Árbitro terá que explicar marcação polêmica

Koman Coulibaly, o árbitro que anulou o terceiro gol dos Estados Unidos contra a Eslovênia (placar final de 2 a 2), pode vir a ser convocado pelo Comitê de Árbitros da Fifa para que explique sua decisão. Um porta-voz da Fifa explicou à imprensa americana que o juiz – já afastado – terá que esclarecer por que invalidou o lance finalizado por Maurice Edu aos 41 minutos do segundo tempo. Coulibay, 39 anos, é um dos árbitros mais experientes da África, tendo apitado partidas importantes no continente. O meia Landon Donovan disse que o time americano perguntou várias vezes ao árbitro o motivo da anulação. Os árbitros têm a obrigação de relatar à Fifa depois de cada partida, porém não são obrigados a explicar suas decisões.

5 comentários em “Árbitro terá que explicar marcação polêmica

  1. Uma fonte fidedigna me disse que aí tem um dedo do Osama Bin Laden. E todo o mundo temendo que o estádio ia ser implodido.

  2. Com certeza, meteram a mão nos americanos. Aquele juizinho fraco, não sei oque ele enchegou no lance, para anular o gol legitimo, se aconteceu alguma infração dentro da area, foi a favor dos americanos, onde o Jogador nº 4, Bradley, este que é filho do treinador e marcou o gol de empate, estava sendo seguro na cara do juíz, é ate pensei que quando o juíz apitou, era para marcar o penalti, é não a anulação do gol!

Deixe uma resposta