Águia isolado na liderança do returno

Classificação do returno do Parazinho, depois da quarta rodada:

1º Águia, 12 pontos 
2º Remo, 9 
3º Paissandu, 7 
4º Independente, 5 (saldo: 0, gols pró: 9) 
5º São Raimundo, 5 (saldo: 0, gols pró: 6) 
6º Cametá, 4 
7º Ananindeua, 3 
8º Santa Rosa, 0

10 comentários em “Águia isolado na liderança do returno

  1. O àguia lidera o “Parazinho” é? Sr. Gerson…quer dizer que se fosse um dos “dois” o líder, aí seria, “PARAZÃO”, vcs da imprensa da capital são realmente ótimos…parabéns pela imparcialidade!

    Curtir

  2. Caro João, desculpo seu destempero verbal por saber que está mal informado a respeito da expressão “Parazinho”. Vamos à explicação, antes que você lance mão das trombetas de Jericó. Quando o campeonato estava por começar, ameaçadíssimo por recursos de Castanhal e Tuna, o torcedor ficou numa dúvida atroz quanto à validade legal do torneio, lembra? Pois é. Logo a seguir, antes do primeiro Re-Pa, a Justiça proibiu o jogo no Mangueirão por falta de vistoria. Essa sequencia de lambanças me levou a criticar a desorganização usando a expressão Parazinho em contraponto ao grandiloquente PARAZÃO que a FPF adora usar. Não é, portanto, de agora que o escriba aqui (tão interiorano quanto você, com muito orgulho, diga-se – e da sua mesmíssima região) apelida a competição de Parazinho. Se tiver dúvidas, vá lá atrás nos arquivos aqui do blog e constatará a verdade. E como um caboclo baionense lhe dou um conselho de graça: deixe de lado essa mania de perseguição. É uma coisa chata e não leva a absolutamente nada. Concentre esforços em coisas mais produtivas. Grande abraço.

    Curtir

  3. Pois é Gersson, não suporto essa mania de perseguição que existe também aqui entre nós em relação ao povo do sudeste.

    Nós é que não nos ajudamos e

    Curtir

  4. O texto abaixo foi retirado do blog do Juca Kfouri, o que vc acha Gerson e como está o “Parazão”?

    O dono do blog é criticado por uma minoria que ainda gosta dos campeonatos estaduais.

    Todas as sondagens de opinião feitas no blog, no entanto, deram resultados de acordo com a opinião do blogueiro, o que, de resto, é natural.

    Mas veja as médias de público dos principais estaduais brasileiros até o momento, publicadas ontem pelo diário “Lance!”.

    E veja que não se trata de opinião, de ser contra ou a favor.

    Trata-se de uma constatação:

    No Ceará a média é de 6.951 torcedores por jogo.

    Em Pernambuco, 6.934.

    No Rio de Janeiro, 6.131.

    Em Minas Gerais, 5.780.

    No Rio Grande do Sul, 5.772. Gauchão?

    Em São Paulo, 4.823. Paulistão? Paulistinha, sim senhor!

    Na Bahia, 3.171.

    E, no Paraná, 2.341.

    Alguma dúvida?

    Curtir

  5. Também considero os estaduais deficitários, Otávio, como o Juca defende há tempos. Mas penso que, no caso específico do Pará, acabar com o certame estadual mata de vez com o que nos resta. É questão de sobrevivência.

    Curtir

  6. Por causa da dupla da capital. So isso, mas nao ha publico em media. O Parazao e deficitario e eu gosto, mas nao critico quem nao gosta. Quanto ao Aguia, vai precisar mostrar forca fora de casa. A tendencia e o campeao do segundo turno levar o caneco, por causa do embalo. Alias, acho que foi por isso que o Independente vem caindo, ja que esta jogando desde o ano passado.

    Curtir

  7. Eu sabia sim , desses lamentáveis acontecimentos de antes do início do campeonato, e isso só acontece pela falta de seriedade dos cartolas da FPF que não usam de transparência para tomarem as decisões relativas ao campeonato, e isso parece sempre proposital, para em um dado momento decidirem que rumo vai tomar a competição – rumo que lhes seja conveniente, naquele momento, claro – informado pelo BOLA e pelo diário do pará, não é portanto desinformação, como vc colocou. Na verdade, não existiu de minha parte nenhum destempero verbal, existe sim, constatação de nossa parte de que nada que o águia venha a fazer no campeonato, vai merecer destaque por parte da imprensa da capital. É a tendência natural de vcs. É que nem a arbitragem, afinal, quem em Belém não torce para Remo ou Paysandú. É fato, não?
    Quanto à “grandiloquencia” citada do termo PARAZÃO, o Pará inteiro sabe que o ótimo caderno BOLA – que por sinal, não fica devendo pra nenhum caderno Lance da vida -, já usou a frase “PAPÃO OU LEÃO, CAMPEÃO DO PARAZÃO”. Bairrismo aqui existe, sim e muito, assim como aí. Não sem razão. Não precisamos tocar trombetas.

    Curtir

  8. Conheço muito, da mídia, claro…ainda não tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente. Mas eu o assisto e ouço o bastante pra saber o que estou colocando em relação à tendência e aqui não sou só eu que sei disso, esmagadora maioria dos ouvintes aqui do sul do pará sabem, não só do Sr. Gerson. Mas ninguém aí se importa mesmo com o que nós pensamos por aqui. Daí nossa veia separatista.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s