minutos, já na prorrogação. Um balão direto da intermediária ganesa encontrou o atacante no mano-a-mano com Carlos Bocanegra. Em jogo de corpo com o zagueiro norte-americano, Gyan levou a melhor e conseguiu preparar a bola pela esquerda para soltar uma bomba por cima de Howard. O atacante, desta forma, se juntou a Donovan, ao uruguaio Luis Suárez, ao espanhol David Villa, ao argentino Gonzalo Higuaín e ao eslovaco Róbert Vittek como artilheiros da Copa do Mundo da Fifa, todos com três gols. Na primeira fase, ele havia feito dois em cobranças de pênalti na vitória contra a Sérvia e no empate com a Austrália. Gana teve de se suar muito para passar pelos Estados Unidos, mas agora tem um bom período de descanso até enfrentar o Uruguai por uma vaga nas semifinais e manter a esperança africana de título em seu solo. A partida será apenas no dia 2 de julho, próxima sexta-feira. (Com informações do Fifa.com) 

Um comentário em “Gana bate EUA e vai enfrentar o Uruguai

Deixe uma resposta